FCC FacebookTwitterYoutube

Logo GOV SC 2019 Colorido

Estão abertas até o dia 20 de julho as inscrições para duas oficinas na área de fotografia que serão oferecidas pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC), por meio de suas Oficinas de Arte: Fotografia em Sala de Aula 3 e Construção de Câmeras Artesanais. As aulas são gratuitas e ocorrerão no Centro Integrado de Cultura (CIC), nos meses de julho e agosto. 
 
Fotografia em sala de aula 3:
 
Inscrições: até as 18h do dia 20 de julho de 2017, pelo link https://goo.gl/forms/sTCZ64S5Xf4V2jRk2
Comunicação dos selecionados: dia 21 de julho por e-mail
Aulas: Dias 26 e 28 de julho; 2, 4, 9 e 11 de agosto. Quartas e sextas-feiras, das 8h30 às 12h. Serão seis encontros totalizando 21 horas/aula (será fornecido certificado)
Público-alvo: professores e alunos de licenciatura em Arte ou de outras áreas que queiram usar fotografia em sala de aula.
Vagas: 12 vagas, seleção por ordem de inscrição e atendimento a pré-requisitos. A falta na primeira aula ou duas faltas implicam no cancelamento da vaga, que servirá de critério em matrículas de cursos posteriores.
Sobre o curso: Os encontros vão abordar o uso da fotografia em sala de aula, desde a fotografia digital, passando por fotografia pinhole, processos bicromatados, cianotipia e antotipia. A partir de materiais simples, o curso procura dar um panorama de possibilidades de usos e conexões com aulas de arte, biologia, química, história, etc. 
Conteúdo: 
- introdução e digital, operação de câmeras e celulares, edição com softwares gratuitos, exibição, publicação;
- construção de camera obscura e de lupa; outras câmeras artesanais;
- pinhole, uso de filme raio-x preparação de reveladores alternativos;
- antotipia, fitotipia, impressão de imagens com sucos de plantas;
- cianotipia e processos férricos;
- caseína bicromatada e outros processos similares.
 
Construção de câmeras artesanais turma 10
 
Inscrições:  até as 18h do dia 20 de julho de 2017, pelo link https://goo.gl/forms/WOPz0cx109yDleUy2
Comunicação dos selecionados: dia 21 de julho por e-mail
Aulas: Dias 25 e 27 de julho; 1º, 3, 8 e 10 de agosto. Terças e quintas-feiras, das 8h30 às 12h. 
Vagas: 12 vagas preenchidas conforme critérios: 1 - ordem de inscrição / 2 - experiência em fotografia/artes / 3- frequência em cursos anteriores (absenteísmo).
Será formada lista de espera para próximas edições do curso.
Sobre o curso: Os participantes irão construir câmeras fotográficas artesanais a partir de materiais diversos conforme o projeto de cada um. A partir de lupas ou lentes antigas, com utensílios de alumínio, plástico ou madeira, serão construídas câmeras para fotografar com filme de raio x, proporcionando um conhecimento da anatomia e funcionamento dos dispositivos fotográficos e da fotografia química.
Requisitos:
- Conhecimento básico de fotografia, desejável em laboratório P&B /pinhole, ou ter feito algum dos cursos anteriores: Fotografia Experimental, Fotografia de Grande Formato, Fotografia para Professores;
- Habilidade manual no trabalho básico com madeira, metais, ferramentas; 
- Material individual de acordo com o projeto de cada um, rateio de custos do material de uso coletivo.
 
Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (48) 3664-2636.

Fonte: Assessoria de Comunicação FCC

A exposição Um outro olhar: 2ª Edição levará para o Espaço das Oficinas de Arte do Centro Integrado de Cultura (CIC) os trabalhos dos participantes das oficinas de arte promovidas no CIC pela Associação Caminhos Para a Vida, com a parceria da Fundação Catarinense de Cultura, por meio de sua Diretoria de Difusão Artística e Oficinas de Arte. A mostra terá abertura no dia 13 de julho, às 19h30, e terá visitação até 23 de julho, de terça-feira a domingo, das 10h às 21h.
 
A Associação Caminhos para a Vida é uma entidade sem fins lucrativos que surgiu da necessidade de um atendimento integral para os filhos com história de deficiência mental.
 
O que perpassa o olhar é um horizonte de paisagens. Acreditando que as pessoas com deficiência são sensíveis às paisagens, o centro de Convivência Caminhos para a Vida oferece aos seus participantes oficinas de artes, onde  podem explorar seus sentidos e olhares. Nessa segunda edição o grupo expõe os trabalhos realizados com a parceria dos artistas Luciano Martins, Bebeto Oliveira e Albertina Prates. Experimentaram técnicas diferentes de produção visual, exploraram a paisagem/impressão de suas próprias faces, monotipia e pintura guache.
 
