FCC FacebookTwitterYoutube

Em junho, o Cineclube Infantil exibe uma programação de curtas e longas-metragens de animação e ficção para as crianças. As sessões ocorrem todos os sábados, às 16h, com entrada gratuita na Sala de Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC).

Confira a programação do mês:

Dia 1º de junho:

avião vermelhoAs Aventuras do Avião Vermelho
Direção: Frederico Pinto e José Maia
Gênero: animação
País: Brasil
Ano: 2014
Duração: 90 min
Classificação indicativa: Livre
Sinopse: A trama apresenta a história de Fernandinho, um menino de 8 anos que perdeu a mãe há pouco tempo, tornando-se um garoto solitário, sem amigos e com problemas de relacionamento com o pai e na escola. Sem saber como lidar com a situação, o pai tenta conquistá-lo com presentes. Nada funciona até que ele dá para o filho um livro de sua infância. Encantado com a história, Fernandinho decide que precisa de um avião para salvar o Capitão Tormenta – aviador personagem do livro, que está preso no Kamchatka. A bordo do Avião Vermelho e junto com seus brinquedos favoritos, Ursinho e Chocolate, que ganham a vida com sua imaginação, Fernandinho visita lugares inusitados, como a Lua e o fundo do mar, e percorre diferentes territórios – África, China, Índia, Rússia. Ao longo dessa jornada, ele descobre o prazer da leitura, a importância de ter amigos e o amor do pai.

Dia 8 de junho:

azur e asmarAs aventuras de Azur e Asmar
Direção: Michel Ocelot
Gênero: animação
País: França
Ano: 2006
Duração: 88min
Classificação indicativa: Livre
Sinopse: Quando Azur e Asmar eram pequenos, foram amamentados pela mesma mulher, a mãe de Asmar e babá de Azur. Ela sempre contava a história da Fada dos Djins, aprisionada numa gruta de luz, esperando por um resgate. Separados na infância, se reencontram adultos, como rivais, quando partem em busca da fada.

Dia 15 de junho:

Sessão de curtas-metragens nacionais
Duração: 61min
Classificação indicativa: Livre

Com os filmes:

As Pintas do Júnior (de Cleide Ramos, animação, Rio de Janeiro, 2014, 4min)
Como lidar com os temores e sentimentos despertados por aqueles ambientes desconhecidos, esquisitos e até mesmo assustadores encontrados pela criança num hospital, posto de saúde ou consultório médico?

Balu (de Paula Gomes, ficção, Bahia, 2014, 16min)
O melhor amigo do menino é Balu, um cachorro vira-lata. Mas a sua mãe não permite que o cão fique em casa. Um dia Balu desaparece misteriosamente. Em busca do amigo perdido, o menino vai descobrir o mundo a sua volta.

Calango (de Alê Camargo, animação, Distrito Federal, 2007, 8min)
Um esfomeado calango decide que um grilo será sua próxima refeição. Mas as coisas não são tão simples quanto ele imagina...

Uma dupla de dois – O paradeiro de Jorge (de Fernando Coelho, PR, ficção, 2012, 9min)
Dona Matilde, uma senhora da vizinhança, reclama o desaparecimento do seu gato, o Jorge. A pequena dupla de investigadores passa a questionar o levado menino da rua, Pedro, e o suspeito.

O Piano (de Marcelo Bala e Andrea Pesek, animação, São Paulo, 2014, 3min)
Um menino carrega um piano no bolso. Mostra o artista como alguém que revela a beleza escondida nas frestas, nos cantos remotos, na natureza, e que catalisa tudo isso em forma de música.

Pierre e a Mochila (de IuliGerbase, ficção, Rio Grande do Sul, 2013, 11min)
Pierre, um menino de 10 anos, muda-se para a casa de seu avô, após sua mãe o ter abandonado. No novo colégio, Ana, Elisa e Fauna, três meninas muito teimosas, irão ajudá-lo a ficar alegre enquanto eles preparam seu projeto para a aula de ciências: um musical sobre as invenções de Tomas Edison.

