FCC FacebookTwitterYoutube

O Miscuta terá uma série de cinco programas especiais nas próximas semanas, em homenagem pelos 90 anos do poeta Claudio Alvim Barbosa, o Zininho. A primeira desta edições será exibida nesta segunda-feira (6), e conta com as participações de Claudia Barbosa, cantora e filha de Zininho, e do músico Rafael Galcer.

Nesta quarta-feira, 8 de maio, Zininho estaria completando 90 anos. O hino oficial de Florianópolis, o famoso Rancho de Amor à Ilha, é composição do poeta nascido em 8 de maio de 1929. Aliás, a Ilha e sua gente foram as principais fontes de inspiração para as composições dele, que também foi radialista e arquivista.

Seu legado inclui, além das belas composições, um acervo fonográfico que ajuda a contar a história de Florianópolis entre os anos 1940 e 1970. Esse material, somado a seu acervo de 700 discos e 300 fotografias, deu suporte à criação da Casa da Memória, na capital.

No primeiro programa, Claudia Barbosa fala sobre a agenda de comemorações pelos 90 anos do pai, o projeto de resgate e preservação da obra do poeta, entre outras curiosidades sobre Zininho. Até o dia 3 de junho, amigos e músicos que dividiram o palco de grandes histórias com o compositor também passarão pelo Miscuta.

O programa é transmitido todas as segundas-feiras, às 18h, pela Rádio Udesc FM de Florianópolis, na frequência 100.1. O Miscuta é uma produção da Fundação Catarinense de Cultura, em uma parceria entre as Assessoria de Comunicação e o Museu da Imagem e do Som (MIS/SC). Todos os programas ficam disponíveis, também, no site do MIS (aqui).

O Museu da Imagem e do Som (MIS/SC) será um dos palcos do Floripa Jazz Festival, que leva shows e oficinas a diferentes pontos da capital entre os dias 13 e 19 de maio. No Museu, a programação inclui os shows do Grupo Livre de Percussão, Dudu Lima Trio e Los Desterros, com entrada gratuita.

A programação completa do evento pode ser conferida no site oficial: https://www.floripajazz.org

PROGRAMAÇÃO NO MIS:

18 de maio (sábado):

GLIP17h: GLIP (Grupo Livre de Percussão) (Florianópolis/SC)

Formado por André FM, Diogo Costa, Osvaldo Pomar e Marcio Bicaco, o grupo explora o gênero instrumental percussivo. A experiência dos participantes traz à tona um universo rítmico, timbrístico, melódico e performático favorecido pela percussão, interpretando obras de caráter erudito, folclórico e étnico em formações de quartetos, trios, duos e solos.

No repertório há improvisações com diferentes formações e instrumentos, interpretações de peças de diferentes autores como Ney Rosauro, Astor Piazzolla, Hermeto Pascoal, Stefano Ottomano, Steve Reich, Bill Molenhof, Austin Wrinkle, Chico Santana, entre outros. O grupo interpreta também peças de músicos e compositores catarinenses, ou que já residiram no Estado, como as de Rodrigo Paiva, Iê Dos Santos e Luiz Sampaio, além de peças autorais.

Esse espetáculo conta com a participação de alunos da oficina da Escola Osvaldo Galupo.


DUDU LIMA TRIO19h: Dudu Lima Trio (Belo Horizonte/MG)

Um dos maiores grupos brasileiros de música instrumental de todos os tempos, liderado pelo virtuose instrumentista e compositor mineiro Dudu Lima (contrabaixos, arranjos e direção musical), ao lado de Ricardo Itaborahy (piano, teclados e vocais) e Leandro Scio (bateria e percussão), leva o “Som de Minas” a todo o Brasil e ao mundo.

Reverenciados por nomes como Erasmo Carlos, Milton Nascimento João Bosco e Stanley Jordan, o grupo de música instrumental é um dos mais respeitados do gênero no país. Com dezoito anos de carreira, o trio encanta por onde passa com sua sonoridade inovadora, que passa por composições autorais a releituras de arranjos jazzísticos e de clássicos da música brasileira.

