FCC FacebookTwitterYoutube

Logo GOV SC 2019 Colorido

A Fundação Catarinense de Cultura (FCC), em parceria com o Instituto Itaú Cultural, abre nesta terça-feira (11/10) as inscrições para a Semana de Gestão e Políticas Culturais, que será realizada entre os dias 7 e 11 de novembro de 2011 em Florianópolis. Neste ano, o evento tem como temas Políticas e Gestão: os desafios e sustentabilidade de ações e projetos culturais, Economia Criativa, Indicadores Culturais, Políticas de Patrimônio cultural e Produção cultural: relações e processos de trabalho.

A primeira etapa das inscrições vai até 30 de outubro e será destinada a gestores públicos. De 25 a 30 de outubro, será a vez dos gestores privados interessados em participar do evento enviarem suas inscrições. O processo se dará por meio desta página de inscrições e estará sujeito à confirmação (confira a ficha de inscrição no fim da matéria).

A Semana de Gestão e Políticas Culturais tem como proposta realizar capacitação introdutória de agentes e gestores no setor da cultura para que possam lidar melhor com as especificidades da administração pública e compreender as diversas demandas culturais e os novos desafios. Ela está organizada em cinco módulos, com aulas pela manhã e à tarde durante uma semana, totalizando 40h. O foco é atender gestores de cultura estaduais e municipais, e representantes de instituições culturais tais como museus, teatros, cinemas, bibliotecas, arquivos entre outros agentes de Santa Catarina.

Participantes confirmados


O programa reúne professores e pesquisadores, reconhecidos em todo o Brasil, para apresentar um panorama das diversas abordagens da gestão: políticas culturais e desenvolvimento humano, políticas públicas, produção cultural, sistemas de financiamento, direitos culturais, sustentabilidade, redes culturais, patrimônio material e imaterial, economia da cultura, entre outros.

Entre os nomes confirmados na Semana estão Antonio Canelas Albino Rubin (com o tema Políticas e gestão culturais: desafios contemporâneos), Cláudia Sousa Leitão (Políticas e gestão: o desfio da sustentabilidade dos projetos culturais), José Márcio Pinto de Moura Barros (Cultura e desenvolvimento humano - os desafios para a gestão), Lia Calabre de Azevedo (Indicadores culturais e indicadores sociais: um diálogo), Romulo José Avelar Fonseca (Produção cultural: relações e processos de trabalho), Silvana Barbosa Rubino (Políticas e gestão do patrimônio tangível e intangível) e Paulo Cesar Miguez de Oliveira (Enlaces contemporâneos da cultura).

A programação completa do evento está disponível no arquivo anexo ao lado desta matéria.

Serviço:

O que: Semana de Gestão e Políticas Culturais
Tema: Políticas e Gestão: os desafios e sustentabilidade de ações e projetos culturais, Economia Criativa, Indicadores Culturais, Políticas de Patrimônio cultural e Produção cultural: relações e processos de trabalho.
Quando: de 7 a 11 de novembro de 2011
Inscrições: para gestores públicos, de 11 a 30 de outubro de 2011. Para gestores privados, de 25 a 30 de outubro de 2011.
Onde: Hotel Maria do Mar (Rodovia João Paulo, 2285 - Bairro João Paulo, Florianópolis) Para reservas de hospedagem (custos por conta do participante), favor contatar Sônia Machado
Departamento: setor reservas
Telefone: (48) 3238-3009
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Contato: (48) 3953-2321 c/Elisa
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Fonte: Assessoria de Imprensa FCC

A Fundação Catarinense de Cultura também entrou no clima do Outubro Rosa. Primeiro foi O Museu Histórico de Santa Catarina - Palácio Cruz e Sousa, que desde o dia 3 ficou ainda mais rosa, com sua iluminação externa deacordo com a campanha. Nesta sexta-feira (14), a iluminação externa do Teatro álvaro de Carvalho também receberá a película rosa. A proposta é lembrar que este mês de outubro é dedicado à campanha internacional de conscientização contra o câncer de mama. "Entendemos que o engajamento da população ao movimento é uma forma de ajudar a salvar vidas. A FCC não poderia ficar fora", disse o presidente da Fundação Joceli de Souza.

Sobre o Outubro Rosa - O movimento foi criado em 1990, para promover a popularização de informações sobre a doença através de ações direcionadas à conscientização da prevenção pelo diagnóstico precoce. A distribuição de laços rosas e panfletos informativos, realização de palestras e iluminação de monumentos e prédios são algumas das práticas mais comuns em apoio ao Outubro Rosa.

