FCC FacebookTwitterYoutube

Logo GOV SC 2019 Colorido

Peça do repertório clássico que se tornou extremamente popular e que define com profundidade a alma espanhola, Carmen é uma ópera escrita por Georges Bizet em 1873/74 com base na novela homônima do escritor francês Prosper Mérimeé. A Camerata Florianópolis e a Associação Cultural Arte.Dança apresentam no Teatro Ademir Rosa neste sábado e domingo (14 e 15), às 20h30, a Suíte do Ballet Carmen, versão que terá a participação de bailarinos convidados e do corpo de baile da associação. A regência será do maestro Jefferson Della Rocca.

Personagem icônica no universo da ópera, Carmen é uma mulher corajosa e sedutora, que preza a liberdade e é punida por seus atos porque vive num mundo atrasado e machista. A história contada na obra de Bizet se passa em Sevilha, na região da Andaluzia, numa praça onde a cigana Carmen e o soldado desertor Don José protagonizam uma trama de amor e ciúmes que envolve também o toureiro Escamilo.

“Nesta versão, ‘Carmen’ não é interpretada por apenas uma bailarina, mas por sete delas, o que mostra a diversidade de características e adjetivos que esta personagem carrega”, diz a professora e bailarina Letícia Gallotti, responsável pela adaptação e coreografia do espetáculo. São, ao todo, 24 bailarinos, entre eles Adilso Machado, que interpreta Don José, e Danny de Souza, que incorpora o toureiro.

A estreia da ópera de Georges Bizet, em 1875, foi recebida com indiferença e hostilidade pelo público e pela crítica de Paris. Habituadas a óperas leves e ligeiras, as plateias ficaram chocadas com a crueldade e o realismo das cenas. Só mais tarde, após ser aclamada em Viena e em outras capitais europeias, com o louvor de compositores consagrados, é que o público passou a apreciar a extraordinária veia melódica e o notável domínio da orquestração de Bizet, fatores que tornaram “Carmen” uma das óperas mais populares de todos os tempos.

O autor, que morreu jovem, aos 36 anos, não teve tempo de ver o reconhecimento de sua maior obra. As duas suítes que ele escreveu se encadeiam a partir dos temas da ópera, com árias e as peças de conjunto preenchidas por vários instrumentos em substituição às vozes.

Associação Cultural Arte.Dança

A Associação Cultural Arte.Dança foi fundada em 2006 com o objetivo de dar continuidade ao trabalho desenvolvido pelo corpo docente da tradicional Escola de Dança Albertina Ganzo, após seu fechamento. O compromisso do grupo é com o ensino do ballet clássico e com o aperfeiçoamento da arte da dança. Seu quadro de docentes e direção conta com profissionais que trabalham há mais de uma década juntos, como Letícia Gallotti, Malu Rabelo, Cristina Schmitt, Juliana Gallotti e Lela Martorano.

Ao longo desses 13 anos a associação apresentou espetáculos alternando o ballet clássico de repertório e os de criação própria. Entre eles, Alice (2008), Coppelia (2009), O Quebra-Nozes (2011), milnovecentosetreze (2013) – montagem que trouxe ao palco um trecho da coreografia original da Sagração da Primavera –, o ballet de repertório Dom Quixote (2015), com a participação de dois solistas vindos da Alemanha, e La Fille Mal Gardée (2017), outro ballet de repertório com direção do maître cubano Luis Ruben Gonzalez.

Camerata Florianópolis

Fundada pelo maestro Jeferson Della Rocca, a Camerata Florianópolis já tem 25 anos de atividade ininterrupta, quase mil shows e concertos realizados, 12 CDs e seis DVDs gravados, diversas turnês pelo Estado, pelo Brasil e por países da Europa. A orquestra é conhecida por seu ecletismo e já realizou muitos programas que misturam os gêneros erudito e popular. Entre seus espetáculos mais conhecidos estão o Rock’n Camerata, o Especial Beatles, o Tributo ao Queen e shows com bandas locais como Dazaranha e Expresso Rural. Em 2015, a orquestra participou do Rock in Rio, em memorável show com o guitarrista norte-americano Steve Vai.

A orquestra gravou, entre outros, os CDs Tributo à Música Popular Brasileira, Música para Cinema, Camerata & Elekphantz & Gui Boratto, Clássicos com Energia, Marley in Camerata e o Especial The Beatles. E dividiu o palco com músicos como Zeca Baleiro, Lenine e Paulinho Moska, além do pianista, compositor e arranjador catarinense Luiz Gustavo Zago.

