FCC FacebookTwitterYoutube

O Museu de Artes de Santa Catarina (MASC) sedia, entre os dias 27 de fevereiro e 26 de maio, a exposição “Frequentar os incorporais: entre o movimento e o silêncio”.

A mostra, que conta com a curadoria de Franzoi e Juliana Crispe, faz um recorte entre os anos de 1980 a 2018, destacando a produção de fotografia e vídeo do período como linguagens que ganham campo no acervo do MASC, bem como demarcam suas presenças na produção artística nacional.

“Nosso enfoque não foi apenas nas linguagens, mas sim no mapeamento de obras em que o humano se faz como marca, ora como campo observatório do outro, em suas subjetividades, ora como corpo performativo do próprio artista”, adiantam os curadores.

Entre os artistas presentes na exposição, destacam-se Clara Fernandes, Diego de Los Campos, Heloísa Espada, Priscila dos Anjos, Raquel Stolf e Sérgio Adriano. 

Classificação indicativa: livre.