FCC FacebookTwitterYoutube

Logo GOV SC 2019 Colorido

Durante o mês do namorados, o Museu Histórico de Santa Catarina (MHSC) homenageia o casal Anita e Giuseppe Garibaldi que, mesmo em meio à guerra, viveu uma grande história de amor. A atividade é proposta a partir da pintura Garibaldi e Anita, de Dakir Parreiras, pintado em 1921, que integra o acervo do Museu.

É importante destacar que em 2021 comemora-se o Bicentenário de Nascimento de Anita Garibaldi.

A interação, elaborada pelo Núcleo de Ação Educativa do MHSC, propõe o seguinte: "Que tal você também celebrar o Dia dos Namorados enviando uma foto que marcou um momento especial do relacionamento com seu grande amor?"

Quem quiser participar da atividade deve enviar uma foto, na horizontal (paisagem), até o dia 12 de junho, para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Cada participante deve enviar apenas uma imagem. As fotos serão publicadas na página do MHSC no Facebook

 

 

Enquanto não reabre para visitação presencial do público, o Palácio Cruz e Sousa, sede do Museu Histórico de Santa Catarina, está passando por obras de restauro. Todo o assoalho em madeira do piso térreo, incluindo do auditório, está sendo lixado e envernizado, bem como o do terraço.

As estruturas em mármore, como os banheiros, escadaria e soleiras também estão passando por processo de polimento e renovação.

Do lado de fora, os caminhos em pedra no jardim estão sendo lavados e passando por manutenção. Uma rampa será construída em uma das entradas para melhorar a acessibilidade.

O intuito é oferecer um espaço com mais comodidade e visualmente mais bonito quando for reaberto. Esse tipo de manutenção do assoalho não era realizado no espaço desde 1977 e colabora para a preservação do prédio que é um bem histórico catarinense. A previsão é concluir os trabalhos no mês de junho.

O Museu Histórico de Santa Catarina participará da Hora do Planeta 2021, evento promovido pelo WWF-Brasil,  com um "apagão" de suas luzes entre as 20h30 e 21h30 do dia 27 de março (sábado). O evento convida pessoas em todo o mundo a apagarem as luzes por uma hora, em um ato que lembra a necessidade urgente de agir pelo nosso planeta.

A ideia de convocar as pessoas a apagarem as luzes durante uma hora surgiu em 2007, em Sidney, na Austrália, num esforço para chamar atenção para a mudança climática. Na ocasião, mais de 2,2 milhões de pessoas e 2 mil empresas aderiram à ideia. Hoje, já são milhões de pessoas, de 180 países, que participam deste movimento global, com o objetivo de conscientizar pessoas, governos e empresas sobre o desafio da crise climática, da perda de biodiversidade e sobre como todos nós podemos fazer algo para ser parte da solução.

Além da ação, ocorre também no dia 27 de março, a partir das 13h, o Festival Digital com mais de sete horas de programação. A transmissão ao vivo será pelo canal do WWF no YouTube, no Facebook e pela Ecoa-UOL. Saiba mais.

No Brasil, a Hora do Planeta acontece há 13 anos e, assim como em todo o mundo, famílias, escolas, empresas e governos são convidados a desligar as luzes de suas casas, prédios e monumentos.

::  Guia do Participante - Hora do Planeta 2021

Atendendo à Instrução Normativa SEA 002/2021, a Fundação Catarinense de Cultura (FCC) informa que o Museu Histórico de Santa Catarina (MHSC), o Museu da Imagem e do Som (MIS/SC) e o Museu Etnográfico Casa dos Açores voltam a suspender visitas presenciais.

Atualização: A Galeria do Artesanato também não está abrindo ao público.

A medida é necessária porque a região da Grande Florianópolis encontra-se em nível de risco gravíssimo para a Covid-19. As visitas guiadas agendadas no Museu Histórico estão sendo desmarcadas.

 

Em reunião na tarde desta quarta-feira (10), a administração do Museu Histórico de Santa Catarina recebeu instruções da equipe do Escritório de Projetos de SC (Eproj) para inclusão do projeto de melhorias no Palácio Cruz e Sousa nas devidas plataformas de gestão. Participaram deste encontro, ainda, representantes da Caixa Econômica Federal e Secretaria de Estado da Administração.

As obras serão realizadas no elevador do Museu, restauro do vitral da Sala de Jantar e climatização do Palácio. Os recursos são oriundos de emenda parlamentar da Câmara Federal.

"Estamos felizes por ter recebido esta emenda e ansiosos para levar a reforma adiante e começar o quanto antes", comemora a administradora do Museu, Lena Peixer.

O Museu

Criado pela Lei Estadual nº 5.476, de 4 de outubro de 1978, o Museu Histórico de Santa Catarina (MHSC) está situado no Palácio Cruz e Sousa, no Centro de Florianópolis, desde 1986. O prédio foi construído em meados do século XVIII, época em que foi criada a Capitania da Ilha de Santa Catarina e nomeado seu primeiro governador, o brigadeiro José da Silva Paes. O objetivo era ser a nova "Casa de Governo".

Durante mais de um século, o Palácio passou por diversas modificações, até que na mudança republicana uma grande reforma (1894–1898) foi realizada, adquirindo as características arquitetônicas preservadas até o presente.
Em 1984, o prédio foi tombado como patrimônio histórico do Estado.