FCC FacebookTwitterYoutube

Logo GOV SC 2019 Colorido

Com o objetivo de atrair a visitação de grupos escolares neste início de ano letivo, o Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC) prorrogou até 29 de março a exposição O que VEM antes da nuVEM . De cunho pedagógico, a mostra recebe grupos gratuitamente mediante agendamento prévio pelo telefone (48) 3664-2652 ou e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Nas últimas décadas o armazenamento e a reprodução de arquivos migraram do físico para o digital. Mudou a forma de salvar documentos, ouvir música e assistir conteúdo audiovisual. Crianças e jovens sequer conhecem as fitas magnéticas. Assim, a partir do acervo de equipamentos e da coleção didática do MIS/SC, a exposição faz um passeio no tempo mostrando suportes, mídias e players que fizeram história no registro de vídeos, fotografias e músicas até o momento atual, com o advento da digitalização dos arquivos.

Estão expostas cerca de 50 peças que revelam como era feito o armazenamento e como eram os meios de reprodução antes do surgimento das chamadas "nuvens". A visitação pode ser feita de terça a domingo das 10h às 21h. O agendamento é gratuito e contempla grupos de até 30 pessoas, que poderão apreciar a exposição em cartaz.

Serviço:

O quê: Exposição O que VEM antes da nuVEM
Local: Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC) - Localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Visitação: prorrogada até 29 de março de 2020. De terça-feira a domingo, das 10h às 21h
Classificação indicativa: livre
Entrada gratuita.

Atualização 09/01: inscrições encerradas. Na próxima semana será divulgada a abertura de uma nova turma.

Estão abertas as inscrições para oficina de fotografia pinhole (fotografia artesanal feita com uma lata), atividade didática da exposição "O que VEM antes da nuVEM", que está em cartaz no Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC).  A oficina é destinada a crianças com idades entre 7 e 12 anos. 

Os encontros serão realizados em duas manhãs, com duração três horas. Na primeira aula será construída a câmera artesanal e serão feitos testes. Já no segundo encontro serão tiradas fotos em preto e branco, usando filme de raio-x, com revelação na hora. 

O critério de admissão para a oficina será a ordem de inscrição, que terá de ser confirmada posteriormente por e-mail ou telefone. Se houver fila de espera, serão feitas novas chamadas.
O rateio de custo do material de consumo será de R$10 por participante.

Para participar da oficina, os selecionados deverão trazer uma lata no formato de leite em pó de 400g (metal ou papelão). Vale destacar que outros tamanhos de latas não serão aceitos.

As inscrições devem ser feitas pelo formulário disponível neste link. Serão oferecidas 15 vagas.

As aulas serão realizadas nos dias 15 e 16 de janeiro de 2020, das 9h às 12h, no Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC), localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis (Av. Gov. Irineu Bornhausen 5600 - Agronômica).

 

Nas últimas décadas o armazenamento e a reprodução de arquivos migraram do físico para o digital. Mudou a forma de salvar documentos, ouvir música e assistir conteúdo audiovisual. Crianças e jovens sequer conhecem as fitas magnéticas. Assim, a partir do acervo de equipamentos e da coleção didática do Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC), a exposição "O que VEM antes da nuVEM" faz um passeio no tempo mostrando suportes, mídias e players que fizeram história no registro de vídeos, fotografias e músicas até o momento atual, com o advento da digitalização dos arquivos. Serão expostas cerca de 50 peças que revelam como era feito o armazenamento e como eram os meios de reprodução antes do surgimento das chamadas "nuvens". 

A abertura da exposição será na quinta-feira, 19, às 19h. A visitação segue até o dia 1º de março de 2020, com entrada gratuita, de terça a domingo das 10h às 21h. 

O agendamento é gratuito e contempla grupos de até 30 pessoas, que poderão apreciar a exposição em cartaz. O e-mail de contato é Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Para os meses de janeiro e fevereiro estão programadas atividades paralenas, como oficinas e bate-papos.

 

Serviço:

Exposição O que VEM antes da nuVEM
Local: Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC), no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Abertura: 19 de dezembro de 2019, às 19h
Visitação: de 20 de dezembro de 2019 a 1º de março de 2020.
Horários: de terça-feira a domingo, das 10h às 21h
Classificação indicativa: livre
Entrada gratuita.

 

Atenção: espaço fechado nos dias 23, 24, 25, 30 e 31 de dezembro e 1º de janeiro de 2020.

 

A exposição BQ 80: quando Brusque foi a capital do rock no sul entra em sua última semana de visitação no Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS-SC). O público tem até o próximo domingo (1º) pra conferir a mostra que narra a cena musical que movimentou a cidade de Brusque na década de 1980. A entrada é gratuita e a realização é da Modateca e do curso de Design de Moda e da Escola de Artes, Comunicação e Hospitalidade da Univali, em parceria com MIS.

Com nítida inspiração no movimento punk, as várias bandas formadas na época passaram a fazer diversos shows na região, chegando algumas delas a se apresentar no programa Boca Livre, da TV Cultura. A cidade do Vale do Itajaí também recebia shows de bandas de São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul. Toda essa cena musical chamou a atenção da imprensa nacional e rendeu reportagem especial no jornal Folha de São Paulo, além de publicações na revista Bizz e na coluna de Joyce Pascowitch.

A exposição reúne um raro acervo de fotos, cartazes, ingressos, fanzines, áudios, vídeos, camisetas de bandas, fitas demo, entre outros itens. Com curadoria do historiador Renato Riffel e da jornalista Claudia Bia, a mostra rememora esse importante momento cultural da cidade, ocorrido há 31 anos, propondo também relações com a moda da época.

Serviço:

O quê: Exposição BQ80: Quando Brusque foi a capital do rock no sul
Visitação: até 1º de dezembro de 2019. De terça-feira a domingo, das 10h às 21h
Onde: Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC) - Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Mais informações: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. / Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. / (47) 3261-1280 / (48) 3664-2555
Entrada gratuita
Classificação indicativa: 12 anos

Estão abertas as inscrições para o curso de Fotografia de Grande Formato que ocorrerá no mês de dezembro no Centro Integrado de Cultura (CIC). As aulas serão ministradas pelo professor Sérgio Sakakibara no Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS-SC).

Interessados devem se inscrever até as 18h do dia 26 de novembro de 2019, preenchendo o formulário disponível neste link. A divulgação dos selecionados ocorrerá no dia 27 de novembro, por e-mail.

As inscrições e o curso são gratuitos, entretanto, os custos do material de consumo, filme e reveladores serão divididos entre os alunos (aproximadamente R$30). As aulas ocorrem nos dias 3, 5, 10, 12 e 17 e 19 de dezembro (terças e quintas), das 8h30 às 12h.

O objetivo do curso é proporcionar a experiência e familiarização com a fotografia de filme em grande formato, para uma posterior construção ou reforma de câmera pelo aluno. Ainda oferece a oportunidade de vivenciar uma experiência em fotografia de filme em grande formato. A atividade tem como público-alvo professores de fotografia, fotógrafos e artistas com alguma experiência e, ao menos, um conhecimento básico em fotografia e um portfólio on-line de trabalhos.

Serão oferecidas seis vagas. A seleção se dará por meio da avaliação de currículo e portfólio e pela ordem de inscrição. Será formada lista de espera para os próximos cursos em janeiro de 2020. A falta na primeira aula (ou duas faltas) provocará o cancelamento da vaga e essa informação servirá de critério de seleção para os próximos cursos. Os participantes receberão certificado de 20 horas/aula.