FCC FacebookTwitterYoutube

Logo GOV SC 2019 Colorido

Estão abertas de 7 de dezembro de 2021 até as 23h59 do dia 20 de janeiro de 2022 as inscrições para o 11º Salão Nacional Victor Meirelles – Edição 2021. Criado em 1993 e voltado às artes visuais, o Salão realizado pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC) tem valor total de R$ 215 mil, distribuídos em 25 prêmios no valor de R$ 7 mil a cada participante, menos impostos. As duas obras melhor colocadas neste Edital receberão ainda R$ 20 mil cada pela aquisição.

:: INSCREVA-SE

A retomada do Salão expressa o desejo de continuidade deste que foi, ao longo de sua existência, o principal evento de arte contemporânea do estado. As inscrições ocorrerão exclusivamente no formato virtual.

O Edital de seleção e premiação, promovido pela FCC com recursos destinados via emenda parlamentar federal por meio de convênio com a Funarte, pretende selecionar 25 trabalhos artísticos que serão expostos no 11º Salão Nacional Victor Meireles, a ser realizado no Museu de Arte de Santa Catarina (MASC) em 2022. Além disso, as duas obras mais bem colocadas no concurso serão adquiridas para integrar o acervo do Museu.

 ::  Atualizado:  Edital Salão Nacional Victor Meirelles 2021

Serão contempladas proposições de trabalhos artísticos nas modalidades de Desenho, Escultura, Fotografia, Gravura, Instalação, Objeto, Performance, Pintura, Videoarte, outras mídias contemporâneas e novas tecnologias.

Podem participar do Edital artistas maiores de 18 anos, brasileiros, residentes no Brasil ou exterior e, ainda, artistas estrangeiros legalmente residentes no Brasil.

Informações, dúvidas e/ou esclarecimentos devem ser enviados exclusivamente pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

:: Clique aqui para conferir perguntas e respostas 

Sobre Victor Meirelles

O SNVM homenageia o artista catarinense Victor Meirelles de Lima, nascido em Nossa Senhora do Desterro, atual Florianópolis, em 1832 e falecido no Rio de Janeiro, em 1903. Foi pintor, desenhista e professor. Estudou na Academia Imperial de Belas Artes, na cidade do Rio de Janeiro. Em Paris, pintou sua obra mais conhecida “Primeira Missa no Brasil”, exposta pela primeira vez no Salão de Paris, de 1861.

:: Clique aqui para conferir informações baseadas nas dúvidas mais frequentes

Com uma coleção de cerca de 2 mil obras, o Museu de Arte de Santa Catarina (MASC) consolida um espaço dedicado ao acervo com a exposição de longa duração organizada por seu Conselho Deliberativo na mostra Coleção MASC. A seleção foi pensada com o propósito de contemplar uma parte significativa da produção de artistas catarinenses e não catarinenses, assim como estabelecer diálogos e conexões possíveis entre as obras agrupadas por temas e aspectos técnicos, formais, matéricos e processuais em distintas temporalidades.

Composta com 61 obras, desde o núcleo inicial do MASC até produções mais contemporâneas, a mostra apresenta, entre outros, trabalhos de artistas como Eduardo Dias, Di Cavalcanti, Iberê Camargo, Djanira, Bruno Giorgi, Pancetti, Portinari, Guignard, Volpi, Martinho de Haro, Eli Heil, Meyer Filho, Elke Hering, Janga, Luiz Henrique Schwanke, Paulo Gaiad, Doraci Girrulat, Fernando Lindote e Walmor Corrêa. A Comissão Curatorial espera que a seleção deste conjunto, que corresponde a uma pequena parte do seu expressivo acervo, contribua para outras reflexões, pesquisas, estudos sobre a arte catarinense e, especialmente, para dar mais visibilidade à “potência imagética” da coleção do MASC.

Serviço:

O quê: Exposição Coleção MASC
Visitação: de 8 de dezembro de 2021 a 07 de dezembro de 2023. De terça-feira a domingo, das 10h às 21h.
Onde: Museu de Arte de Santa Catarina (MASC) - Localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Classificação indicativa: livre
Entrada gratuita

O Museu de Arte de Santa Catarina (MASC) terá nesta terça-feira (7), a partir das 19h uma noite de lançamentos em dose dupla: na ocasião será aberta a exposição de longa duração Coleção MASC e também o período de inscrições do aguardado 11º Salão Nacional Victor Meirelles – Edição 2021. Criado em 1993 e voltado às artes visuais, o Salão teve sua última edição realizada em 2008.

