FCC FacebookTwitterYoutube

Logo GOV SC 2019 Colorido

Estarão abertas até sexta-feira, 26 de julho, as inscrições para as aulas do segundo semestre de 2019 do Projeto Tango no Palácio. As aulas gratuitas ocorrerão de 7 de agosto a 30 de outubro, todas as quartas-feiras, das 18h30 às 19h30, no Auditório do Museu Histórico de Santa Catarina, localizado no Palácio Cruz e Sousa, no centro de Florianópolis.

Interessados deverão realizar as inscrições por meio deste link. Serão  oferecidas 46 vagas para as aulas de tango, sendo 15 para casais e 16 individuais (oito para homens e oito para mulheres).

Caso o número de inscrições exceda o número de vagas, será realizado sorteio. A lista dos alunos sorteados estará disponível no site do Museu no dia 30 de julho. Em caso de desistência ou duas faltas em um mesmo mês, o aluno terá sua vaga suspensa e será chamado outro candidato da lista de suplentes.

O objetivo do Projeto Tango no Palácio é aproximar esta modalidade de dança com toda a comunidade, mostrando que pode ser praticada por qualquer pessoa, independente da idade ou de ter experiência anterior com dança. É uma atividade integradora e inclusiva, que cria relações positivas e equilibradas, melhorando a qualidade de vida de todos seus praticantes.

Sobre o professor

Carlos Peruzzo é uruguaio, nascido em Motevidéu, e começou sua trajetória tanguera em 1990 na sua cidade natal, um dos berços do tango, quando ainda estudava Engenharia Civil na Universidade. Participou como dançarino em várias apresentações de dança e teatro, até sua vinda para o Brasil. Em 1995, chegou a Florianópolis para realizar Mestrado em Engenharia Civil na UFSC e conheceu o Centro de Dança Edson Nunes (CDEN), onde continuou aprimorando seus conhecimentos, estudando os outros ritmos da Dança de Salão. No ano de 1996, por convite do professor e dançarino Edson Nunes, iniciou-se como professor de tango no Centro de Dança Edson Nunes, formando assim a primeira turma de alunos de tango em Florianópolis. Desde então, tem sido um divulgador permanente do ritmo em Santa Catarina, ministrando aulas e cursos, organizando milongas e práticas, promovendo workshops com vários professores convidados.

:: Clique aqui para fazer a inscrição

 

 

O Museu Histórico de Santa Catarina (MHSC), sediado no Palácio Cruz e Sousa e do Departamento de Música da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) realizam o espetáculo We will baroque you no próximo dia 18, às 20h, no auditório do Palácio.

O recital Baroque Music Night nasceu de maneira independente, na ânsia de preencher com música os espaços culturais alternativos e prédios históricos de Florianópolis. O objetivo é deslocar as atividades de música clássica de dentro dos teatros, promovendo o acesso da comunidade.

O programa é composto por peças dos séculos XVII e XVIII. Esse repertório possui características estéticas distintas, tanto em sua estrutura composicional quanto na maneira de tocar. Além da acuidade técnica exigida dos músicos para e execução deste repertório, é necessário profundo conhecimento musicológico sobre as leis e regras que fazem parte do universo deste tipo de música. Para isto utilizamos, por exemplo, alguns instrumentos de época, cordas de tripa de carneiro (como era feito no período), afinação baseada na nota “lá” em 415 hz (atualmente é utilizado nas orquestras 440hz ou ainda 442hz).

Os compositores escolhidos para mostrar um panorama deste universo foram: Johann Sebastian Bach, Johann Pachelbel,  Henry Purcell, Telemann, entre outros. O concerto integra a programação do Ciclo de Palestras e Apresentações comemorativas aos 40 anos no MHSC e da Fundação Catarinense de Cultura (FCC).

Serviço:

Local: Museu Histórico de Santa Catarina – Palácio Cruz e Sousa

Dia: 18/07/2019

Hora: 20h

Entrada gratuita.
Classificação indicativa: livre.

Lotação: 60 lugares.

Ficha técnica:

Violinos: Luiz Henrique Fiaminghi, Luiz Fernando São Thiago, Fernando Bresolin, Carolina Melo, Josenir Júnior,

Violas: Umberto Grillo, Henrique Iudice,  Matheus Gadelha

Violoncelo: Raphael Burato

Contrabaixo: Érica Caléfi

Cravo: Marcos Holler

Direção Artística e produção: Fernando Bresolin.

Design Gráfico: Camila Petersen

 

O lançamento do Mural Cisne Negro, obra do projeto Street Art Tour assinada pelo artista Rodrigo Rizo, será na próxima quinta-feira, dia 11, no Jardim do Museu Histórico de Santa Catarina – Palácio Cruz e Sousa, centro da capital. O evento terá participação do ator João Batista Costa, o JB, com performance e leitura de poemas de Cruz e Sousa (1861 – 1898), ícone da literatura catarinense e precursor da poesia simbolista no Brasil. 

O mural de 900 metros quadrados começou a ser feito no começo de junho no paredão do edifício João Moritz, localizado ao lado do jardim do Museu. O artista contou com o apoio de um elevador externo, que o levou a uma altura de até 30 metros. A pintura é parte do Street Art Tour, projeto que está movimentando a cena de arte urbana na capital e representa visualmente características marcantes na obra do poeta.

