MASCFacebookInstagram

Curadoria: João Evangelista de Andrade Filho

Exposição com ocupação radical do MASC, contou com a participação de diversos artistas integrados no panorama de arte brasileira, de ontem e de hoje.

Com o objetivo de provocar a reflexão do público, mediante o confronto deste com as múltiplas expressões que a realidade da morte tem provocado em nossa cultura, a mostra foi dividida em setores (salas) relacionados com a sociologia, a arqueologia, a etnologia, o folclore, a arquitetura e escultura cemiterial, o estudo do cotidiano, etc.

Escolas envolvidas na sala Da Expressão Infantil: Escolinha de Arte da FCC - Fundação Catarinense de Cultura Escola da Fazenda, CEPU - Centro de Estudos Pré-Universitário e Escola Básica Municipal Mutirão da cidade de Lages

Objetivos:

• Fazer a curadoria setorial da sala Da Expressão Infantil;

• Desenvolver atividades em parceria com as escolas, cujo tema em questão está sendo trabalhado;

• Refletir e interpretar sobre a temática da morte junto aos estudantes;

• Realizar com as crianças da Escolinha de Arte da FCC, um vídeo depoimento no qual elas apresentam e relatam a interpretação de suas pinturas.