Dia 22 de junho:

kellsO segredo de Kells – Uma viagem ao mundo das fábulas
Direção: Tomm Moore
Gênero: animação
Países: Irlanda, França e Bélgica
Ano: 2009
Duração: 75min
Classificação indicativa: Livre
Sinopse: Em um mosteiro, o mais fantástico dos livros precisa ser concluído e mostrado ao mundo. Esta misteriosa tarefa é dada a Brendan, um menino de apenas 12 anos. Para completar o lendário livro de Kells, ele conta com os ensinamentos do mestre Aidan e com a ajuda de Aisling, uma misteriosa menina-lobo. E ainda desobedece ao seu amado tio, o Abade Cellach, se perdendo na floresta encantada onde a força de uma serpente diabólica protege o incrível olho de cristal. Mas este é apenas o começo da jornada para Brendan se tornar o mais especial dos escribas.

Dia 29 de junho:
Não haverá sessão. Abertura da 18ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis no Teatro Pedro Ivo.

 

A criançada tem espetáculo garantido neste domingo (26), às 16h, no Teatro Ademir Rosa: Pedro e o Lobo. A adaptação do texto original, de 1936, é do Grupo Independente.

Pedro vive em uma floresta e todas as noites sonha com um lobo que vive lhe perseguindo. O avô, que vive com Pedro, tenta convencê-lo de que isso tudo é fruto de sua imaginação e que lobos não existem. Pedro volta a sonhar, e, quando sai pela floresta para caçar o perigoso lobo, conhece a patinha Sônia e o gato Ivan.

Nesta adaptação, a história é contada em uma montagem mais objetiva, atual - sem as músicas do texto original, compostas por Sergei Prokofiev.

Serviço:

O quê: Teatro Infantil - Pedro e o Lobo
Quando: 26/05/2019, às 16h
Onde: Teatro Ademir Rosa - Localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis
Classificação indicativa: Livre
Ingressos: R$ 70,00 inteira; R$ 35,00 meia-entrada (estudantes, idosos, pessoas com deficiência, menores de 18 anos, doadores regulares de sangue e professores).

** Vendas nas bilheterias dos teatros. Ingressos numerados.

Ana Lúcia Coutinho, presidente da Fundação Catarinense de Cultura, está em Brasília para participar do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Cultura.

Realizado no Museu Nacional, entre os dias 23 e 24 de maio, o evento tem como tema “Desafios da Cultura Brasileira” e reúne secretários e dirigentes culturais de todo o país para debater políticas públicas, leis de apoio e fomento ao setor.

O Conselho Estadual de Cultural, sob a presidência do conselheiro Marcondes Marchetti, a partir da Comissão de Organização Eleitoral (COE) finalizou a etapa regional do processo eletivo da sociedade civil para o Conselho Estadual de Cultura 2019/2021, no dia 22 de maio, na cidade de Chapecó. Nessa etapa, foram realizados seis Fórum Regionais, um em cada uma das mesorregiões do estado: Norte (Joinville), Vale do Itajaí (Balneário Camboriú), Grande Florianópolis (Santo Amaro da Imperatriz), Sul (Laguna), Serrana (Lages) e Oeste (Chapecó).

O(a)s agentes culturais Setoriais Regionais eleitos e aclamados nas mesorregiões formam o Colégio Eleitoral, que tem como atribuição eleger os(as) Conselheiros(as), dez  titulares e dez suplentes, para o mandato de 2019 a 2021 do CEC.

O Fórum Estadual do Processo Eletivo da Sociedade Civil para o Conselho Estadual de Cultura será realizado no dia 4 de junho, terça-feira, das 13h às 18h, no Cinema do Centro Integrado de Cultura de Florianópolis. Como todas as atividades do CEC, este é um evento aberto, com três categorias de participação:

I . Representante com direito a voz e voto (Colégio Eleitoral);
II. Participante com Direito a voz (cadastrados(as) no Mapa Cultural SC e não eleitos em etapas anteriores; conselheiros(as) estaduais de cultura)
III. Observadores sem direito a voz e ao voto (pessoas convidada);

Confira a listagem com os nomes dos 96 agentes culturais que compõem o Colégio Eleitoral desse processo eletivo:

