FCC FacebookTwitterYoutube

ABBA The History será a atração do Teatro Ademir Rosa, no Centro Integrado de Cultura (CIC) nesta quinta-feira, dia 14. O espetáculo será apresentado às 20h30. 

ABBA The History - A Salute To Abba é uma banda formada em 2013, com o objetivo de comemorar em 2014 o aniversário de 40 anos do grupo ABBA, e de sua vitória com a canção WATERLOO, no Festival Eurovision da Canção em 06 de Abril de 1974, tornando-se assim a melhor homenagem ao ABBA de todos os tempos. Com um cuidado extremo em todos os detalhes, "ABBA The History - A Salute To ABBA" junta a sensacional musicalidade, harmonia vocal, figurinos e coreografia do ABBA, com uma atuação eletrizante, oferecendo um espetáculo dinâmico e cheio de surpresas para todas as idades.

O grupo apresenta com fidelidade o que foi o brilho e a magia do grupo ABBA no palco, divertindo e emocionando o público que participa como verdadeiro protagonista do show. Falar de ABBA é falar de sucesso, hits que colaram nos ouvidos do planeta pop, trazendo à tona memórias e emoções das mais diversas gerações - da dupla Britânica Erasure, que deu uma nova roupagem às canções do ABBA no final dos anos 80; Madonna, que presenteou os fãs, usando a introdução do clássico "Gimme Gimme Gimme (A Man After Midnight) em Hung Up no ano de 2005, fabricando outro mega sucesso, a Gucci Mane, que tomou trecho da mesma canção emprestada em 2013, como pano de fundo para regravar Bob Marley.

Este e outros clássicos do ABBA, serviram de inspiração para o grupo de músicos paulistas comporem o espetáculo "ABBA The History - A Salute To ABBA". O show que já passou por mais de 200 cidades no Brasil e América Latina. Ovacionado por onde passa, o show que conta através de canções marcantes a história da trajetória do ABBA nos palcos, é um "Olá Musical ao ABBA" dos cantores Najah Falcon (Agnetha), Diego Sena (Björn), Jheff Saints (Benny Anderson) e Paty Andrade (Anni-Frid), cujas iniciais formam o mundialmente aclamado nome: "ABBA".

Os brasileiros têm conquistado plateias pelo modo peculiar com que revivem os sucessos do ABBA, desde as nostálgicas a àqueles, como Dancing Queen, que fazem de cada um da platéia o Rei e Rainha das pistas.

Valor dos Ingressos:
Plateia
R$ 80,00 inteira; R$ 40,00 meia-entrada (ESTUDANTE, IDOSO, DEFICIENTE, DOADOR DE SANGUE, PROFESSOR, MENOR DE 18 ANOS, JOVEM CARENTE); R$ 50,00 (Clube NSC, ND, Blueticket)
Plateia Superior
R$ 60,00 inteira; R$ 30,00 meia-entrada (ESTUDANTE, IDOSO, DEFICIENTE, DOADOR DE SANGUE, PROFESSOR, MENOR DE 18 ANOS, JOVEM CARENTE); R$ 40,00 (Clube NSC, ND, Blueticket).

**Venda nas bilheterias dos teatros e no site Blueticket. Ingressos numerados.

O Acústico Brognoli apresenta diversos ritmos musicais e artistas locais nos palcos por onde passa, desde 2005. Nesta edição, o projeto homenageia o SAMBA destacando a produção catarinense e homenageando o samba carioca com a participação da Mart´nália. O evento acontece no Centro Integrado de Cultura (CIC) em Florianópolis, no dia 08 de junho às 21h. Os ingressos são comercializados pela Blueticket e parte do valor arrecadado será revertido para a ACAM (Associação de Amigos da Casa da Criança e do Adolescente do Morro do Mocotó). O evento é realizado pela Brognoli Negócios Imobiliários e tem direção de produção da Orth Produções, uma parceria de 14 anos. Este ano nossa convidada será a Mart'nália, que samba desde que nasceu.

