FCC FacebookTwitterYoutube

Logo GOV SC 2019 Colorido

O Teatro Álvaro de Carvalho recebe mais dois espetáculos do Festival Palco Giratório do Sesc nesta sexta-feira e sábado (9 e 10). Ambas as programações começam às 20h.

A Mulher do Fim do Mundo - Cia. Casa Circo (AP)

Dia 09 A Mulher do Fim do Mundo

Este espetáculo-solo é um tiro no escuro: dentro de um delírio, uma mulher se depara com a existência de um corpo que respira a cada segundo para se manter de pé. Neste estado delirante, a personagem estabelece um diálogo visceral e direto do corpo e com o corpo, validando, através do próprio corpo e do seu discurso, a existência dos vários corpos que atravessam gerações num flagelo chamado viver.

Sobre grupo

Integram o núcleo de produção e criação da Cia. Casa de Circo, atuante desde 2015, dois artistas (Ana Caroline e Jones Barsou) que, juntos, somam vida e arte, agregando em suas produções diferentes linguagens: circo, dança e teatro. A companhia se apropria dessas linguagens na busca de um corpo cênico que dê subsídio estético a uma dramaturgia autoral. Num processo de mestiçagem dos elementos que advêm dessas linguagens, as obras da companhia transitam livremente entre elas.

Serviço:

O quê: A Mulher do Fim do Mundo - Palco Giratório Sesc
Quando: 09/08/2019, às 20h
Onde: Teatro Álvaro de Carvalho (TAC)
Rua Marechal Guilherme, 26 - Centro - Florianópolis
Classificação indicativa: 14 anos
Ingressos: R$ 20,00 inteira; R$ 10,00 meia-entrada(estudantes, idosos, pessoas com deficiência, menores de 18 anos, doadores regulares de sangue e professores).
**Vendas nas bilheterias dos teatros. Ingressos não numerados.


Cria - Cia. Suave / Alice Ripoll (RJ)

Dia 10 CriaEste espetáculo de dança, que abrange o passinho do funk, a dancinha e a dança teatro, investiga os entrelaçamentos entre os significados da noção de criação. Criar um espetáculo, criar uma técnica nova como o passinho (que pode ser considerado o primeiro estilo brasileiro de dança urbana), criar filhos. A criação de todos nós, que viemos do ato sexual, tão próximo da dança. A dança da favela, das vidas na corda bamba – tão arriscadas que cada instante é valorizado. O desejo insiste e cria a dança que está na vanguarda do mundo: o grupo esteve nos últimos quatro anos rodando a Europa com seu trabalho vibrante.

Sobre o grupo

O grupo teve início com a criação do espetáculo Suave, que uniu o passinho do funk à dança contemporânea. O trabalho foi criado em 2014, a partir projeto "Entrando na Dança", no qual dez jovens do Complexo do Alemão (RJ) foram selecionados para uma residência artística com a coreógrafa Alice Ripoll. A princípio com uma proposta de cunho formativo, o grupo mostrou um resultado tão surpreendente que o espetáculo estreou no Festival Panorama e já se apresentou em festivais e teatros da França, Alemanha, Suíça, Holanda e Suécia.

Serviço:

O quê: Cria - Palco Giratório Sesc
Quando: 10/08/2019, às 20h
Onde: Teatro Álvaro de Carvalho (TAC)
Rua Marechal Guilherme, 26 - Centro - Florianópolis
Classificação indicativa: 14 anos
Ingressos: R$ 20,00 inteira; R$ 10,00 meia-entrada(estudantes, idosos, pessoas com deficiência, menores de 18 anos, doadores regulares de sangue e professores).
**Vendas nas bilheterias dos teatros. Ingressos não numerados.

Os duos a Corda em Si & Consonante apresentam Nove, um espetáculo lítero-musical, nesta quinta-feira (8). O show começa às 20h, no Teatro Álvaro de Carvalho (TAC).