A retomada do Salão, promovido pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC), expressa o desejo de continuidade deste que foi, ao longo de sua existência, o principal evento de arte contemporânea do estado. As inscrições estarão abertas a partir das 0h01h de 7 de dezembro de 2021 até as 23h59 do dia 20 de janeiro de 2022. Elas ocorrerão exclusivamente no formato virtual por meio do site da Fundação Catarinense de Cultura (FCC): www.cultura.sc.gov.br.

O Edital de seleção e premiação, promovido pela FCC com recursos destinados via emenda parlamentar federal por meio de convênio com a Funarte, pretende selecionar 25 trabalhos artísticos que serão expostos no 11º Salão Nacional Victor Meireles, a ser realizado no Museu de Arte de Santa Catarina (MASC) em 2022. Além disso, as duas obras mais bem colocadas no Edital serão adquiridas para integrar o acervo do Museu.

Serão contempladas proposições de trabalhos artísticos nas modalidades de Desenho, Escultura, Fotografia, Gravura, Instalação, Objeto, Performance, Pintura, Videoarte, outras mídias contemporâneas e novas tecnologias. O valor total do Edital é de R$ 215 mil, distribuídos em 25 prêmios no valor de R$ 7 mil a cada participante, menos impostos. As duas obras melhor colocadas neste Edital receberão ainda R$ 20 mil cada pela aquisição.

Podem participar do Edital artistas maiores de 18 anos, brasileiros, residentes no Brasil ou exterior, e ainda artistas estrangeiros legalmente residentes no Brasil.

Sobre Victor Meirelles

O SNVM homenageia o artista catarinense Victor Meirelles de Lima, nascido em Nossa Senhora do Desterro, atual Florianópolis, em 1832 e falecido no Rio de Janeiro, em 1903. Foi pintor, desenhista e professor. Estudou na Academia Imperial de Belas Artes, na cidade do Rio de Janeiro. Em Paris, pintou sua obra mais conhecida “Primeira Missa no Brasil”, exposta pela primeira vez no Salão de Paris, de 1861.

Exposição Coleção MASC

Com uma coleção de cerca de 2 mil obras, o MASC consolida um espaço dedicado ao acervo com a exposição de longa duração organizada por seu Conselho Deliberativo. A seleção foi pensada com o propósito de contemplar uma parte significativa da produção de artistas catarinenses e não catarinenses, assim como estabelecer diálogos e conexões possíveis entre as obras agrupadas por temas e aspectos técnicos, formais, matéricos e processuais em distintas temporalidades.

Composta com sessenta e uma obras, desde o núcleo inicial do MASC até produções mais contemporâneas, a mostra apresenta, entre outros, trabalhos de artistas como Eduardo Dias, Di Cavalcanti, Iberê Camargo, Djanira, Bruno Giorgi, Pancetti, Portinari, Guignard, Volpi, Martinho de Haro, Eli Heil, Meyer Filho, Elke
Hering, Janga, Luiz Henrique Schwanke, Paulo Gaiad, Doraci Girrulat, Fernando Lindote e Walmor Corrêa.

A Comissão Curatorial espera que a seleção deste conjunto, que corresponde a uma pequena parte do seu expressivo acervo, contribua para outras reflexões, pesquisas, estudos sobre a arte catarinense e, especialmente, para dar mais visibilidade
à “potência imagética” da coleção do MASC.

Serviço:

O quê: Exposição Coleção MASC e lançamento do 11º Salão Nacional Victor Meirelles
Quando: 7 de dezembro de 2021, às 19h
Visitação da exposição: de 8 de dezembro de 2021 a 07 de dezembro de 2023. De terça-feira a domingo, das 10h às 21h.
Inscrições para o SNVM: de 7 de dezembro de 2021 a 20 de janeiro de 2022, por meio do site da FCC.
Museu de Arte de Santa Catarina (MASC) - Localizado no Centro Integrado
de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Classificação indicativa da exposição: livre
Entrada gratuita

Depois de mais de um ano e sete meses fechado por causa da pandemia de Covid-19, o Museu de Arte de Santa Catarina (MASC) reabre as portas neste sábado (30). Para o tão esperado reencontro com o público, o Museu apresenta a exposição inédita Máquinas Desejantes, que reúne todos os trabalhos premiados nas dez edições realizadas do Salão Nacional Victor Meirelles entre 1993 e 2008. A visitação é gratuita e poderá ser feita até 20 de fevereiro de 2022, de terça-feira a domingo, das 10h às 21h.

