FCC FacebookTwitterYoutube

Logo GOV SC 2019 Colorido

Foi prorrogada até 26 de janeiro de 2020 a exposição DES-TEMPO, de Meg Tomio Roussenq. A mostra, que faz um diálogo com o acervo do Museu de Arte de Santa Catarina (MASC), tem curadoria de Juliana Crispe. A entrada gratuita, com visitação de terça-feira a domingo, das 10h às 21h.

As pinturas da mostra Des-tempo possuem relação com a carne. São sete obras do acervo da artista e uma do acervo do Museu. Elas propõem atravessar camadas da memória, do corpo-carne, da impermanência, das paisagens moventes que se formam fora e dentro de nós. Perpassa tempos que se contaminam entre fronteiras psíquicas, geográficas, corporais, biológicas e literárias.

Também evidencia concentrações fluídas do que nos constituem, em nossas entranhas. Meg flexiona ações entre vida e morte, em processo de (de)composição do que somos; entre a realidade e a ficção, em uma arquitetura que compõe vários planos. Nessas variantes da composição, a carne é capaz de carregar percepções e afecções, a carne constitui o ser da sensação. Carne como casa, habitat do animal, lugar nosso de imersão na força cósmica do universo.

Serviço:

O quê: Exposição DES-TEMPO (Meg Tomio Roussenq)
Quando: até 26 de janeiro de 2020.
Visitação: de terça-feira a domingo, das 10h às 21h.
Onde: Museu de Arte de Santa Catarina (MASC) - Localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Classificação indicativa: livre
Entrada gratuita