Serviço:

O quê: Arte.Dança & Camerata Florianópolis apresentam a Suíte do Ballet Carmem
Onde: Teatro Ademir Rosa - Localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Quando: 14 e 15 de dezembro de 2019, às 20h30
Classificação indicativa: Livre
Ingressos:
Filas A a S - R$ 120,00 inteira; R$ 60,00 meia-entrada (estudantes, idosos, pessoas com deficiência, menores de 18 anos, doadores regulares de sangue, professores e jovens carentes); R$ 100,00 promocional (Blueticket); R$ 96,00 convênio (Clube NSC);
Filas T a Zb - R$ 80,00 inteira; R$ 40,00 meia-entrada (estudantes, idosos, pessoas com deficiência, menores de 18 anos, doadores regulares de sangue, professores e jovens carentes); R$ 64,00 convênio (Clube NSC).
**Venda nas bilheterias dos teatros, no site Blueticket e na Associação Cultural ArteDança. Ingressos numerados.

O Sesc promove nesta quarta-feira (11) o espetáculo de encerramento das turmas de dança da instituição. O show começa às 19h30, no Teatro Ademir Rosa.

A noite contará com a participação dos alunos e alunas das modalidades de baby class, balé, dança livre, dança contemporânea e jazz.

Mais informações: https://www.sesc-sc.com.br/site/agenda/apresentacao-alunos-danca-sesc

Serviço:

O quê: Encerramento dos Cursos de Dança do Sesc Florianópolis
Onde: Teatro Ademir Rosa - Localizada no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Quando: 11 de dezembro de 2019, às 19h30
Classificação indicativa: Livre
Entrada franca.

Neste sábado e domingo (7 e 8) a escola Garagem da Dança apresenta o show musical Cada canto um conto, no Teatro Ademir Rosa. Os espetáculos começam às 19h em ambos os dias.

Com 230 bailarinos e 40 coreografias, o musical faz uma incursão pela música e as tradições brasileiras. A direção geral é de Marina Coura - que acumula no currículo trabalhos em Chicago, Orlando, Washington DC e boa parte do Brasil. O espetáculo conta com instrumentistas e cantores ao vivo, no melhor estilo Broadway, interagindo com o elenco a partir do fosso do palco.


“Tudo foi pensado para que os alunos de dança pudessem visualizar a complexidade de uma produção, a logística dos bastidores, o diálogo entre os passos e a iluminação, enfim, tudo o que está envolvido na concepção de um espetáculo”, explica Marina. Para a idealizadora do festival Floripa Tap, que todos os anos traz artistas internacionais para Noites de Gala e performances ao ar livre, em Florianópolis, “o que está por trás de tudo isso é o processo de aprendizagem, a educação através da dança, a formação dos alunos para que dominem a cena, aptos até mesmo a improvisar se alguma coisa não der certo”.

Além do envolvimento de 14 coreógrafos da escola Garagem da Dança, o musical Cada canto um conto envolve arranjos exclusivos de músicas consagradas, textos autorais que dão coesão ao enredo e músicas próprias, a serem executadas sob a direção musical de Neto Fernandes. O roteiro de Iara Germer e Neno Moura envolvendo música, dança e interpretação exigiu ampla pesquisa histórica, até se converter em envolvente musical com três horas de duração.

Assinados por Valéria Meira, os 80 figurinos desenhados especialmente para o espetáculo também consideraram as tradições e a época a serem “transportadas” em cada coreografia. Para a confecção sob medida, a diretora trouxe de São Paulo quase 300 quilos de tecidos, sem contar os cenários, flexíveis e criativos, que juntos resultam em entretenimento de excelência.

Para acompanhar os músicos, os alunos com aptidão para cantar foram preparados ao longo dos últimos meses pelo professor Leo Vieira, e agora respondem pelo coro simultâneo às coreografias. “Dos muitos prêmios que a Garagem da Dança acumula, como Prêmio Desterro, Mery Rosa e Paço de Arte, acho que o maior de todos é o amadurecimento e a superação de nossos alunos”, avalia Marina, que é referência em sapateado no Brasil, tendo participado ao vivo do programa “Encontro com Fátima Bernardes”, na Rede Globo.