Acompanhava o pai, Martinho da Vila, às rodas de Vila Isabel ainda muito pequena e foi assim que se apaixonou pela música. Foi lá que aprendeu a sambar, cantar, tocar violão e pandeiro. Mart´nália vai estar acompanhada pelo seu maestro Humberto Mirabelli e seu percussionista Macaco Branco.

O espetáculo vai iniciar com uma banda base, comandada pelo músico Luiz Sebastião, com uma trajetória artística musical construída no choro e samba. Graduado em Música pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), o músico já tocou com Neguinho da Beija-Flor, Elza Soares, Luiz Meira, João Lyra, entre outros. A banda também será composta por artistas locais, que acompanharão Mart’nália em sua participação. São eles: Dú Seara (percussão), Alexandre Da Maria (percussão), Anderson Agulha (Cavaco), Gustavo Lopes (violão 6 cordas), Gabriel Fortunato (sax e flauta), Hemerson Calandrini (Trombone), Wagner Segura (Bandolim/Cavaco). Sobem também ao palco os intérpretes consagrados da cena local de samba: Marcondes, Jeisson Dias, Raquel Barreto e Dandara.

Parte do valor dos ingressos será revertido para a ACAM. A entidade direciona suas ações e reflexões para 200 crianças e adolescentes, moradores do Morro do Mocotó, em situação de vulnerabilidade e risco social, empobrecidos do ponto de vista socioeconômico, a quem, de modo geral, têm sido negadas as oportunidades de desenvolver o seu potencial em consequência do processo de exclusão social. A faixa etária do atendimento é de 5 até 15 anos, tendo como critério de participação estarem frequentando a escola oficial.

Projeto nascido em 2005 para comemorar os 50 anos da Brognoli, o Acústico Brognoli visa incentivar a música catarinense. Desde então tem se posicionado como um dos grandes eventos que valoriza a cultura em Santa Catarina. Em 2007, a empresa ganhou o título de empresa cidadã pelo seu incentivo à cultura local. Com parte da arrecadação voltada a instituições sociais, a Brognoli tem a satisfação de proporcionar espetáculos culturais auxiliando quem mais precisa.

 

Valor dos Ingressos:
Plateia 
R$ 140,00 inteira; R$ 70,00 meia-entrada (ESTUDANTE, IDOSO, DEFICIENTE, DOADOR DE SANGUE, PROFESSOR, PNE, FUNCIONÁRIO E CLIENTES BROGNOLI) R$ 110,00 (Clube Blue Ticket)
Plateia Superior
R$ 120,00 inteira; R$ 60,00 meia entrada (ESTUDANTE, IDOSO, DEFICIENTE, DOADOR DE SANGUE, PROFESSOR, PNE, FUNCIONÁRIO E CLIENTES BROGNOLI); R$ 100,00 (Clube Blue Ticket)
**Venda nas bilheterias dos teatros e no site Blueticket. Ingressos numerados.

Neste sábado (26), o Teatro Ademir Rosa, no Centro Integrado de Cultura (CIC), recebe a peça Peça Além do Que os Nossos Olhos Registram, a partir das 20h30. O espetáculo vivido pelas atrizes Priscila Fantin, Olívia Torres e Silvia Pfeifer, fala sobre a convivência de três gerações de mulheres, apoiando e enlouquecendo umas às outras.

É uma história que, quem não viveu, já presenciou ou já ouviu alguém contar, que passeia entre a comédia e o drama.. As personagens são mulheres comuns, dessas que encontramos nas esquinas da vida, por isso, são tão fascinantes. Delfina, quando jovem, casou-se com um rapaz negro, a família era contra, mesmo assim ela enfrentou o preconceito da época e foi viver sua história de amor, da união nasceu, Violeta. Violeta nasceu com os traços da mãe, desde pequena sente vergonha do pai, da cor dele. Aos vinte anos, entre viver uma história de amor e casar com um homem mais velho e rico, optou pelo casamento por interesse, dessa união nasceu Sofia. Sofia, como toda filha única, sempre foi muito cobrada, é a filhinha do papai que eles esperam ver casada com um bonito rapaz de família importante. Violeta sonha e planejada o casamento do século para a única filha. Quando Sofia assume ser lésbica, o mundo de Violeta desmorona e ela põe para fora todo o seu preconceito até então velado. Durante um encontro na casa de Delfina, as três mulheres tiram as máscaras e expõem suas opiniões e verdades. É uma história que precisa ser contada e assistida. O público, além de se identificar de imediato, sairá do teatro com boas reflexões.

