FCC FacebookTwitterYoutube

Logo GOV SC 2019 Colorido

Somente no canal do YouTube, o projeto Arquitetura Neocolonial em SC: do erudito ao popular já passou de 2,5 mil visualizações dos vídeos sobre preservação do patrimônio histórico, com a participação de pesquisadores e profissionais da área. O projeto, que tem como proponente a arquiteta Vanessa Maria Pereira, foi contemplado pelo Edital Elisabete Anderle, promovido pela Fundação Catarinense de Cultura em 2019.

"Percebe-se que a preservação do patrimônio histórico pode ser um tema de muito interesse do público em geral e de variadas faixas etárias. Foram criadas três redes sociais para a disseminação das informações decorrentes da pesquisa e para a divulgação de eventos próprios: Facebook, Instagram e Youtube, todas com conteúdo exclusivo", explica a proponente.

O projeto tem o objetivo de desenvolver material técnico de qualidade, que permita o aprofundamento do conhecimento sobre a produção da arquitetura neocolonial e seus impactos na construção da identidade das cidades catarinenses. O material foi construído com base em pesquisa teórica sobre o papel que a arquitetura neocolonial assumiu na cultura catarinense em meados do século XX (entre 1930 e 1960), quando ocorre importante crescimento urbano das principais cidades do estado, além da fundação de diversos novos municípios, tendo como área de inventário piloto o distrito sede da Capital, Florianópolis.

As pesquisas teórica e de campo já foram concluídas e, atualmente, a equipe, formada ainda pelos professores Anna Freitas Pimenta e Luiz Eduardo Teixeira, do departamento de Arquitetura e Urbanismo Universidade Federal de Santa Catarina, trabalha na revisão final do texto e elaboração de mapas para a finalização do projeto, que deve encerrar ainda na primeira quinzena de agosto.