Street Art Tour: app oferece tour guiado
pelas obras de arte urbana da cidade

Dentro do projeto Street Art Tour se está desenvolvendo um trabalho de valorização dos ícones culturais de Florianópolis por meio de murais que homenageiam a vida e a obra de nomes importantes para a cidade. Dentro da plataforma do Street Art Tour (aplicativo disponível para iOS e Android), inclusive, é possível mapear e organizar um roteiro para conhecer obras de arte urbana de grandes dimensões: um deles é o mural  assinado pelo artista Thiago Valdi em homenagem a Franklin Cascaes, no edifício Atlas, localizado de frente para a esquina da rua Vidal Ramos com a Deodoro. Outra grande obra é o mural Leão da Terra, pintado por Rizo em paredão ao lado do edifício Ceisa Center, na avenida Osmar Cunha.

A pintura de Cruz e Sousa é também parte de uma segunda etapa do projeto, idealizado pelo artista Rodrigo Rizo e pelos produtores Marina Tavares e Arturo Valle Junior, do Studio de Ideias. Além de registro e catalogação em plataforma digital (aplicativo e site) de mais de 100 murais que compõem o acervo de street art de Florianópolis, prevê exposições, pintura de murais em grande formato, festivais, oficinas e debates.

O Street Art Tour é patrocinado pelo município de Florianópolis e pela Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura. O projeto tem o apoio cultural da Floripa Airport e do Corporate Park. Apoio da Fundação Catarinense de Cultura (FCC) e do Museu Histórico de Santa Catarina – Palácio Cruz e Sousa. A coordenação geral é do Studio de Ideias.

Agende-se:

O quê: lançamento do Mural Cisne Negro, obra do projeto Street Art Tour
Quando: quinta-feira, 11/7, das 18h às 20h
Onde: Jardim do Museu Histórico de Santa Catarina – Palácio Cruz e Sousa (Praça XV de Novembro, Centro, Florianópolis)
Quanto: gratuito.

 

 

O Museu Histórico de Santa Catarina (MHSC), sediado no Palácio Cruz e Sousa, recebe amanhã, quarta-feira, atividades do Seminário Arquitetura e Política – Os desafios da representação profissional na arquitetura e urbanismo, promovido pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Santa Catarina (CAU/SC).  A programação inicia com a abertura oficial no MHSC e são esperados representantes dos três estados do Sul do Brasil, além de entidades profissionais de arquitetura e urbanismo e entidades mistas catarinenses, arquitetos e urbanistas interessados no debate.

Após a abertura acontece a roda de conversa "Mulheres na Arquitetura: Os desafios para atuação e representação profissional". As convidadas para a mesa são a vice-presidente do CAU/BR, Maria Eliana Jubé Ribeiro, a presidente da Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas (ABAP), Luciana Schenk, além das representantes da Federação Nacional de Estudantes de Arquitetura (FeNea), Beatriz Vicentin Gonçalves e da Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA), Eleonora Lisboa Mascia.

Em formato aquário, o debate reservará espaço para participação da plateia. A atividade integra o Ciclo de Debates “Mulheres na Arquitetura e a Construção da Inclusiva para as Mulheres”, projeto desenvolvido pela Assessoria Parlamentar do CAU/BR em parceria com o Grupo de Trabalho de Mulheres do Fórum dos Presidentes e Comissão Temporária de Equidade de Gênero do CAU/BR. 

 

Programação:

Data: 03/07

Local: Museu Histórico de Santa Catarina (Palácio Cruz e Sousa)

17h – Café de boas-vindas no Jardim do Palácio

18h30 – Abertura

19h – Roda de conversa – Mulheres na Arquitetura: Os desafios para atuação e representação profissional.

 

 

A exposição comemorativa aos 165 anos de criação da Biblioteca Pública de Santa Catarina (BPSC) reabre no Museu Histórico de Santa Catarina (MHSC) neste sábado, 29.  Na mostra é possível conferir, em uma linha do tempo, a trajetória da instituição cultural mais antiga do estado. O visitante também pode ver objetos antigos que foram usados ao longo dos anos, bem como as tecnologias da época. A exposição  estava em cartaz na própria Biblioteca, mas foi transferida de lugar devido às obras de manutenção do prédio.  

No novo local, ficará em cartaz até 31 de agosto, na Sala de exposições 2. O horário de atendimento do MHSC é segunda a sexta-feira das 10h às 18h e aos sábados e domingos, das 10h às 16h. O agendamento de visitas ao MHSC é realizado exclusivamente pelo telefone (48) 3665-6363.

Ingressos:

Inteira: R$ 5. Meia-entrada: R$ 2 - mediante comprovação, para estudantes; menores de 18 anos; doadores de sangue registrados em hemocentros de Santa Catarina; professores exercendo docência nos níveis infantil, fundamental e médio. Entrada gratuita, mediante comprovação, para professores acompanhando a turma; crianças com idade inferior a 5 anos; pessoas com deficiência; maiores de 60 anos; guias de turismo. Aos domingos, a entrada é gratuita para todos.