FCC FacebookTwitterYoutube

Logo GOV SC 2019 Colorido

Comunicamos que o dia 08 de junho de 2012 (sexta-feira) será ponto facultativo. Portanto, não haverá expediente nas Oficinas de Arte da Fundação Catarinense de Cultura.

Até o dia 1º de outubro, o Espaço das Oficinas de Arte do Centro Integrado de Cultura (CIC) recebe a exposição Clarice Através de Clarice, instalação de palavra, objeto e imagem, da qual também fazem parte um vídeoarte, a performance Mulheres de Clarice e o livro virtual Anotações, tudo sobre a obra da escritora Clarice Lispector. A visitação é gratuita, de terça-feira a domingo, das 10h às 21h.
 
Na instalação, com participação de Andréa Pino, Helena Golin Costa, Iracema Guisoni, LaïsKrücken, Patrícia Amante e Virgínia Alves e curadoria de Jayro Schmidt, palavra e imagem são amplificadas em suas dimensões semânticas, sonoras e visuais. Saem do livro são exploradas em diferentes suportes e sentidos. 
 
Clarice através de Clarice marca os 40 anos da morte da autora que tem conquistado cada vez mais repercussão no Brasil e no exterior, especialmente após o lançamento de sua biografia pelo norte-americano Benjamin Moser, em 2009. O último livro de Moser, "The complete stories",  com todos os contos escritos por Clarice, consta na lista dos 100 melhores livros de 2015 feita pelo The New York Times.
 
Programação especial
 
Para celebrar o encerramento da instalação o grupo preparou uma programação especial para o dia 28 de setembro (quinta-feira). Às 19h, Andrea Pino fará uma apresentação extra da performance Mulheres de Clarice, com direção e produção musical de Dilmo Nunes. O espetáculo, com duração de 32 minutos, é inspirado nas protagonistas dos romances de Clarice Lispector e foi criado especialmente para a abertura do evento. 
 
Na sequência, às 20h, no Cinema do CIC, será exibido o filme A Hora da Estrela (96min), dirigido por Suzana Amaral. O roteiro é uma adaptação do romance homônimo de Clarice Lispector, que relata a vida, sonhos e conflitos da jovem nordestina Macabéa. 
 
Sobre Clarice Lispector
 
Um dos grandes nomes da literatura brasileira, Clarice Lispector (1920-1977) causou um verdadeiro impacto na literatura brasileira aos 20 anos com a publicação de seu primeiro romance “Perto do coração selvagem”, ao trazer uma narrativa sofisticada e diferente de tudo que havia sido feito até então. Na época, sua escrita foi comparada com a de nomes consagrados como James Joyce e Virginia Woolf por seu estilo introspectivo e técnica do fluxo de consciência. Desde então, Clarice transformou-se numa referência nacional, ao lado de Machado de Assis e Guimarães Rosa. 
 
Serviço:
 
Finissage da Instalação Clarice através de Clarice 
Dia 28 de setembro (quinta-feira)
19h - Performance Mulheres de Clarice (Andrea Pino com direção e produção musical de Dilmo Nunes)
20h - Filme A Hora da Estrela (direção Suzana Amaral)
 
Instalação Clarice através de Clarice 
Data: até 1º de outubro, de terça-feira a domingo, das 10h às 21h
Local: Espaço das Oficinas de Arte do Centro Integrado de Cultura (CIC)
Avenida Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Entrada gratuita

Fonte: Assessoria de Comunicação FCC

O Espaço das Oficinas de Arte do Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis, recebe de 26 de julho a 25 de agosto a exposição Arquétipos, com obras de Franco Palioff. A visitação é gratuita e pode ser feita diariamente das 10h às 20h30. 
 
Arquétipos é uma proposta que convida não só a refletir sobre imagens do inconsciente coletivo, mas também a se perguntar como estas imagens herdadas são capazes de moldar o nosso comportamento mais íntimo. Caos, amor, paixão, doença, demência e inocência são alguns dos estados emocionais e obsessões existenciais do homem contemporâneo. Esses estados e obsessões são processados e manipulados a partir de padrões herdados chamados Arquétipos que vem se desenvolvendo desde o começo da humanidade.
 
A exposição reúne, em sua maioria, pinturas a óleo, uma escultura cinética/robótica falante e uma caixa com um sistema ótico robotizado com uma cena cinética no seu interior. Durante a abertura também serão apresentadas quatro pequenas peças para piano, de autoria própria, intituladas O louco, O herói, O amante e O bobo.
 
Da Argentina, Franco Palioff, graduado em Engenharia Nuclear, reside no Brasil há dois anos e meio e dedica-se à pintura desde a infância. O artista trabalha com óleo há quatro anos. 
 
Serviço:
 
O quê: Exposição Arquétipos
Artista: Franco Palioff
Onde: Espaço das Oficinas de Arte do Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Governador Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Abertura: 26 de julho de 2017, às 1930h
Visitação: de 27 de julho a 25 de agosto de 2017; diariamente, das 10h às 20h30.
Entrada gratuita.

Fonte: Assessoria de Comunicação FCC

Estão abertas até o dia 20 de julho as inscrições para duas oficinas na área de fotografia que serão oferecidas pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC), por meio de suas Oficinas de Arte: Fotografia em Sala de Aula 3 e Construção de Câmeras Artesanais. As aulas são gratuitas e ocorrerão no Centro Integrado de Cultura (CIC), nos meses de julho e agosto. 
 
