FCC FacebookTwitterYoutube

Logo GOV SC 2019 Colorido

O projeto Roda de Conversa, promovido pela Biblioteca Pública de Santa Catarina, está de volta no dia 24 de agosto, às 18h30, desta vez no formato virtual. Sob a temática do Folclore, o bate-papo terá como convidados o historiador e especialista em museus Gelci Coelho (Peninha) e o professor e pesquisador da cultura popular Ilson Rodrigues Filho, com mediação do bibliotecário Alzemi Machado. Para participar, basta acessar o link https://meet.google.com/pgd-voyj-ywe

Folclore é definido como um conjunto de expressões oriundas da cultura popular, englobando aspectos da identidade em âmbito local, regional ou nacional, o que inclui os costumes, as festas, folguedos, culinária, música, lendas, danças, brincadeiras, jogos, formas de pensar, literatura, as histórias perpassadas por gerações, entre outras. A expressão ou o termo folklore foi utilizado pelo folclorista inglês Willian John Thons, em 22 de agosto de 1846.

Em 1951, realizou-se o I Congresso Brasileiro de Folclore e foi redigida a Carta do Folclore Brasileiro, documento considerado de suma importância pra o desenvolvimento de pesquisas sobre a cultura popular brasileira. Merecem destaque como pesquisadores Mário de Andrade e Câmara Cascudo. No Brasil, o Dia do Folclore foi oficializado em 1965 por Decreto Federal, sendo incorporado ao calendário brasileiro.

Santa Catarina tem um rico e diversificado folclore, devido principalmente aos seus componentes culturais, constituídos por diversos povos e etnias representados pelos indígenas, africanos, portugueses, alemães, italianos, poloneses, entre outros, que nos proporcionaram um legado de manifestações, tais como as Lendas das Pedras de Itaguaçu, Lenda do Índio Peri pela Bruxa da Conceição, o Pelznickel ou Papai Noel do Mato da região de Guabiruba, o Boi de Mamão, Cacumbi, o Pau de Fita, o Pão por Deus, a Cantoria do Divino, o túnel assombrado de Siderópolis, a Rua Fantasma de Blumenau, Boitatás, Lobisomens, Bruxas, Farra do Boi, Terno de Reis, Rendeiras,
Dança do Vilão, entre tantas outras. Dentre os pesquisadores que contribuíram para o estudo dos elementos folcóricos em Santa Catarina, destacam-se Amaro Seixas Neto, Doralécio Soares, Walter Piazza, Osvaldo Ferreira de Melo, Roberto Lacerda, Theobaldo Costa Jamundá, Nereu do Vale Pereira, Franklin Cascaes.

Serviço:
O quê: Roda de Conversa sobre o Folclore
Quando: 24 de agosto de 2021 (terça-feira), às 18h30
Acesso pelo link: https://meet.google.com/pgd-voyj-ywe