Entre a crença e o real nascem as lendas – narrativas que buscam explicar o que muitas vezes é inexplicável, dar razão aos mistérios, alimentar tradições. Comuns a todos os povos, em todas as épocas, as histórias que brotam da imaginação e se guardam pelo registro oral, são base do espetáculo apresentado pelo duo A Corda em Si (voz e contrabaixo) e Consonante Duo (poesia e percussão), celebrando os 270 anos da imigração açoriana na ilha de Santa Catarina.

Cantados ou narrados, os nove contos são cercados de música por todos os lados e propõem um jogo entre ficção e História. São agregados num grande arquipélago de cultura popular e essa unidade apresenta-se em forma de uma composição lítero-musical e, por fim, sugere a formação imaginária de uma décima ilha, desgarrada, desterrada. Esta, trouxe na bagagem elementos para sua formação étnica, de linguagem e mitologia, como as bruxas, as sereias, a pesca, a religiosidade, a caça às baleias e os ritos.

Serviço:

O quê: Nove, um espetáculo lítero-musical
Quando: 08/08/2019, às 20h
Onde: Teatro Álvaro de Carvalho (TAC)
Rua Marechal Guilherme, 26 - Centro - Florianópolis
Classificação indicativa: 10 anos
Entrada gratuita.

O Teatro Álvaro de Carvalho (TAC) recebe neste sábado (3), às 20h, o espetáculo Subterrâneo, da Gumboot Dance Brasil. O show faz parte da programação do festival Palco Giratório, promovido pelo Sesc.

O espetáculo traça um paralelo entre a experiência dos mineiros africanos do século XIX e a sobrevivência da população negra e periférica das grandes metrópoles brasileiras nos dias de hoje. Suburbanos explorados cotidianamente, com suas memórias sendo soterradas e suas vozes abafadas. Como sobreviver? Como ressignificar o cenário e resgatar a humanidade dentro de uma estrutura tão repressora e historicamente violenta?

Sobre o grupo

Criado em 2008 a partir da pesquisa do bailarino e coreógrafo Rubens Oliveira, este grupo tem como proposta pesquisar e difundir a técnica Gumboot, por meio de workshops e apresentações. Gumboot dance (dança de botas de borracha) é uma forma de dança popular criada no século XIX pelos trabalhadores das minas de ouro e de carvão da África do Sul. O Gumboot Dance Brasil foi indicado como melhor trilha de espetáculo pelo APCA 2018 e premiado com o Fomento à dança da Cidade de São Paulo, além de circulação pelo estado com seus espetáculos.

Ficha técnica:

Diretor e coreógrafo: Rubens Oliveira - Direção musical: Lenna Bahule e Rubens Oliveira - Trilha sonora gravada: Lenna Bahule, Alysson Bruno e Rubens Oliveira - Roteiro: Naruna Costa e Rubens Oliveira - Dançarinos: Danilo Nonato, Diego Henrique, Fernando Ramos, Munique Mendes, Naruna Costa, Pâmela Ammy, Rafael Oliveira, Rubens Oliveira, Samira Marana, Silvana de Jesus e Washington Gabriel - Músicos: Mauricio Oliveira (percussão e sax), Eduardo Marmo (baixo) e Alencar Martins (guitarra e violão) - Figurino: Danilo Maganha- Visagista: Emerson Murad - Cenário: Karen Furbino - Cenotécnicos: Alexandre Souza e Rager Luan - Pintura de arte: Edna Nogueira - Design de luz: Melissa Guimarães - Operação de luz: Kelson Barros - Operação de som: Rogério Sierra - Assistente de produção: Washington Gabriel - Produção geral: Kelson Barros (Cazumbá Produções Artísticas)

Serviço:

O quê: Espetáculo Subterrâneo - Palco Giratório Sesc
Quando: 03/08/2019, às 20h
Onde: Teatro Álvaro de Carvalho (TAC)
Rua Marechal Guilherme, 26 - Centro - Florianópolis
Classificação indicativa: Livre
Ingressos: R$ 20,00 inteira; R$ 10,00 meia-entrada(estudantes, idosos, pessoas com deficiência, menores de 18 anos, doadores regulares de sangue e professores).
**Vendas nas bilheterias dos teatros. Ingressos não numerados.