Valor dos Ingressos:

Plateia

R$ 60,00 inteira; R$ 30,00 meia entrada (estudante, idoso, deficiente, doador de sangue, professor, menor de 18 anos, jovem carente); R$ 30,00 (Clube NSC, Imperatriz e Clube ND).

Plateia Superior

R$ 50,00 inteira; R$ 25,00 meia entrada (estudante, idoso, deficiente, doador de sangue, professor, menor de 18 anos, jovem carente); R$ 25,00 (Clube NSC, Imperatriz e Clube ND).

A soprano Rute Gebler e o Estúdio Vozes inovam mais uma vez com um espetáculo produzido em parceria: “Encontros ImProváveis”. O palco será o do Teatro Ademir Rosa, no Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis, na quinta-feira (24), às 20h30min. Acostumada a lotar teatros com a afinação e o luxo dos musicais “Vozes da Primavera”, a soprano desta vez quer surpreender pela formação inusitada dos duetos e combinação impensada de vozes.

Cantores profissionais, médicos, dentistas, políticos, empresários e crianças vão criar “conjuntos” que serão revelados apenas na hora do espetáculo. Com caráter beneficente, o recital terá parte da renda destinada para o Cepon e o Lar Recanto do Carinho. No repertório, desde clássicos do canto lírico até canções eternizadas nas rádios e cinemas. Tudo sob a regência de Giovane Pacheco, com participação de instrumentistas experientes que se uniram em uma “banda” especialmente para a ocasião. Os figurinos em ton-sur-ton, a qualidade musical e a seleção do elenco denotam o cuidado de Rute Gebler em cada detalhe e a obsessão em se superar.

Pioneira no ensino de técnica vocal em Florianópolis, a soprano-professora-maestrina formou milhares de vozes do Ensino Infantil ao Ensino Superior, fazendo jus às outorgas de Cidadã Honorária de Florianópolis, Cidadã Honorária Catarinense e Comendadora da Sociedade Brasileira de Artes, Cultura e Ensino. Aos 75 anos, paralelamente à produção de espetáculos musicais e pesquisa para o lançamento de sua biografia, Rute ainda exerce a vice-presidência da Associação Catarinense de Letras e Artes, a ACLA.

Para o espetáculo “Encontros ImProváveis”, convidou desde a sua primeira aluna no Estúdio Vozes, Anita Hoepcke, até a soprano Alícia Cupani, sua pupila desde criança, passando por vozes masculinas consagradas nos palcos, como os tenores Thompson Magalhães e Guilherme Botelho. Notório pela regência da big band Stagium 10, o maestro Zezinho também integra o elenco, só que desta vez no papel de cantor! Independentemente do currículo, todos prontamente aderiram ao voo de sigilo – para não revelar seus pares – e ao desafio de contracenar com músicos e cantores com quem nunca dividiram a cena, o que justifica os insistentes e reiterados ensaios na sala da banda da Polícia Militar.

Os ingressos estão à venda a R$ 50,00 (meia) e R$ 100,00 (inteira), com bônus de 50% de desconto para quem adquirir as entradas com valor cheio até o dia 20 de maio nas bilheterias do TAC e do CIC (das 13 às 19h) ou do Teatro Pedro Ivo (das 14 às 20h).