19 de maio (domingo):

LosDesterros20h30: Los Desterros - Show de encerramento do festival

O grupo Los Desterros nasceu com o desejo de pesquisar e se aventurar pela música latina. Com uma formação inusitada, o conjunto promete tocar e encantar em um baile tropical, alegre e dançante com muita cumbia amazônica (la chicha), cumbias colombianas e peruanas, guitarradas paraenses e clássicos da lambada baiana, além de outras surpresas. Tudo isso misturando o som das guitarras e o contrabaixo com uma percussão cuidadosamente montada junto dos tambores africanos. A atual formação reúne experientes músicos, também integrantes de outros projetos, que mergulharam na pesquisa e experimentação com os variados ritmos.

 

O Museu da Imagem e do Som (MIS/SC) recebe em seu espaço expositivo, no dia 3 de maio, às 19h, o lançamento do clipe Chapecó Texas, dos Irmãos Panarotto. O trabalho é assinado pelo cineasta Marko Martinz e a artista Pati Peccin, com produção da Vinil Filmes e Selo Patifaria. A noite terá, ainda, um pocket show com a dupla de irmãos.

O videoclipe foi produzido com a animação de recortes, conhecida como cut-out, uma técnica que utiliza personagens e cenários recortados de papéis, coloca em evidência toda a potência criativa e irreverente da dupla dos artistas Marko Martins e Pati Peccin, que foram responsáveis pelo roteiro, direção, recortes, fotografia, edição e masterização do vídeo. O trabalho foi realizado entre dezembro de 2018 e abril de 2019.

O trabalho coloca em conflito o universo do cineasta Win Wenders e a tropicália de Caetano Veloso e um provável retorno dos dois a Chapecó (SC). A pesquisa, talvez o momento mais importante do processo, como ressalta a artista Pati Peccin, foi realizada logo após a definição do conceito imagético do videoclipe (como preferem chamar os Irmãos Panarotto). O cineasta Marko Martinz ressalta o fato de ser uma obra de baixo-orçamento, custeada pelos próprios artistas.

A música foi composta por Demétrio Panarotto e integra o mais recente disco dos Irmãos Panarotto: Parangolés, bricolagens e outras criatividades que aprendemos nas aulas de arte ou BergamotiandoO disco teve dois shows de lançado em  dezembro de 2018 em Florianópolis.  Roberto e Demétrio fundaram a Banda Repolho em 1991 e, desde 2001, se dedicam esporadicamente, mas com muita intensidade, a este projeto paralelo de si mesmos. 

Sobre os diretores

Marko Martinz é cineasta, um dos fundadores da Vinil, trabalha com vídeo, fotografia e música. Escreve roteiros e pinta uns quadros. A Vinil Filmes foi criada em 2005 para investigar processos da construção artística, produtora de cinema, TV, videoclipes e publicidade. 

Pati Peccin é artista, imagina histórias ilustradas, criou o Selo Patifaria para publicar livros feitos à mão. A artista atua no segmento das artes visuais, voltado para o lado onírico da colagem representado através de ilustrações, vídeo artes, animação, toyart, livros de artistas.


Serviço:

O quê: Lançamento de videoclipe e pocket show improviso com os Irmãos Panarotto
Quando: 3 de maio, às 19h
Onde: Museu da Imagem e do Som (MIS/SC) - Localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis
Entrada gratuita - distribuição de ingressos uma hora antes do evento
Produção: Vinil Filmes e do Selo Patifaria.

A Fundação Catarinense de Cultura (FCC), por meio do Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC), abre inscrição para os cursos de Fotografia em Acervos Culturais e de Fotografia de Grande Formato. As aulas serão ministradas pelo professor Sérgio Sakakibara e serão realizadas nas dependências do Centro Integrado de Cultura (CIC), durante os meses de maio e junho.

