FCC FacebookTwitterYoutube

O período de inscrições do Prêmio Catarinense de Cinema segue até 8 de junho. Neste ano serão destinados R$ 8,4 milhões aos vencedores. O valor representa o maior montante já pago entre todas as edições do edital, que foi implementado por lei estadual em 2002. Do total dos recursos, R$ 3,5 milhões são do Governo do Estado e R$ 4,9 milhões do Fundo Setorial do Audiovisual da Agência Nacional de Cinema (Ancine).

As inscrições no Prêmio Catarinense de Cinema deverão ser feitas mediante envio dos projetos pelo correio ou protocolado diretamente na sede da FCC. Ao fim do prazo de inscrições, caberá à Comissão Permanente de Licitação (CPL) da FCC junto à Comissão de Organização e Acompanhamento do edital proceder com a análise documental e consequente habilitação e não-habilitação dos projetos inscritos. Após a etapa de habilitação os proponentes ainda passarão pela etapa de avaliação dos projetos e de envio da documentação complementar. A previsão para a assinatura dos contratos por parte da FCC é outubro de 2018.

As orientações sobre como participar estão na minuta do edital, que está disponível para leitura  neste link  e no site www.portaldecompras.sc.gov.br onde os participantes também podem acompanhar o passo a passo da premiação e obter mais informações. A Comissão de Organização e Acompanhamento (COA) do edital abriu um canal de esclarecimentos por meio do endereço eletrônico Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. e as respostas serão publicadas exclusivamente no site da FCC e Portal de Compras, não sendo enviadas respostas individuais por correio eletrônico.

 

Mercado aquecido

Conforme dados do Mapeamento da Indústria Criativa da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), de todo o Produto Interno Bruto (PIB) nacional, a indústria do audiovisual representa 0,46%, superando as participações dos segmentos farmacêutico (0,40%) e têxtil (0,33%). Neste universo, Santa Catarina ocupa a terceira posição no país com 2% dos trabalhadores empregados na indústria criativa.

A abertura das inscrições foi anunciada pelo  governador Eduardo Pinho Moreira no dia 20 de abril. “Além de ser uma oportunidade de expressar a nossa cultura e história, a indústria do cinema representa hoje um dos alicerces da nova indústria catarinense e estamos atento a este potencial. Santa Catarina já ocupa um dos três polos nacionais na produção de animações e estes investimentos vão garantir incentivos a este mercado que também gera emprego e renda”, afirmou o governador.  O ato ocorreu na Casa d’Agronômica e contou com a participação dos secretários de Turismo, Cultura e Esporte, Tufi Michreff Neto e da Comunicação, Marcelo Mello Rego, do presidente do Conselho Estadual de Cultura, Marcondes Marchetti, e do presidente da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), Ozeas Mafra Filho.

 Fonte: Ascom FCC e Secom