Expo Maquinas Desejantes MASC

(Foto: Márcio Henrique Martins / ASCOM FCC)

A mostra precede o 11º Salão Nacional Victor Meirelles – Edição 2021, marcando a retomada do concurso, motivo de reivindicação da classe artística. Com curadoria de Juliana Crispe e Susana Bianchini, a exposição pretende apresentar um recorte do acervo permanente do MASC e trazer a memória dos artistas que participaram das edições anteriores do Salão.

O público poderá conferir obras de 41 artistas contemporâneos, entre locais e das mais diversas regiões do país, tendo como destaque Sandra Cinto, Tatiana Ferraz, Rochele Costi, Vânia Mignone, Paulo Whitaker, Pedro Motta, Rubens Oestroem, Clara Fernandes, Gabriela Machado e Paulo Gaiad. A mostra conta também com três obras originais do artista catarinense que empresta o nome ao Salão.

Victor Meirelles de Lima, nasceu em Nossa Senhora do Desterro, atual Florianópolis, em 1832 e falecido no Rio de Janeiro, em 1903. Foi pintor, desenhista e professor. Estudou na Academia Imperial de Belas Artes – AIBA, na cidade do Rio de Janeiro. Em Paris pinta sua obra mais conhecida “Primeira Missa no Brasil”, exposta pela primeira vez no Salão de Paris de 1861.

Sobre o Salão Victor Meirelles

Criado em 1993 e voltado para asartes visuais, o Salão homenageia o artista catarinense Victor Meirelles de Lima. Inicialmente, tinha abrangência estadual, e assim se manteve até 1997, quando passou a ter âmbito nacional buscando-se a partir daí valorizar a representatividade qualitativa e de singularidade de expressão das obras selecionadas. Desde sua primeira edição, o SNVM contou com a presença de críticos dentre profissionais experientes e reconhecidos especialistas na área de artes visuais em sua comissão julgadora.

Serviço:

O quê: Exposição Máquinas Desejantes
Visitação: de 30 de outubro de 2021 a 20 de fevereiro de 2022. De terça-feira a domingo, das 10h às 21h.
Onde: Museu de Arte de Santa Catarina (MASC) - Localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Classificação indicativa: livre
Entrada gratuita

 

O Museu de Arte de Santa Catarina (MASC) recebeu na tarde desta quinta-feira (27) a doação de quatro obras que passarão a integrar o acervo da instituição. Os trabalhos de Regina Silveira, Jorge Menna Barreto, Ernesto Neto, Sandra Cinto e Albano Afonso que farão parte da coleção permanente do Museu foram entregues à administradora do espaço, Susana Bianchini, por Josué Mattos, representando o Centro Cultural Veras, e são resultado de uma campanha feita para finalizar a construção do novo espaço cultural localizado em Florianópolis.

Desde 2018, o Veras obteve o apoio de artistas brasileiros com a finalidade de levantar fundos para a compra de materiais de construção da edificação que já atingiu mais de 50% de sua execução. Recentemente, foram escolhidos museus de arte no Brasil, entre eles o MASC, para os quais serão doadas as obras que encontrarem apoios.

As obras doadas ao Museu têm o apoio de Malvina Sammarone. "Trata-se de sínteses da produção de cada artista, o que me deixa muito feliz de propor ao acervo do MASC como obras que ampliarão reflexões pertinentes, ao que me parece, para o conjunto", explica Mattos.

Conheça as obras doadas:

Eterno

 

Título: Eterno
Artistas: Albano Afonso e Sandra Cinto
Ano: 2018
Técnica e suporte: Impressão sobre voil
Dimensões: 50 x 50 cm

Amor

 

Título: Amor
Artista: Ernesto Neto
Ano: 2017
Técnica e suporte: Impressão sobre papel 100% algodão
Dimensões: 30 x 42 cm

Desleitura

Título: Desleitura
Artista: Jorge Menna Barreto
Ano: 2014-2017
Técnica e suporte: Fibra vinílica entrelaçada
Dimensões: 70 x 90 cm

Luminarialuz

Título: Luminarialuz
Artista: Regina Silveira
Ano: 2017
Técnica e suporte: Luminária com recorte metálico
Dimensões: 17,5 x 13,5 x 13,5 cm