O Teatro Álvaro de Carvalho (TAC) recebe nesta quinta-feira (1º) o espetáculo de voz e piano Canções Brasileiras. O show começa às 19h30.

O recital reúne grandes obras de diversos compositores brasileiros como Tom Jobim, Villa-Lobos, Francisco Mignone, entre outros. Será apresentado por Franciele Alves (soprano), Alessandra Wingter (soprano), Angelo Mariano (baixo) e Daniel Green (piano).

Serviço:

O quê: Canções Brasileiras
Quando: 1º de agosto de 2019, às 19h30
Onde: Teatro Álvaro de Carvalho (TAC)
Rua Marechal Guilherme, 26 - Centro, Florianópolis
Classificação indicativa: 10 anos
Ingressos: R$ 30,00 inteira; R$ 15,00 meia-entrada (estudantes, idosos, pessoas com deficiência, menores de 18 anos, doadores regulares de sangue e professores).
**Vendas nas bilheterias dos teatros. Ingressos não numerados.

O Teatro Álvaro de Carvalho (TAC) recebe neste sábado e domingo (27 e 28) o espetáculo Vento forte para água e sabão, da cia pernambucana Fiandeiros. O espetáculo começa às 16h em ambos os dias.

O roteiro narra a história de amizade entre uma bolha de sabão chamada Bolonhesa e Arlindo, uma rajada de vento. Sabendo dos riscos que corre por ser uma bolha, Bolonhesa já havia decidido ficar parada no seu cantinho, com medo de se arriscar a conhecer o mundo. Até se encontrar com Arlindo que, com muita diversão e cumplicidade, ajuda a bolhinha a viver uma divertida aventura, descobrindo as coisas lindas espalhadas pelo mundo e dando sentido a sua pequena existência. Questões como vida e morte são abordadas através da metáfora da bolha de sabão, cuja própria existência é extremamente rápida e passageira.

No elenco, Tiago Gondim, Daniela Travassos, Geysa Barlavento, Kéllia Phayza, Victor Chitunda e Ricardo Angeiras. Com direção musical de Samuel Lira e trilha sonora composta por André Filho, o espetáculo apresenta seis canções executadas ao vivo pelo elenco. Todo trabalho vocal de harmonia e arranjo será feito em cena, acompanhado apenas de um violão.

João Denys, que assina a direção de arte do espetáculo ao lado de Manuel Carlos, assinala que a diversidade de matrizes estéticas se é percebida, por exemplo, ao mesclar características da cultura oriental com nossos folguedos populares, numa grande homenagem às artes.

A FIANDEIROS - Em seus 15 anos de fundação, a Companhia Fiandeiros de Teatro, uma das mais atuantes do Estado, elabora seu repertório de espetáculos com base na dramaturgia pernambucana e no desenvolvimento de novos processos dramatúrgicos, com textos originais criados a partir de pesquisas realizadas pelo grupo.

FICHA TÉCNICA:

Texto: Giordano Castro e Amanda Torres - Direção geral: André Filho - Elenco: Tiago Gondim, Daniela Travassos, Geysa Barlavento, Kéllia Phayza, Victor Chitunda e Ricardo Angeiras - Direção musical e arranjos vocais: Samuel Lira - Direção de arte: João Denys e Manuel Carlos - Direção de produção: Daniela Travassos - Iluminação: João Guilherme de Paula - Operação de luz: Charly Jadson - Produção executiva: Jefferson Figueirêdo - Fotografias: Rogério Alves - Realização: Companhia Fiandeiros de Teatro - Produção Local em Florianópolis: Milena Moraes

Serviço:

O quê: Vento forte para água e sabão
Quando: 27 e 28 de julho, às 16h
Onde: Teatro Álvaro de Carvalho (TAC)
Rua Marechal Guilherme, 26 - Centro - Florianópolis
Classificação indicativa: Livre
Ingressos: R$ 20,00 inteira; R$ 10,00 meia-entrada (estudantes, idosos, pessoas com deficiência, menores de 18 anos, doadores regulares de sangue e professores).
*Venda nas bilheterias dos teatros.