FCC FacebookTwitterYoutube

Logo GOV SC 2019 Colorido

Para fechar o mês de abril, a Camerata Florianópolis realiza no dia 29 de abril, às 20h30, espetáculo que mistura o clássico com o rock e envolve desde os mais novos aos mais velhos: o Clássicos com Energia. O show ocorrerá no Teatro Ademir Rosa. no Centro Integrado de Cultura (CIC). 

Para acontecer a união entre os dois gêneros musicais, a Camerata Florianópolis, sob regência do maestro Jeferson Della Rocca, dividirá palco com a banda Brasil Papaya e convidados, entre eles a soprano Carla Domingues. Os arranjos e adaptações das obras foram feitas por Alberto Heller e adaptações para a banda por Eduardo Pimentel.

Foi com o Clássicos com Energia que a Camerata voltou a fazer espetáculos ao ar livre desde o início da pandemia. Este espetáculo foi apresentado no final de novembro do ano passado, na abertura do Natal em Criciúma, para cerca de 8 mil pessoas, na Praça do Congresso.

Levando em conta o caráter das obras, o arranjador Alberto Heller procurou trazer sonoridades diferenciadas ao conjunto, de forma que algumas faixas têm maior participação da banda, outras menos, e algumas praticamente nenhuma. “Esse é um espetáculo que mostra o quão belo e rico é o diálogo e união em meio à diversidade; na música tudo é possível e isso é incrível”, comenta o maestro.

Serviço:
O quê: Clássicos com Energia - Camerata Florianópolis
Quando: 29/04/2022, às 20h30.
Onde: Teatro Ademir Rosa - Localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Ingressos: à venda em https://site.blueticket.com.br/evento/30003

 

O cantor Paulo Ricardo apresenta seu show "Voz, Violão & Rock'n Roll" no palco do Teatro Ademir Rosa, no Centro Integrado de Cultura (CIC), nesta quinta-feira (28), às 21h. O show terá a participação especial do cantor Thedy Corrêa. 

A pandemia aproximou Paulo Ricardo do violão, seja através das lives, dos vídeos para as redes sociais ou das novas composições. A partir daí surgiu, pela primeira vez em seus mais de trinta anos de carreira, a vontade de montar um espetáculo todo baseado apenas na voz e no violão.

Os fãs irão se surpreender ao ouvir clássicos do rock nacional como “Olhar 43” e “Rádio Pirata” em versões mais despojadas, cruas, viscerais, que remetem ao folk e ao blues, pais do rock'n'roll, assim como vão descobrir novas nuances em baladas como "A Cruz e a Espada" e "Tudo por Nada". Para tornar essa noite ainda mais inesquecível, Thedy Corrêa, vocalista da banda gaúcha Nenhum de Nós, é o convidado especial e canta seus maiores sucessos como "Camila Camila, Astronauta de Mármore" e ainda prepara surpresas inéditas cantando com Paulo Ricardo.

Serviço:
O quê: Paulo Ricardo - Voz, Violão & Rock'n Roll
Quando: 28/04/2022, às 21h
Onde: Teatro Ademir Rosa - Localizado no Centro Integrado de Cutura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Ingressos: à venda em https://site.blueticket.com.br/evento/29713

Atenção: será exigido comprovante de vacinação contra Covid-19.

:: Confira os protocolos

Nesta terça e quarta-feira (26 e 27/4), às 20h, o Teatro Ademir Rosa, no Centro Integrado de Cultura (CIC), recebe sessões do espetáculo Enfronta. O solo de dança terá apresentação com entrada gratuita para todos os públicos.

O trabalho reúne 20 anos de estudo sobre dança de matrizes africanas, universo da cultura mandèn, da África Ocidental, bem como da influência africana na cultura e na religiosidade brasileiras, que vão ao encontro da realidade contemporânea. O projeto experimenta movimentações corporais que tangem entre cruzamentos culturais e vida real.

Este solo, inédito, dialoga com os trabalhos de Jussara Belchior, que tem trabalhos reconhecidos como “Peso Bruto”, e que assina a direção do espetáculo, e de Luiz Canoa, músico, ator, dançarino e pesquisador das danças afro brasileiras e da contemporaneidade, colaborador na pesquisa. Participam, ainda, o músico Leandro Fortes na criação de trilha sonora, Marcos Klann na iluminação e Bettina d’Ávila na arte gráfica.

Projeto selecionado pelo Edital Aldir Blanc 2021 - executado com recursos do Governo Federal e Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural, por meio da Fundação Catarinense da Cultura.