Sobre a doença - De acordo com o Instituto Nacional do Câncer - Inca, o câncer de mama é o segundo tipo de câncer mais frequente no mundo e o mais comum em mulheres. Todos os anos são diagnosticados cerca de 50 mil novos casos. Se detectada nos estágios iniciais, a chance de cura da doença aumenta para quase 95%. Por isso que iniciativas como o Outubro Rosa são tão importantes para conscientizar a população sobre a importância do diagnóstico precoce da doença.

Fonte: Assessoria de Comunicação da FCC

Um grupo com cerca de 30 alunos do quarto ano da Escola de Educação Básica Hilda Teodoro Vieira participa da oficina de Artes Visuais oferecida gratuitamente pela Escolinha de Arte da Fundação Catarinense de Cultura (FCC). As crianças, com média de 10 anos, têm as aulas uma vez por mês nas salas da Escolinha, que fica no Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis.

A parceria entre a FCC e a escola já existe desde 2008. Entre 2009 e 2010, com o fechamento do espaço para reforma, as professoras da Escolinha se deslocavam até a E.E.B. Hilda Teodoro Vieira, na Trindade, para garantir que as crianças não ficassem sem as aulas. A intenção da FCC é abrir novas turmas e ampliar o atendimento aos alunos da escola.

Além da oficina para os estudantes da E. E. B. Hilda Teodoro, a Escolinha de Arte oferece ainda cursos gratuitos de Pintura, Vivências e Artes Visuais. Pelo menos 50 crianças já passaram pelas aulas no CIC desde a reabertura do espaço em abril deste ano.

Fonte: Assessoria de Imprensa FCC

Um grupo com cerca de 30 alunos do quarto ano da Escola de Educação Básica Hilda Teodoro Vieira participa da oficina de Artes Visuais oferecida gratuitamente pela Escolinha de Arte da Fundação Catarinense de Cultura (FCC). As crianças, com média de 10 anos, têm as aulas uma vez por mês nas salas da Escolinha, que fica no Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis.

A parceria entre a FCC e a escola já existe desde 2008. Entre 2009 e 2010, com o fechamento do espaço para reforma, as professoras da Escolinha se deslocavam até a E.E.B. Hilda Teodoro Vieira, na Trindade, para garantir que as crianças não ficassem sem as aulas. A intenção da FCC é abrir novas turmas e ampliar o atendimento aos alunos da escola.

Além da oficina para os estudantes da E. E. B. Hilda Teodoro, a Escolinha de Arte oferece ainda cursos gratuitos de Pintura, Vivências e Artes Visuais. Pelo menos 50 crianças já passaram pelas aulas no CIC desde a reabertura do espaço em abril deste ano.

Fonte: Assessoria de Imprensa FCC

Foi dada a largada para a total revitalização do Teatro Ademir Rosa e do Cinema do Centro Integrado de Cultura. A assinatura do contrato de obras entre o Estado e a empresa JK Engenharia foi nesta quarta-feira, na Secretaria de Turismo, Cultura e Esportes. A previsão de custos é de R$ 5,9 milhões e a empresa vencedora da licitação tem 10 meses para concluí-la. A pedido do Governo do Estado, a JK já se comprometeu a antecipar o cronograma. "A intenção é de que até meados do primeiro semestre do ano que vem os dois tenham sido devolvidos aos catarinenses", enfatizou otimista, Joceli de Souza, presidente da Fundação Catarinense de Cultura, responsável pela execução do projeto.

Mudanças - Entre as novidades previstas no projeto de revitalização do teatro e do cinema está a nova configuração dos acentos, inclusão de acentos para portadores de necessidades especiais, nova iluminação e reestruturação da parte cênica do Ademir Rosa.

Obras no CIC - Desde março de 2009 o Centro Integrado de Cultura (CIC) vem passando por uma série de reformas para a total revitalização de sua estrutura, inaugurada em 1982. Por um processo normal, dado o tamanho das instalações que chegam aos 10 mil metros quadrados, estas obras demandam tempo e seguem ocorrendo.

Ao assumir, o atual governo do Estado de Santa Catarina dividiu a reforma em módulos. O primeiro, que previa a revitalização do espaço onde funcionam as oficinas de arte, foi entregue em abril de 2011 e já está funcionando normalmente, com atividades oferecidas gratuitamente à comunidade.

Em seguida, foi a vez de o Museu de Arte de Santa Catarina (Masc) ser devolvido à população totalmente revitalizado em 30 de junho de 2011. No mesmo dia, o senhor Governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, assinou a ordem de serviço para um novo edital de obras, a fim de começarem as reformas nos espaços do Teatro Ademir Rosa e do Cinema. Paralelamente, o Museu da Imagem e do Som e as demais dependências do CIC estarão passando por obras.

Fonte: Assessoria de Comunicação da FCC