Saiba mais sobre as oficinas:

:: Fotografia em Acervos Culturais
Oficina teórica e prática abordando o uso da fotografia em acervos culturais, arquivos, bibliotecas, museus.
arquivos, bibliotecas, museus. A imagem fotográfica como objeto e como registro, catalogação, armazenamento, digitalização, difusão. Metadados, taxonomias, recuperação.
Programas para gestão e difusão de acervos. Operação básica de câmeras fotográfica e scanners.
Ministrante: Sérgio Sakakibara
Público-alvo: prioritariamente profissionais que atuam em instituições culturais; se restarem vagas serão admitidos estudantes de áreas afins, uma vez que será formada lista de espera.
São 12 vagas e a seleção será feita por dois critérios: 1 - vínculo institucional; 2 - ordem de inscrição.
Vale destacar que a falta na primeira aula (ou duas faltas) provocará o cancelamento da vaga e essa informação servirá de critério de seleção para os próximos cursos.
Será fornecido certificado de 20h.
Período do curso:  às segundas-feiras do mês de maio e nos dias 3 e 10 de junho, das 8h30 às 11h50
Local: Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina / Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen 5600 - Agronômica / Florianópolis-SC.
Inscrições pelo formulário abaixo até 29 de abril às 18h.  A divulgação dos selecionados será informada no dia 30 de abril.
Curso gratuito.
Formulário: https://forms.gle/diLdq1bddDsyvNL86


:: Fotografia de Grande Formato
Conteúdo: Atividade prática de fotografia 4x5" em filme de Raio-X, com uma câmera comercial por participante. Introdução ao formato, noções técnicas e teóricas, revelação, impressão, usos, projetos. O objetivo da atividade é a experiência e familiarização com a fotografia de filme em grande formato, para uma posterior construção ou reforma de câmera pelo aluno. Ainda oferece a oportunidade de vivenciar uma experiência em fotografia de filme em grande formato.
Público-alvo: professores de fotografia, fotógrafos e artistas com alguma experiência e, ao menos, um conhecimento básico em fotografia e um portfólio online de trabalhos.
Serão oferecidas seis (6) vagas. A seleção se dará pelos critérios: 1 - currículo e portfólio; 2 - ordem de inscrição.
Vale destacar que a falta na primeira aula (ou duas faltas) provocará o cancelamento da vaga e essa informação servirá de critério de seleção para os próximos cursos.
Será fornecido certificado de 20h. 
Obs.: Os custos do material de consumo, filme e reveladores serão divididos entre os alunos (aproximadamente R$30)
Período do curso: 7, 9, 14, 16, 21 e 23 de maio (terças e quintas), das 8h30 às 11h50
Local: Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina / Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen 5600 - Agronômica / Florianópolis-SC.
Inscrições pelo formulário abaixo até 29 de abril às 18h.  A divulgação dos selecionados será informada no dia 30 de abril.
Formulário: https://forms.gle/yF453ZibU4R1hM7W8

 

Ascom/FCC

Estão abertas até 31 de março as inscrições para o Assimetria – Festival Universitário de Cinema e Audiovisual, iniciativa que tem como objetivo difundir o curta-metragem universitário e promover a reflexão sobre a produção cinematográfica dos estudantes de graduação e pós-graduação. Essa edição abrangerá filmes de até 25 minutos realizados em Instituições de Ensino Superior (IES) da região Sul do Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai.

Durante o festival, as sessões dos filmes selecionados e a premiação ocorrerão entre os dias 27 e 29 de maio no Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/CIC). Haverá mostra on-line nos mesmos dias e horários na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), no Rio Grande do Sul. Poderão concorrer curtas-metragens universitários nas categorias de ficção, documentário e experimental, realizados por estudantes de graduação e pós-graduação vinculados a uma IES. As equipes devem ser compostas por pelo menos um estudante universitário e/ou egresso que assine uma das principais funções da obra.

Esta é a segunda edição do Festival Assimetria, projeto de extensão do Centro de Artes e Letras (CAL) da UFSM, em conjunto com a TV Ovo e o Cineclube Boca do Monte, e conta com a parceria de professores do curso de Cinema do Departamento de Artes (ART) da UFSC, em conjunto com o Cine Paredão, Cineclube Rogério Sganzerla e Cinema Mundo.

Confira abaixo o cronograma do festival:
● 6 a 31 de março 2019 – Inscrições on-line;
● 27 de abril 2019 – divulgação da seleção;
● 6 de maio 2019 – data limite para envio dos links dos curtas selecionados;
● de 27 a 29 de maio - sessões dos filmes selecionados e a premiação

Consulte o regulamento do evento e se inscreva acessando este link.