FCC FacebookTwitterYoutube

Logo GOV SC 2019 Colorido

Durante o período de isolamento social, a Fundação Catarinense de Cultura (FCC) está oferecendo diversas atividades virtuais para crianças e adultos. O Museu de Arte de Santa Catarina (MASC) criou tarefas para famílias, relacionadas a exposições do museu.

A Escolinha de Arte disponibiliza, semanalmente, tarefas de teatro, artes visuais e música, com propostas divididas por faixa etária de 5 a 12 anos. O resultado parcial com alguns trabalhos já pode ser conferido.

O Museu da Imagem e do Som (MIS/SC) criou o espaço pedagógico virtual Casa de Ideias. O projeto apresenta materiais digitais com propostas de atividades com etapas de produção, história, técnicas e teoria nas áreas de fotografia, cinema e música.

Também, por meio de uma parceria com a Unisul, estão sendo transmitidas sessões de cinema on-line aos fins de semana.

Semanalmente é atualizada a Agend@ Cultur@l que tem o objetivo de ajudar a divulgação das diversas iniciativas que estão ocorrendo durante o isolamento social, nas mais variadas plataformas e redes sociais.

A Biblioteca Pública de Santa Catarina abriu inscrições para o desafio virtual de desenhos “O Livro que eu Li”. Em breve será divulgada a lista de vencedores. Um tutorial para acessar a Hemeroteca Digital Catarinense também foi elaborado para orientar pesquisas na plataforma. Além disso, a Biblioteca é parceira nos Encontros com a Cultura Japonesa, que acontecem virtualmente às segundas-feiras e oferece, ainda, atividades da Oficina Literária Boca-de-Leão, com propostas de escrita criativa, clube de leitura e vivência em biblioterapia.

O Ateliê de Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis (Atecor) publicou uma videoaula sobre Equipamentos de Proteção Individual (EPI). A atividade é direcionada a profissionais que lidam diretamente com acervos em instituições públicas ou privadas. Na mesma linha, o Museu Histórico de Santa Catarina (MHSC) elaborou um vídeo para orientar a limpeza de obras de arte em casa.

Uma exposição virtual com obras da artista Vera Sabino sobre a Festa do Divino também está disponível para visualização.

Foi retomado o Mapa Cultural SC, uma plataforma para cadastro de agentes, eventos, espaços e projetos culturais e artísticos. 

O Sistema Estadual de Museus de Santa Catarina (SEM/SC) produziu uma cartilha com recomendações para proteção dos acervos, dos profissionais e do público durante a pandemia da Covid-19, voltada a instituições museológicas. O material segue as orientações do International Council of Museums (ICOM) Brasil, a partir das determinações emitidas pelas autoridades sanitárias do país.

Além disso, frequentemente estão sendo publicadas postagens, nas redes sociais, sobre curiosidades do acervo do MIS/SC, MHSC e MASC e contação de histórias com parceiros e servidores da Biblioteca Pública. Para completar, edições semanais do programa Miscuta estão sendo veiculadas na Rádio Udesc FM de Florianópolis e publicadas no site da FCC.

Edital de Avaliadores e/ou Pareceristas

A Fundação Catarinense de Cultura (FCC) abriu edital para credenciamento de profissionais do setor cultural e artístico para compor o Banco de Avaliadores e/ou Pareceristas de projetos inscritos em editais e prêmios realizados pelo órgão. Podem se cadastrar pessoas físicas ou jurídicas, residentes ou não em Santa Catarina. 

As inscrições deverão ser feitas exclusivamente em meio eletrônico, entre 00h do dia 01 de junho e 23h59h59s do dia 15 de julho de 2020, por meio do Protocolo Digital do Governo do Estado de Santa Catarina.

 

O Plenário do Senado aprovou nesta quinta-feira, 04, o repasse de R$ 3 bilhões da União para os fundos culturais dos estados, municípios e do Distrito Federal (PL 1.075/2020). O dinheiro deverá viabilizar um auxílio financeiro de R$ 600 para os trabalhadores do setor e a manutenção de empresas e espaços culturais, a exemplo de teatros, escolas de música e dança, circos e bibliotecas comunitárias. O projeto se chama Lei Aldir Blanc, em homenagem ao compositor que morreu há um mês, vítima de Covid-19. A proposta, que também prorroga por um ano os projetos bancados com recursos públicos, segue para a sanção presidencial.

A Fundação Catarinense de Cultura (FCC) apoia a aprovação da Lei desde o início. Os três senadores catarinenses votaram a favor do PL.

Com informações da Agência Senado

Patrimônio Imaterial de Santa Catarina, registrado pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC), a Pesca Artesanal com Auxílio dos Botos, realizada em Laguna, no sul do estado, ganhou um espaço virtual próprio. O site www.pescacombotos.art.br apresenta informações sobre a manifestação e intervenções, como a Boto Parade Laguna, que neste ano está em formato digital, apresentando uma exposição virtual; além de um espaço destinado a denúncias que possam ajudar na preservação dos botos.

A pesca tradicional com o auxílio do boto faz parte da história da pesca no Brasil. A atividade é considerada uma manifestação cultural tradicional, secular e de ocorrência extremamente rara, localizada em Laguna, cidade do litoral sul catarinense. A prática da pesca com botos define uma cultura própria relacionada a códigos com valor histórico e foi reconhecida pelo Estado de Santa Catarina como Patrimônio Imaterial em junho de 2018.

O projeto Arquitetura Neocolonial em Santa Catarina: do erudito ao popular criou um canal na plataforma de vídeos YouTube, com o objetivo de divulgar o resultado das pesquisas e fomentar o debate com especialistas, professores universitários, estudantes que são membros da equipe, proprietários das residências pesquisadas e curiosos sobre o tema. Interessados podem conferir o material já divulgado em https://youtu.be/l6s5NgZnlSI

O projeto foi contemplado no Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultural, promovido pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC) em 2019, com o objetivo de criar material técnico de referência para pesquisa e aprofundamento sobre o patrimônio arquitetônico neocolonial em Santa Catarina. A criação do canal busca, de forma criativa, compensar uma das contrapartidas sociais que havia sido prevista no projeto mas não foi possível cumprir devido à pandemia de Covid-19, a realização de um Seminário Técnico.

O canal contará com vídeos gravados e um debate ao vivo com os professores universitários. Entre as entidades que já confirmaram participação no canal, estão Iphan/SC, FCC e Sephan/SC. No debate, previsto para o mês de julho, estarão professores da UFSC, Udesc, Univali, e Unisul.

O Miscuta desta segunda-feira, 01 de junho, tem a participação do músico Diogo de Haro.
Fique bem, fique em casa e acompanhe o Miscuta!