Ficha Técnica:

Direção artística: Jussara Belchior.
Artista da Dança: Simone Fortes.
Colaboradora de artes da cena / Cenografia e Figurino / Assistente de ensaio / Produção de Palco - Ana Pi
Produção Executiva - Simone Fortes
Designer gráfico - Gabriel Villas Boas
Classificação Indicativa: Livre

Serviço: 
O quê: Espetáculo Enfronta
Quando: 26 e 27/04/2022, às 20h
Onde: Teatro Ademir Rosa - Localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Entrada gratuita
Ingressos pelo site Sympla
- Dia 26/4: https://www.sympla.com.br/evento/enfronta-solo-de-danca-simone-fortes/1556369
- Dia 27/4: https://www.sympla.com.br/evento/enfronta-solo-de-danca-simone-fortes/1556389

:: Confira os protocolos

O Teatro Ademir Rosa (TAR), localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC), recebe nesta sexta (22), às 21h, o show que une as músicas da dupla gaúcha Kleiton & Kledir com as da banda catarinense Expresso Rural. 

Os ingressos estão à venda no site Ingresso Nacional.

Conforme a produção do espetáculo, os ingressos adquiridos para o show de abril de 2020 permanecem válidos. Quem tiver esses ingressos, poderá assistir ao show com a data remarcada para este ano.

 Atenção: será exigido comprovante de vacinação contra Covid-19

:: Confira os protocolos

Classificação indicativa: 12 anos.

O Teatro Ademir Rosa, no Centro Integrado de Cultura (CIC), recebe nesta terça e quarta-feira (19 e 20) o espetáculo de dança do Grupo Corpo, com as coreografias "Primavera" e "Gira". Os shows ocorrem às 21h em ambos os dias. 

Primavera (2021)

coreografia: Rodrigo Pederneiras
música: Palavra Cantada
cenografia: Paulo Pederneiras
figurino: Freusa Zechmeister
iluminação: Paulo Pederneiras e Gabriel Pederneiras

Criado sobre a ideia do recomeço e do sopro de esperança, Primavera, com coreografia de Rodrigo Pederneiras, se urdiu sobre a música da dupla Palavra Cantada: 14 canções adaptadas para o instrumental, numa gama de estilos musicais às vezes bem contrastantes – de um jazz light à percussão afro. O balé, nascido na pandemia, tem o espírito do divertissement; incorpora – e, de certo modo, abraça – as interdições daquele momento: são solos, duos, trios, quartetos em que os bailarinos não se tocam, com exceção de três pas-de-deux na performance dos casais que são parceiros também na vida.

Conjurando tempos mais leves e buscando a doçura da estação, os figurinos femininos, monocromáticos – amarelos, verdes, laranjas e vermelhos – têm saias muito leves, que voejam, sobre collants; os dançarinos usam camiseta justa e calça preta clássica. Projeções em tempo real ocupam o fundo do palco, multiplicando e ampliando olhares, gestos e, por que não?, a ideia de novos tempos.

Gira (2017)

coreografia: Rodrigo Pederneiras
música: Metá Metá
cenografia: Paulo Pederneiras
figurino: Freusa Zechmeister
/iluminação: Paulo Pederneiras e Gabriel Pederneiras

Os ritos da umbanda – a mais cultuada das religiões nascidas no Brasil, resultado da fusão do candomblé com o catolicismo e o kardecismo – são a grande fonte de inspiração da estética cênica de Gira. 

Exu, o mais humano dos orixás – sem o qual, nas religiões de matriz africana, o culto simplesmente não funciona – é o motivo poético que guia os onze temas musicais criados pelo Metá Metá para Gira.

Mergulhar no universo das religiões afro-brasileiras para se alinhar ao tema proposto pelo Metá Metá foram as primeiras providências dos criadores do Grupo Corpo. Mas engana-se quem pensa que vai assistir a uma representação mimética dos cultos afro-brasileiros. Alimentado pela experiência em ritos de celebração tanto do candomblé quanto da umbanda (em especial as giras de Exu), Rodrigo Pederneiras (re)constrói o poderoso glossário de gestos e movimentos a que teve acesso.

Concebido como uma instalação, o não-cenário assinado por Paulo Pederneiras cobre com o mesmo tule negro os corpos dos bailarinos sempre que estão fora da cena, transformando-os em éter, e as três paredes da caixa-preta, criando uma ilusão quase espectral de infinito.
Nos figurinos, Freusa Zechmeister adota a mesma linguagem para todo o elenco, independente do gênero: torso nu, com a outra metade do corpo coberta por saias brancas de corte primitivo e tecido cru.

Serviço:
O quê: Grupo Corpo
Quando: 19 e 20/04/2022, às 21h
Onde: Teatro Ademir Rosa - Localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Ingressos à venda no site DiskIngressos:
19/04/2022 - https://www.diskingressos.com.br/evento/2775/19-04-2022/sc/florianopolis/grupo-corpo-primavera-e-gira
20/04/2022 - https://www.diskingressos.com.br/evento/2776/20-04-2022/sc/florianopolis/grupo-corpo-primavera-e-gira

Atenção: será exigido comprovante de vacinação contra Covid-19

:: Confira os protocolos