Mesorregião Norte - 18 nomes

Setorial

Indicado

Município

Música

Alencar de Oliveira dos Santos

Guaramirim

Música

Caio Alessandro Mandolesi Sá

Jaraguá do Sul

Artes Visuais

Eliane Maciel

Guaramirim

Artes Visuais

Marlete Deems

Rio Negrinho

Audiovisual

Ebner Maciel Gonçalves

Joinville

Audiovisual

Juliano Lueders

Joinville

Patrimônio Cultural Material

Christian Hacke

Rio Negrinho

Patrimônio Cultural Material

Samira Sinara Souza

Joinville

Teatro

Luciano dos Santos Himmer

Joinville

Dança

Letícia de Souza

Joinville

Dança

Tadeu Gonçalves Ribeiro

Porto União

Letras

Dorneles Simões de Oliveira

Rio Negrinho

Patrimônio Cultural Imaterial

Heidi Bublitz Schubert

Joinville

Patrimônio Cultural Imaterial

Kátia Regina de Souza Bez

Porto União

Arq. Bib. Museus

Jamile de Sousa

Porto União

Arq. Bib. Museus

Guilherme Augusto Gassenferth

Joinville

Cultura Popular e Diversidade

Elisabeth Mueller

Guaramirim

Cultura Popular e Diversidade

Edson Gellert Schubert

Joinville


Mesorregião Grade Florianópolis - 17 nomes

Setorial

Indicado

Município

Audiovisual

Fagner Casali de Freitas

Florianópolis

Audiovisual

Ramayana Lira de Souza

Florianópolis

Dança

Jackson de Mattia

Santo Amaro da Imperatriz

Dança

Bianca Scliar

Florianópolis

Cultura Popular e Diversidade

Antônio Marcos Malachovski

Florianópolis

Cultura Popular e Diversidade

Hudson Pereira Rosa dos Santos

São José

Teatro

Ezequias Qiah Salla

Canelinha

Teatro

Karen Kremer

Florianópolis

Patrimônio Cultural Material

Thiago Guimarães Costa

Florianópolis

Patrimônio Cultural Material

Suzane Albers Araújo

Florianópolis

Artes Visuais

Josiane Gomes Fonseca

Florianópolis

Artes Visuais

Adriel Vieira Gomes dos Santos

Canelinha

Patrimônio Cultural Imaterial

Betina Maria Adams

Florianópolis

Patrimônio Cultural Imaterial

Karina Baseggio

Florianópolis

Música

Vinícius Neves Zimmermann

São Pedro de Alcântara

Letras

Luiz Fernando Berão

Canelinha

Arq. Bib. Museus

Lino Meurer

Florianópolis

 
Mesorregião Serrana - 5 nomes

Setorial

Indicado

Município

Música

Layla Cristina de Campos

Lages

Música

Joed Jeffer Ferreira de Mello

Lages

Teatro

Alfeu T. Pinto Varela

Lages

Cultura Popular

Eder Rosa Goulart

Lages

Dança

Sueli Dors

Lages


Mesorregião Sul - 18 nomes

Setorial

Indicado

Município

Patrimônio Cultural Material

José Luiz Ronconi

Nova Veneza

Patrimônio Cultural Material

Bruno Mendes Espindola

Laguna

Teatro

Margaret Ostetto

Nova Veneza

Teatro

Antonio Pereira Rozeng

Criciúma

Letras

Lucas Garcia Quagliotto

Criciúma

Letras

Vanessa Feltrin Pinheiro

Laguna

Dança

Maxwell Sandeer Flor

Criciúma

Arq. Bib. Museus

Douglas Emerson Heidtmann Junior

Laguna

Artes Visuais

Daniele Cristina Zacarão Pereira

Criciúma

Artes Visuais

Márcia Gava

Nova Veneza

Cultura Popular e Diversidade

Frankilin dos Passos

Criciúma

Cultura Popular e Diversidade

Romencito José Aléssio

Nova Veneza

Música

Márcio José Rodrigues Filho

Laguna

Música

Samarone Pereira dos Santos

Criciúma

Patrimônio Cultural Imaterial

Pauline Texeira Aléssio

Nova Veneza

Patrimônio Cultural Imaterial

Hellen Barros Manenti

Criciúma

Audiovisual

Anderson da Silva Machado

Nova Veneza

Audiovisual

Guilherme Pegorara

Laguna


Mesorregião Vale do Itajaí - 20 nomes

Setorial

Indicado

Município

Música

Simoni Cristina Asquino

Barra Velha

