FCC FacebookTwitterYoutube

Logo GOV SC 2019 Colorido

O Museu Histórico de Santa Catarina recebe a exposição “Anita Garibaldi 200 anos: Vida, Coragem e Paixão”, uma homenagem à heroína de dois mundos em seu bicentenário de nascimento, comemorado em 30 de agosto de 2021. A visitação segue aberta até 31 de dezembro deste ano.

A exposição está dividida em dois ambientes: a parte interna conta com obras de arte que retratam Anita Garibaldi e a parte externa (jardim) terá painéis com textos e imagens que contam passagens importantes da vida da protagonista. Há peças do acervo do próprio Museu Histórico, do Museu Nacional do Mar e do Museu de Arte de Santa Catarina (MASC), além de uma tela da artista Vera Sabino que será exposta pela primeira vez.

:: Clique aqui e confira o conteúdo dos paineis informativos da mostra

A data escolhida para a abertura, 22 de julho, representa a tomada de Laguna pelos Farrapos, ocorrida neste dia em 1839. Uma semana depois, em 29 de julho, foi proclamada a República Catarinense.

O conteúdo da exposição foi elaborado durante vários meses por uma equipe que reuniu técnicos de diferentes setores da Fundação Catarinense de Cultura (FCC).

Visitação

A visitação à mostra ocorrerá mediante agendamento, com grupos pequenos e seguindo os protocolos de segurança para evitar contágios pela Covid-19. Os interessados deverão entrar em contato pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. e aguardar a resposta confirmando a data e horário para visitação.

As informações históricas presentes na exposição estão disponíveis para consulta no site do MHSC, por meio de uma pesquisa expandida. Além disso, o conteúdo dos painéis informativos externos foi gravado e pode ser ouvido por meio dos links disponíveis em cada aba da página da mostra.

Ano de Anita

O Governo do Estado instituiu o Ano Comemorativo do Bicentenário de Nascimento de Anita Garibaldi por meio de decreto. Desde 2019, a Fundação Catarinense de Cultura (FCC) vem trabalhando na organização de atividades para 2021 junto à Comissão Estadual Comemorativa ao Bicentenário de Anita Garibaldi. Tal Comissão foi instituída por meio da Portaria FCC nº 39/2019, e tem o objetivo de promover e difundir a história da heroína catarinense.

O grupo é composto por diversos órgãos públicos, como Secretarias de Estado e prefeituras, além de entidades públicas e privadas. O calendário internacional das comemorações, onde estão inseridas ações de todos os entes que compõem o grupo, vem sendo organizado pelo Instituto CulturAnita, de Laguna e, na Itália, pelos parceiros Museu e Biblioteca Renzi, Instituto Garibaldi Da Vinci e Associação Nacional dos Veteranos Garibaldinos. 

A partir desse mês, os gradis do Museu Histórico de Santa Catarina / Palácio Cruz e Sousa receberão uma mostra em comemoração aos 65 anos da Aliança Francesa de Florianópolis. A exposição retratará e relembrará cinco séculos de relações entre o Brasil e a França, ligação que atinge muitas pessoas em diversas atividades, na imaginação, na inteligência e no empreendedorismo, tanto brasileiro quanto francês.

A mostra será aberta no dia 14 de julho e permanecerá em cartaz até 07 de setembro. Poderá ser vista por qualquer pessoa que passar no entorno no Palácio, mesmo que o espaço interno esteja fechado à visitação.

Numa série de 50 lonas, o Consulado Honorário da França e a Aliança Francesa de Florianópolis reuniram textos cedidos pela Editora Conteúdo (São Paulo) e compilados num livro editado em 2009, a pedido da Câmara de Comércio Franco-Brasileira, por ocasião do Ano da França no Brasil. As fotos provêm do mesmo livro, quando livres de direitos ou de outras fontes de livre acesso. "Artes em geral, ciências e tecnologias, educação e saúde pública, comércio, indústria, pesquisa, proteção ambiental, são os campos nos quais se desenvolveu uma admirável parceria franco-brasileira, desde os primeiros navegadores do século XVI até os empreendedores da nossa época", destaca o cônsul honorário Jean-Victor Martin.