SERVIÇO:
Show: “Encontros ImProváveis”
Data: Quinta-feira (24/05), às 20h30
Local: Teatro Ademir Rosa, Centro Integrado de Cultura (CIC) – Avenida Gov. Irineu Bornhausen, 5600, Bairro Agronômica, Florianópolis - SC
Ingressos: 50% de desconto até 20 de maio.
Produção: Ruth Gebler
Valor dos Ingressos:
R$ 100,00 inteira; R$ 50,00 meia entrada (ESTUDANTE, IDOSO, DEFICIENTE, DOADOR DE SANGUE, PROFESSOR, MENOR DE 18 ANOS, JOVEM CARENTE); R$ 50,00 bônus (antecipados até dia 20/05).

**Venda nas bilheterias dos teatros. Ingressos numerados.

Um dos grupos mais clássicos do Brasil sobe ao palco do Teatro Ademir Rosa neste fim de semana: Renato e seus Blue Caps. O show será no sábado (19) às 21h.

A história da banda é loga: em 1959 os irmãos Barros e seus amigos se reuniam para participar das festas no bairro da Piedade, RJ, onde moravam. Faziam mímica (dublagem) dos grupos e cantores americanos de sucesso na época. E foi assim, fazendo mímica, que o grupo se apresentou pela primeira vez no programa “Hoje é dia de rock”, da rádio Mayrink Veiga, com o nome de “Bacaninhas do rock da Piedade”. A apresentação foi um fracasso, e ganharam muitas vaias. Já no ano de 1960, Renato resolveu fazer nova inscrição para o programa, dessa vez concorreria ao Rock ao Vivo, ou seja, tocando e cantando de verdade. Jair de Taumaturgo, diretor do programa, não aceitou a inscrição com o nome “Bacaninhas do rock da Piedade”, perguntando seu nome, sugeriu que colocasse “Renato e seus Blue Caps”. Com esse nome o grupo se apresentou, ganhou o 1º lugar e como prêmio, o convite para participar do programa do Chacrinha na Tv Tupi. Durante o programa receberam a proposta para gravar um LP na gravadora Copacabana. Em 1964, assinaram contrato com a CBS, e gravaram primeiro um compacto duplo, e logo em seguida o LP “Viva a juventude”. Esse LP ficou entre os mais vendidos durante meses. Em função do grande sucesso da música “Menina Linda”, o grupo foi convidado pelo empresário Marcos Lázaro, para participar do programa Jovem Guarda. Assinou contrato com a TV Record, e fazia além do programa, toda a linha de shows da emissora.

A banda já teve várias formações, mas na atual dois integrantes estão desde o início, são eles:
- Renato Barros: idealizador e criador da banda. Guitarrista, vocalista e compositor de vários Hits da MPB com inúmeras regravações até os dias de hoje;
- Cid Chaves: entrou em 1964, quando o grupo foi contratado pela CBS, tocando saxofone. Nunca mais saiu da banda, sendo hoje, um dos vocalistas.

Completando a formação atual:
- Darci Velasco: natural do Rio Grande do Sul está 23 anos no grupo, tecladista;
- Amadeu Signorelli: natural do Rio de Janeiro permanece 21 anos no grupo como baixista.
- Gelsinho Moraes: natural do Rio de Janeiro foi o último a se juntar a esta nova formação como baterista.

Desde o início da carreira até o dia de hoje a banda nunca parou de atuar, sendo por esse motivo considerada por pesquisadores, a banda de rock mais antiga do mundo em atividade. A banda tem como prioridade absoluta, atender aos inúmeros convites para shows em todo Brasil.

Serviço

Renato e seus Blue Caps

Data: 19 de maio de 2018

Horário: 21h

Local: Teatro Ademir Rosa / CIC
Valor dos Ingressos:

Plateia
R$ 120,00 inteira; R$ 60,00 meia entrada (ESTUDANTE, IDOSO, DEFICIENTE, DOADOR DE SANGUE, PROFESSOR, MENOR DE 18 ANOS, JOVEM CARENTE); R$ 100,00 (Clube NSC e Clube ND)
Plateia Superior
R$ 100,00 inteira; R$ 50,00 meia entrada (ESTUDANTE, IDOSO, DEFICIENTE, DOADOR DE SANGUE, PROFESSOR, MENOR DE 18 ANOS, JOVEM CARENTE); R$ 80,00 (Clube NSC e Clube ND).