MASCFacebookInstagram

Logo GOV SC 2019 Colorido

O Núcleo de Arte-Educação (NAE) tem sua origem, em 28 de julho de 1987, por meio do projeto piloto de implantação do Setor de Serviços Educativos do Museu de Arte de Santa Catarina (SEMASC), elaborado pela Prof.ª Teresinha Sueli Franz. Aprovado, em 20 de agosto de 1987, por Harry Laus, Diretor do Museu, e Lygia Roussenq Neves, na época Superintendente da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), o projeto começou a ser executado no mês seguinte. O Setor de Arte-Educação do MASC, no entanto, deu início, oficialmente, às suas atividades de forma sistematizada com as escolas em março de 1988. Após completar dez anos de criação, ou seja, em 1999, a equipe de arte-educadores que atuava no Museu, mediante o apoio de João Evangelista de Andrade Filho, Diretor do MASC (1999-2008), decidiu mudar a denominação do Setor para Núcleo de Arte-Educação (NAE). Assim, o NAE, desde a sua criação, é responsável pelas ações educativas e culturais direcionadas para públicos escolares e não escolares, como as visitas mediadas nas exposições, o desenvolvimento de projetos com distintos parceiros e a organização de eventos para o público em geral e para educadores, como encontros com os artistas, palestras, cursos e debates no espaço do Museu.

Objetivos:

• Possibilitar uma relação de empatia dos diferentes públicos com o Museu, de modo a consolidá-lo como um espaço de acessibilidade, de experiências e aprendizagem, bem como de troca de saberes.

• Oportunizar o acesso ao patrimônio artístico-cultural por meio de ações educativas e culturais que contribuam para o conhecimento das obras de arte do acervo do MASC e para a apreciação e compreensão da linguagem artística.


Programa de Visita Mediada:

O Núcleo de Arte-Educação realiza, gratuitamente, atendimento às escolas de Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio, Ensino Superior, Educação Especial, Associações, ONGs, grupos de professores e/ou grupos de profissionais de outras instituições por meio de visitas mediadas às exposições.
A equipe do NAE prioriza o diálogo na mediação entre os diferentes públicos e as obras de arte, a fim de que o processo de compreensão da arte se dê de forma mais participativa e reflexiva. A duração da visita mediada é de aproximadamente 1 hora e 30 minutos, dependendo do ciclo expositivo, nos períodos vespertino e noturno. A visita mediada se destina a grupos de até 35 pessoas de qualquer idade e deve ser agendada com antecedência.


Ludoteca e Banco de imagens:

O NAE formou uma Ludoteca e Banco de Imagens que estão disponíveis aos professores. O acesso a esse material se dá por meio do preenchimento de cadastro e apresentação, para o NAE,  de uma carta da direção da escola onde o professor atua, solicitando empréstimo do material.
Materiais disponíveis: jogos de memória, dominós, quebra-cabeças e banco de imagens – plotagens contendo reproduções de obras do acervo do MASC.

Assessoria ao professor:

Ação destinada a contribuir com o professor para planejar, elaborar e encaminhar dúvidas, interesses, necessidades e atividades desencadeadas a partir do acervo e da visita ao museu.

Agendamento:

Informações sobre visitas mediadas poderão ser solicitadas à equipe do NAE pelos seguintes telefones ou e-mail, das 13 às 19 horas:

Fone: +55  (48) 3664-2633
Fax: (48) 3664-2632

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Experiências de arte-educação no MASC

Desde a sua criação, em 1987, o Núcleo de Arte-Educação do Museu vem desenvolvendo projetos em parcerias com artistas, professores, escolas, universidades e empresas.

Destacam-se abaixo, alguns desses projetos realizados pelo NAE/MASC:

 A formação do acervo do Museu de Arte de Santa Catarina teve início através da apresentação, da “Exposição de Arte Contemporânea”, trazida a Florianópolis em 1948 pelo escritor carioca Marques Rebelo. A mostra, que na época repercutiu na cidade, foi apresentada no Grupo Escolar Modelo Dias Velho, hoje Escola Básica Antonieta de Barros,  no centro da cidade, deixando, na oportunidade, importantes doações por parte do próprio escritor, de artistas participantes, e aquisições oficiais.