Fotografia em sala de aula 3:
 
Inscrições: até as 18h do dia 20 de julho de 2017, pelo link https://goo.gl/forms/sTCZ64S5Xf4V2jRk2
Comunicação dos selecionados: dia 21 de julho por e-mail
Aulas: Dias 26 e 28 de julho; 2, 4, 9 e 11 de agosto. Quartas e sextas-feiras, das 8h30 às 12h. Serão seis encontros totalizando 21 horas/aula (será fornecido certificado)
Público-alvo: professores e alunos de licenciatura em Arte ou de outras áreas que queiram usar fotografia em sala de aula.
Vagas: 12 vagas, seleção por ordem de inscrição e atendimento a pré-requisitos. A falta na primeira aula ou duas faltas implicam no cancelamento da vaga, que servirá de critério em matrículas de cursos posteriores.
Sobre o curso: Os encontros vão abordar o uso da fotografia em sala de aula, desde a fotografia digital, passando por fotografia pinhole, processos bicromatados, cianotipia e antotipia. A partir de materiais simples, o curso procura dar um panorama de possibilidades de usos e conexões com aulas de arte, biologia, química, história, etc. 
Conteúdo: 
- introdução e digital, operação de câmeras e celulares, edição com softwares gratuitos, exibição, publicação;
- construção de camera obscura e de lupa; outras câmeras artesanais;
- pinhole, uso de filme raio-x preparação de reveladores alternativos;
- antotipia, fitotipia, impressão de imagens com sucos de plantas;
- cianotipia e processos férricos;
- caseína bicromatada e outros processos similares.
 
Construção de câmeras artesanais turma 10
 
Inscrições:  até as 18h do dia 20 de julho de 2017, pelo link https://goo.gl/forms/WOPz0cx109yDleUy2
Comunicação dos selecionados: dia 21 de julho por e-mail
Aulas: Dias 25 e 27 de julho; 1º, 3, 8 e 10 de agosto. Terças e quintas-feiras, das 8h30 às 12h. 
Vagas: 12 vagas preenchidas conforme critérios: 1 - ordem de inscrição / 2 - experiência em fotografia/artes / 3- frequência em cursos anteriores (absenteísmo).
Será formada lista de espera para próximas edições do curso.
Sobre o curso: Os participantes irão construir câmeras fotográficas artesanais a partir de materiais diversos conforme o projeto de cada um. A partir de lupas ou lentes antigas, com utensílios de alumínio, plástico ou madeira, serão construídas câmeras para fotografar com filme de raio x, proporcionando um conhecimento da anatomia e funcionamento dos dispositivos fotográficos e da fotografia química.
Requisitos:
- Conhecimento básico de fotografia, desejável em laboratório P&B /pinhole, ou ter feito algum dos cursos anteriores: Fotografia Experimental, Fotografia de Grande Formato, Fotografia para Professores;
- Habilidade manual no trabalho básico com madeira, metais, ferramentas; 
- Material individual de acordo com o projeto de cada um, rateio de custos do material de uso coletivo.
 
Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (48) 3664-2636.

Fonte: Assessoria de Comunicação FCC

A exposição Um outro olhar: 2ª Edição levará para o Espaço das Oficinas de Arte do Centro Integrado de Cultura (CIC) os trabalhos dos participantes das oficinas de arte promovidas no CIC pela Associação Caminhos Para a Vida, com a parceria da Fundação Catarinense de Cultura, por meio de sua Diretoria de Difusão Artística e Oficinas de Arte. A mostra terá abertura no dia 13 de julho, às 19h30, e terá visitação até 23 de julho, de terça-feira a domingo, das 10h às 21h.
 
A Associação Caminhos para a Vida é uma entidade sem fins lucrativos que surgiu da necessidade de um atendimento integral para os filhos com história de deficiência mental.
 
O que perpassa o olhar é um horizonte de paisagens. Acreditando que as pessoas com deficiência são sensíveis às paisagens, o centro de Convivência Caminhos para a Vida oferece aos seus participantes oficinas de artes, onde  podem explorar seus sentidos e olhares. Nessa segunda edição o grupo expõe os trabalhos realizados com a parceria dos artistas Luciano Martins, Bebeto Oliveira e Albertina Prates. Experimentaram técnicas diferentes de produção visual, exploraram a paisagem/impressão de suas próprias faces, monotipia e pintura guache.
 
A exposição também traz releitura da obra de Carlos Páez Vilaró, em que a poética costura as paisagens internas com elementos da natureza que nos cercam. O trabalho valoriza, sobretudo, a inclusão. Algumas oficinas tiveram parceria com a Casa da Criança do Morro da Penitenciária, Lar Recanto do Carinho, Associação Catarinense da Síndrome do X Frágil e Sala Verde UFSC.
 
Serviço:
 
O quê: Exposição Um outro olhar: 2ª Edição
Abertura: 13 de julho de 2017, às 19h30
Visitação: de 14 a 23 de julho. De terça-feira a domingo, das 10h às 21h.
Onde: Espaço das Oficinas de Arte do Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Governador Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Entrada gratuita