Serviço:

O quê: Garagem da Dança: Cada canto um conto
Quando: 7 e 8 de dezembro de 2019, às 19h
Onde: Teatro Ademir Rosa - Localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Classificação indicativa: Livre
Ingressos: R$ 60,00 inteira; R$ 30,00 meia-entrada (estudantes, idosos, pessoas com deficiência, menores de 18 anos, doadores regulares de sangue, professores e jovens carentes); R$ 40,00 promocional (antecipado, somente com os produtores).
**Venda nas bilheterias dos teatros. Ingressos numerados.

O Teatro Ademir Rosa recebe nesta quarta-feira (4) o show ABBA Mamma Mia - The Tribute Show. O espetáculo começa às 20h30.

O espetáculo argentino capta a imagem, a música e a personalidade do grupo sueco, que foi uma das bandas de maior sucesso na história da música pop e uma das grandes líderes da disco music, fenômeno musical que contagiou o mundo no final dos anos 70. O público vai ser convidado a relembrar o passado, com direito a botas de couro, figurinos gritantes, indumentárias cobertas de pedras brilhantes e todo o glamour de uma época de ouro.

ABBA Mamma Mia – The Tribute Show é protagonizado pelas atrizes e cantoras Gwendolyne Moore (como Agnetha) e Camila Ibarra (como Frida), ambas professoras de canto com extensa carreira musical. Na parte masculina estão, na voz e na guitarra, Nicolás Salvador (como Björn) e, nos vocais e pianos, Sergio Gutierrez (como Benny). O quarteto está desenhado para reproduzir fielmente a formação vocal e instrumental do grupo original, sendo acompanhados por uma banda de apoio.


Serviço:

O quê: ABBA Mamma Mia - The Tribute Show
Quando: 4 de dezembro de 2019, às 20h30
Onde: Teatro Ademir Rosa - Localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Classificação indicativa: 14 anos
Ingressos:
A a S - R$ 120,00 inteira; R$ 60,00 meia-entrada (estudantes, idosos, pessoas com deficiência, menores de 18 anos, doadores regulares de sangue, professores e jovens carentes); R$ 100,00 convênios (Clube NSC, Notícias do Dia); R$ 100,00 solidário (mediante entrega de 1kg de alimento não perecível);
T a Zb - R$ 100,00 inteira; R$ 50,00 meia-entrada (estudantes, idosos, pessoas com deficiência, menores de 18 anos, doadores regulares de sangue, professores e jovens carentes); R$ 80,00 convênios (Clube NSC, Notícias do Dia); R$ 80,00 solidário (mediante entrega de 1kg de alimento não perecível).
**Venda nas bilheterias dos teatros e no site Blueticket. Ingressos numerados.

De quinta-feira a domingo (28 de novembro a 1º de dezembro), o Teatro Ademir Rosa será palco do XI ENCAD - Festival Internacional de Dança de Florianópolis. O evento ocorre às 19h na quinta e sexta-feira; e às 15h e às 19h, no sábado e domingo.

O XI ENCAD terá mostra competitiva e não competitiva, cursos de balé, jazz, danças urbanas, contemporâneo, coach de variação e prevenção de lesões, com professores do Brasil e exterior. Os cursos são abertos a participantes do ENCAD e demais interessados e as inscrições podem ser realizadas no site do evento. Participantes concorrem a bolsas de estudos em cursos em Portugal, Itália, Estados Unidos, México, Cuba e Brasil.

Inscrições para cursos e ingressos promocionais no site www.encadfestival.com.br

Serviço:

O quê: XI ENCAD - Festival Internacional de Dança de Florianópolis
Quando: 28 e 29 de novembro de 2019, às 19h
Dia 30 de novembro de 2019, às 15h e às 19h
Dia 1º de dezembro de 2019, às 15h e às 18h
Onde: Teatro Ademir Rosa - Localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Ingressos: R$ 50,00 inteira; R$ 25,00 meia-entrada (estudantes, idosos, pessoas com deficiência, menores de 18 anos, doadores regulares de sangue, professores e jovens carentes); R$ 40,00 convênio [não especificado no contrato]; R$ 40,00 promocional (antecipado, somente com os produtores); R$ 10,00 participantes do festival (mediante comprovação).
**Venda nas bilheterias dos teatros. Ingresso não numerados.