A idéia do escritor era que a exposição frutificasse em museu, e juntamente com o apoio de um grupo de intelectuais de Florianópolis, conhecido por Grupo Sul, essa intenção deu certo, e a 18 de março de 1949, através de Decreto Estadual, foi criado o então Museu de Arte Moderna de Florianópolis – MAMF, atual Museu de Arte de Santa Catarina – MASC.

Passado mais de meio século, o acervo do MASC conta com uma significativa representação da arte nacional.

A arte catarinense está representada, entre outros, por obras de Eduardo Dias, Malinverni Filho, Martinho de Haro, Hassis, Eli Heil, Rodrigo de Haro, Elke Hering, Rubens Oestroem, Luiz Henrique Schwanke, Juarez Machado, formando uma verdadeira retrospectiva da arte de Santa Catarina.
Na coleção nacional figuram nomes como Di Cavalcanti, Cândido Portinari, Djanira, Emeric Marcier, Alfredo Volpi, Tarsila do Amaral, Guignard, José Pancetti, Carlos Scliar, Iberê Camargo, Tomie Ohtake, Aldo Bonadei, Mário Zanini, Lula Cardoso Ayres, Frans Krajcberg, Antonio Maia, Marcelo Grassmann, Fayga Ostrower, Antonio Henrique Amaral, Lívio Abramo.

O Núcleo de Conservação e Acervo conta com a Sala de Conservação Preventiva, que possibilita a integridade das obras, manuseio, e cuidados no controle ambiental (temperatura e umidade relativa do ar) da sala da Reserva Técnica, local de guarda das peças do acervo.

O Núcleo conta, ainda, com o apoio do Atelier de Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis – ATECOR da Fundação Catarinense de Cultura, na restauração de obras e apoio técnico em procedimentos de conservação.

O núcleo de acervo organiza mostras didáticas, temporárias e permanentes com objetivo de levar ao público maiores informações sobre a obra e o artista.

Horário de atendimento: das  13hs às 19hs

Contato:

Fone: +55  (48) 3664-2634
Fax: (48) 3664-2632

 

 

Especializada em Artes Plásticas, teve sua criação na administração de Humberto José Tomasini, recebendo grande impulso com a publicação da primeira edição do Indicador Catarinense das Artes Plásticas, com Harry Laus.
O setor reúne livros, catálogos de exposições, periódicos, monografias e um importante e raro arquivo de documentos e fotografias que registram a biografia dos artistas plásticos catarinenses e a história do MASC.
Tem por objetivo servir de fonte de pesquisa nas publicações do MASC, pelos seus técnicos, estudantes, professores e pesquisadores da área.

A Unidade de Informação, Pesquisa e Documentação do MASC está recebendo seus pesquisadores, e interessados na área das artes visuais, em novo espaço, próximo à recepção do Museu, possibilitando, assim, um maior conforto e facilidade de acesso aos seus usuários.  Informamos, ainda, que, em virtude desta mudança, o Setor Administrativo passou a trabalhar nas salas localizadas junto à equipe técnica. 

 

O atendimento às pesquisas é feito com agendamento prévio, com Débora Judite Fernandes Alves

Horário de atendimento: das  13hs às 19hs

Contato:

Fone: +55  (48)3664-2660
Fax: (48) 3664-2632

                        

MASC recebe performance e conversa com artista selecionada pelo Salão Victor Meirelles

O Museu de Arte de Santa Catarina (MASC) será palco, na próxima sexta-feira (27), da performance “Gênesis 03:16” e da conversa “O corpo negro em ação de contra-ataque: performance como re-existência”, ambas com a artista Priscila…

Museu de Arte de Santa Catarina apresenta exposição do 11º Salão Nacional Victor Meirelles

Momento bastante esperado pelo público e artistas da área, será aberta na próxima segunda-feira (9), às 19h, a exposição com as obras vencedoras do 11º Salão Nacional Victor Meirelles, no Museu de Arte de Santa Catarina (MASC).…

Exposição do 11º Salão Nacional Victor Meirelles será aberta dia 9 de maio no MASC

Já está definida a data para a abertura da exposição com as obras vencedoras do 11º Salão Nacional Victor Meirelles. No dia 9 de maio, às 19h, os trabalhos dos 25 artistas selecionados serão colocadas para a visitação do público,…