FCC FacebookTwitterYoutube

Logo GOV SC 2019 Colorido

A Fundação Catarinense de Cultura (FCC) recebeu nesta terça-feira (17) a doação de livros do projeto Lumiar, cujo objetivo é a valorização do patrimônio material e imaterial de Rio da Luz e Testo Alto, dois bairros tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em Jaraguá do Sul e Pomerode, respectivamente. Os exemplares serão distribuídos a escolas e bibliotecas de todo o estado; além de estarem disponíveis para consulta aos usuários da Biblioteca Pública de Santa Catarina, em Florianópolis, quando o espaço reabrir ao público presencial. 

Os livros "Morar na Colônia: A Arquitetura da Imigração em Testo Alto e Rio da Luz" e "Histórias à mesa: memórias e sabores do Rio da Luz e Testo Alto" fazem parte do projeto que inclui, ainda, 19 vídeos com registros de bens materiais e imateriais destas localidades, placas informativas e um mapa cultural que aponta pontos de interesse cultural e turístico nos dois bairros; disponíveis também em formato de aplicativo. Todo material está acessível ao público no site https://www.projetolumiar.com/.

De acordo com Manuela Diamico, autora de um dos livros, todo o trabalho de pesquisa, que durou dois anos, contou com a participação de moradores das comunidades. A partir de relatos orais, a população ajudou os pesquisadores na escolha dos bens materiais e imateriais destas regiões que devem ser salvaguardados nas áreas de Arquitetura e Alimentação.

O projeto Lumiar surgiu com o licenciamento ambiental, mecanismo indispensável para que se implantasse a linha de transmissão da empresa Copel entre Blumenau (SC) e Curitiba (PR), que cruza a poligonal de tombamento do Rio da Luz e de Testo Alto, bairros contemplados pelas medidas de compensação ligadas ao empreendimento.

Os núcleos rurais Testo Alto e Rio da Luz, separados pela Serra de Jaraguá, localizam-se em pequenos vales, em uma região onde predominam pequenas propriedades com base na agricultura familiar. Nessas áreas, perduram traços de sua formação, como aspectos linguísticos, festas típicas, hábitos culinários e religiosos – próprios de contexto rural. Encontram-se também, em número considerável, edificações que remetem ao período colonizatório.

Como reconhecimento às suas referências ao contexto da imigração europeia no Vale do Itajaí, o Iphan estabeleceu o tombamento do Conjunto Rural Testo Alto e do Conjunto Rural de Rio da Luz em 2007. Foi, portanto, formalizada a relevância histórica e cultural das edificações individuais ou conjuntas e da área rural circundante.

(Com informações do Portal Lumiar)

Observação: Apesar desta doação feita à FCC, a Biblioteca Pública de Santa Catarina segue sem receber livros durante o período de pandemia de  Covid-19.