O visitante poderá descobrir algumas curiosidades que dizem respeito aos catarinenses, como por exemplo, o fato de que o pintor Victor Meirelles viveu vários anos na França (e na Itália) graças a uma bolsa de estudos oferecida pelo Imperador Dom Pedro II. Também será possível saber por qual motivo o aviador Alberto Santos Dumont foi à origem da chegada do primeiro veículo Peugeot no Brasil e, ainda, conferir as ligações entre a Revolução Francesa e a Inconfidência Mineira.

Serviço:

Exposição Brasil e França: uma relação de 500 anos
Período: de 14 de julho a 07 de setembro de 2021
Local: Gradis do Museu Histórico de Santa Catarina - Palácio Cruz e Souza (Centro, Florianópolis)
Atividade gratuita
Classificação indicativa: livre.

A administração do Museu Histórico de Santa Catarina (MHSC), situado no Palácio Cruz e Sousa, informa que o uso dos espaços está definido em normas que exigem tramitação administrativa de processos.

A equipe técnica do MHSC definiu que, enquanto perdurar o processo de inventário patrimonial e acervístico que está em andamento, o andar superior da parte interna do Palácio ficará fechado para visitação pública e alocação para qualquer uso.

Nos espaços expositivos do Museu, no andar térreo e áreas externas, serão realizadas as exposições e eventos já previstos, cumprindo os compromissos institucionais assumidos com inaugurações "simbólicas", sem abertura para visitação do público até que o retorno seguro e gradativo das atividades ocorra.

Em relação à solicitação de alocação dos espaços, as orientações são:

- Permanece vedada a possibilidade de uso da parte interna no segundo piso do Museu para visitas, eventos de qualquer espécie, ensaios fotográficos ou similares até nova avaliação dos riscos em 30 (trinta) dias e finalização dos inventários;

- Permanece vedada a possibilidade de uso da parte interna no primeiro piso do Museu para visitas, eventos de qualquer espécie, ensaios fotográficos ou similares até nova avaliação dos riscos em 15 (quinze) dias;

- Permanece vedada a possibilidade de uso dos jardins do Museu para visitas;

- Pedidos de uso dos espaços dos jardins do Museu para ensaios fotográficos ou similares serão avaliados semanalmente (às quintas- feiras) pela equipe técnica do MHSC;

- Outros pedidos de uso dos espaços dos jardins do Museu não previstos anteriormente ficam vedados até nova avaliação dos riscos em 15 (quinze) dias.
Isenções de taxas, conforme normas estabelecidas, seguem seu tramite normal.

 

Durante o mês do namorados, o Museu Histórico de Santa Catarina (MHSC) homenageia o casal Anita e Giuseppe Garibaldi que, mesmo em meio à guerra, viveu uma grande história de amor. A atividade é proposta a partir da pintura Garibaldi e Anita, de Dakir Parreiras, pintado em 1921, que integra o acervo do Museu.

É importante destacar que em 2021 comemora-se o Bicentenário de Nascimento de Anita Garibaldi.

A interação, elaborada pelo Núcleo de Ação Educativa do MHSC, propõe o seguinte: "Que tal você também celebrar o Dia dos Namorados enviando uma foto que marcou um momento especial do relacionamento com seu grande amor?"

Quem quiser participar da atividade deve enviar uma foto, na horizontal (paisagem), até o dia 12 de junho, para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Cada participante deve enviar apenas uma imagem. As fotos serão publicadas na página do MHSC no Facebook

 

 

Enquanto não reabre para visitação presencial do público, o Palácio Cruz e Sousa, sede do Museu Histórico de Santa Catarina, está passando por obras de restauro. Todo o assoalho em madeira do piso térreo, incluindo do auditório, está sendo lixado e envernizado, bem como o do terraço.

As estruturas em mármore, como os banheiros, escadaria e soleiras também estão passando por processo de polimento e renovação.

Do lado de fora, os caminhos em pedra no jardim estão sendo lavados e passando por manutenção. Uma rampa será construída em uma das entradas para melhorar a acessibilidade.

O intuito é oferecer um espaço com mais comodidade e visualmente mais bonito quando for reaberto. Esse tipo de manutenção do assoalho não era realizado no espaço desde 1977 e colabora para a preservação do prédio que é um bem histórico catarinense. A previsão é concluir os trabalhos no mês de junho.