Música

Jônatas Souza da Silva

Rio do Sul

Dança

Elton Gomes

Blumenau

Dança

Marília Dias

Bombinhas

Audiovisual

Dagma Castro

Balneário Camboriú

Audiovisual

Susana Carolina Lima

Rio do Sul

Patrimônio Imaterial

Marcelo Backes Navarro Stotz

Brusque

Patrimônio Imaterial

Viviane Regina Calikevstz

Ibirama

Teatro

Luciano Pedro Estevão

Balneário Camboriú

Teatro

Willian Walter Sieverdt

Rio do Sul

Cultura Popular e Diversidade

Maria Teresinha Heimann

Blumenau

Cultura Popular e Diversidade

Edineia Pereira da Silva Betta

Brusque

Biblioteca, Arquivos e Museus

Katia Maria Costa

Brusque

Biblioteca, Arquivos e Museus

Patrícia Vilma Pinheiro da Silva

Bombinhas

Patrimônio Cultural Material

Dirceu Leite

Ibirama

Patrimônio Cultural Material

Laercio Benatti

Navegantes

Letras

Joel Rone Hoffmann

Ibirama

Letras

Márcia Cristina Ferreira

Bombinhas

Artes Visuais

Heloisa Pacheco Martins Karlberg

Blumenau

Artes Visuais

George Varela

Balneário Camboriú


Mesorregião Oeste - 18 nomes

Setorial

Indicado

Município

Patrimônio Cultural Imaterial

Agostinho Libano

Ipumirim

Cultura Popular e Diversidade

Roselaine Barboza Vinhas

Chapecó

Cultura Popular e Diversidade

Adriano Vittorazzi

Xanxerê

Artes Visuais

Luis Fernando Freiberger

Luzerna

Artes Visuais

Roselice Terezinha de Freitas Fiorentin

Xanxerê

Dança

Damiana Fernandes de Melo

Chapecó

Dança

Josiano Guilherme Puhle

Ibicaré

Patrimônio Cultural Material

Nelson Domingos Corezzolla

Concórdia

Teatro

Neri Gonçalves de Paula

Xanxerê

Teatro

Daiane Frigo

Pinhalzinho

Letras

Maria Célia Frohlich

São Carlos

Letras

Simone Cristina Talin Melchior

Concórdia

Audiovisual

Cassemiro dos Santos Vitorino

Chapecó

Audiovisual

Edenilson Muller Savi

São Lourenço D’Oeste

Música

Jakson Kreuz

Chapecó

Música

Ivan Carlos Ribeiro

Catanduvas

Arquivos, Bibliotecas e Museus

Giovana Maria Weber Zandoná

Xanxerê

Arquivos, Bibliotecas e Museus

Jeferson Luiz Nunes de Lima

Xanxerê

O Teatro Ademir Rosa será palco do show de stand up comedy de Nego Di neste sábado (25). O espetáculo, intitulado Over12, começa às 21h.

Dilson Neto, o Nego Di, é um humorista de stand up comedy, whatsapper (pioneiro criador de conteúdo em áudio para Whatsapp), Youtuber, digital influencer e estrela móvel do programa Pretinho Básico, da Rádio Atlântida. Suas redes sociais somam mais de 730 mil seguidores.

Em seu canal de Youtube, Nego Di faz humor contando histórias satirizadas sobre o cotidiano de muitas pessoas, através de esquetes, áudios e vlogs.

Em 2019, ele está em turnê com o novo show de humor, chamado "Over12" - 12 motivos para sorrir - com temas relacionados a escola, trabalho, relacionamentos, quartel, pai, mãe, assalto, balada e muito mais. O texto descreve a vida do negro e do pobre. Fala de representatividade, superação, preconceito racial e de gênero e bullying, de forma bem humorada.


Serviço:

O quê: Nego Di - Over12
Quando: 25/05/2019, às 21h
Onde: Teatro Ademir Rosa - Localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis
Classificação indicativa: 14 anos
Ingressos: R$ 40,00 inteira; R$ 20,00 meia-entrada (estudantes, idosos, pessoas com deficiência, menores de 18 anos, doadores regulares de sangue e professores); R$ 30,00 solidário (mais 1kg de alimento não perecível); R$ 60,00 promocional (dois ingressos para casal).

* Vendas nas bilheterias dos teatros.