FCC FacebookTwitterYoutube

Logo GOV SC 2019 Colorido

Vinte instituições museológicas do oeste catarinense participam do "Curso de Conservação Preventiva de Bens Culturais", realizado com recursos do Prêmio Elisabete Anderle de Apoio à Cultura∕Patrimônio Cultural – Edição 2019, promovido pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC). A capacitação será realizada em duas etapas, totalizando 24 horas de curso, nos dias 20 e 21 de maio (1ª etapa) e 31 de maio e 1º de junho (2ª etapa).

A proposta aprovada no Edital foi em formato presencial. No entanto, devido à pandemia do Covid 19, ele foi adaptado para o formato online. As aulas serão ministradas pelo museólogo Idemar Ghizzo e pela diretora do Museu ao Ar Livre Princesa Isabel de Orleans Valdirene Böger Dorigon. As aulas serão teóricas e práticas, com foco em conservação preventiva de acervos fotográficos, acervos têxteis, acervos em madeira e acervos em metal.

O curso é coordenado pelas historiadoras Elisandra Forneck e Aline Maisa Lubenow, em parceria com o Centro de Memória Alfa/MaxiCrédito - CEMAC e o Centro de Documentação do Centro de Memória do Oeste de Santa Catarina – CEOM/Unochapecó. As transmissões serão realizadas direto do Laboratório de Conservação e Restauração do Museu ao Ar Livre Princesa Isabel. Cada participante receberá um kit de materiais para o curso e um livro sobre conservação e restauração.

Segundo Elisandra Forneck, proponente do projeto, no oeste de Santa Catarina, região museológica com maior número de museus cadastrados no Sistema Estadual de Museus de Santa Catarina (SEM/SC), os acervos das bibliotecas, fundações culturais, arquivos e museus são diversificados. Existe uma grande quantidade de museus de colonização, que guardam muitos objetos ligados à história da região. A salvaguarda correta desses acervos é fundamental para a perpetuação destes objetos, que servirão como fonte para inúmeras pesquisas científicas nas mais diversas áreas do conhecimento.

O museólogo Idemar Ghizzo destaca que a capacitação dos colaboradores aumenta a durabilidade do acervo. “O curso vai preparar os profissionais para lidar com as adversidades cotidianas dos espaços e saber realizar pequenas intervenções."