FCC FacebookTwitterYoutube

Em continuidade às comemorações dos 70 anos do Museu de Arte de Santa Catarina (MASC) e dos 40 anos da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), será aberto um espaço dedicado ao acervo do museu, com uma exposição de longa duração que tem por base uma seleção de obras de artistas catarinenses e de fora do estado. A abertura será na quarta-feira, 27, às 19h. A mostra deve ficar em cartaz por dois anos e a classificação indicativa é livre.

Com curadoria de Ylmar Corrêa Neto, a mostra é composta por obras desde o núcleo inicial do MASC até aquisições mais recentes de obras contemporâneas. Trabalhos de artistas como Iberê Camargo, Pancetti, Volpi, Bruno Giorgi, Cândido Portinari, Eduardo Dias, Martinho de Haro, Guignad, Cícero Dias, Mira Schendel, Franz Krajberg, Paulo Gaiad, Doraci Girrulat, Fernando Lindote, entre outros, integram a mostra.  "Esperamos que a exploração deste acervo rico e variado propicie o estudo e a reflexão sobre as artes, especialmente as catarinenses, além de identificar lacunas na coleção, frutos da conturbada história deste museu, pontuada por momentos de avanços e de reveses", afirma o curador.

Diálogo com o acervo 
Ainda durante a exposição o público poderá conferir um espaço que propõe instigar novas relações entre obras do acervo do MASC, com a produção de artistas contemporâneos convidados.

Para cada ciclo de exposições haverá um convidado que apresentará um ou mais trabalhos que dialoguem com as obras que integrarão a mostra de longa duração do acervo. Neste ciclo o artista será Rubens Oestroem.

 Serviço:

Coleção MASC 70 anos
Local: Museu de Arte de Santa Catarina (MASC) / Centro Integrado de Cultura (CIC)
Visitação: 27 de fevereiro a 27 de fevereiro de 2021
Horário de atendimento: terça a domingo, das 10 às 21h
Classificação indicativa: livre
Entrada gratuita.