A exposição também traz releitura da obra de Carlos Páez Vilaró, em que a poética costura as paisagens internas com elementos da natureza que nos cercam. O trabalho valoriza, sobretudo, a inclusão. Algumas oficinas tiveram parceria com a Casa da Criança do Morro da Penitenciária, Lar Recanto do Carinho, Associação Catarinense da Síndrome do X Frágil e Sala Verde UFSC.
 
Serviço:
 
O quê: Exposição Um outro olhar: 2ª Edição
Abertura: 13 de julho de 2017, às 19h30
Visitação: de 14 a 23 de julho. De terça-feira a domingo, das 10h às 21h.
Onde: Espaço das Oficinas de Arte do Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Governador Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Entrada gratuita
O Espaço das Oficinas de Arte do Centro Integrado de Cultura (CIC) abre no próximo dia 13 de junho, às 19h30, a exposição da instalação Devaneios. A visitação vai até o dia 13 de julho, das 10h às 20h30, com entrada gratuita. 
 
A leitura de A Poética do Espaço de Gaston Bachelard ofereceu ao grupo Linguagem Visual II, coordenado pela professora Patrícia Amante nas Oficinas de Arte do CIC, a inspiração inicial para o processo que confluiu na exposição Devaneio. 
 
Para Bachelard a imaginação é "um poder maior da natureza humana", pois a imagem é um produto fugaz da consciência, que precede o pensamento e, nos desligando da realidade e do passado, aponta para o futuro. As imagens de Bachelard, oriundas da literatura, se referem aos espaços essenciais à vida, que são inerentes à própria existência. São imagens que nos falam do desejo de abrigo e proteção, de calor e afeto. 
 
Ao longo de dois semestres o grupo se reuniu em encontros presenciais semanais de discussão e criação, mantendo-se unido em intenso processo intersubjetivo deflagrado pelas palavras-leme subjetividade - percepção - devaneio, provocação inicial de Patrícia. O resultado foi a criação da instalação que se apresenta sob a imagem símbolo furacão, que emergiu com força do processo vivenciado pelo grupo. Talvez porque somente um furacão tenha a força suficiente para varrer a torrente de imagens invasivas de nosso tumultuado mundo atual, abrindo espaço para que a imaginação poética dê voz aos nossos anseios e devaneios. 
 
A Poética do Espaço (1957). Rio de Janeiro, Liv. Eldorado Tijuca, s/d.
 




Serviço: 
 
O quê: Exposição da instalação Devaneios
Onde: Espaço das Oficinas de Arte do Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Abertura: 13 de junho, às 19h30, com intervenções artísticas de Digo de Haro
Visitação: de 14 de junho a 13 de julho, das 10h às 20h30
Entrada gratuita
Informações: (48) 3664-2639
 

Fonte: Assessoria de Comunicação FCC

Brilhantes, opacas, difusas. Transparentes. Em alto e baixo relevo. Sutis com tom de aquarela, intensas como a tinta a óleo. Essas são algumas das possibilidades da serigrafia exploradas por Marta Dischinger e Ivan de Sá na exposição que ficará aberta à visitação de 10 de maio a 2 de junho no Espaço das Oficinas de Arte do Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis.

Para Ivan de Sá, a serigrafia é arte e ofício. Formado pelo Senai em artes gráficas, já foi professor de serigrafia no CIC e na Universidade Federal de Santa Catarina. É artista visual, gravurista, e trabalha também cinema. Em suas obras escolhidas para a exposição, há imagens da Costa da Lagoa e de dunas, gravadas com cinco e seis cores.

Marta é arquiteta com doutorado pela Chalmers University of Technology, Suécia. É professora de Arquitetura. Como artista, trabalha principalmente com a xilogravura, litografia e gravura em metal. Está experimentando pela primeira vez a serigrafia, reinventado algumas de seus trabalhos anteriores e criando novas composições, como um pôr-do-sol e de cardos, espécie de plantas.

Serviço:

O quê:
Exposição de serigrafias e xilogravuras de Ivan de Sá e Marta Dischinger
Abertura: 09/05/2017, às 19h
Visitação: de 10/05 a 02/06/2017 – de terça-feira a domingo, das 10h às 21h.
Onde: Espaço das Oficinas do Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 – Agronômica – Florianópolis (SC)
Informações: (48) 3664-2639
Entrada gratuita

Fonte: Assessoria de Comunicação FCC

O Espaço das Oficinas de Arte do Centro Integrado de Cultura (CIC) recebe a partir do dia 6 de abril, às 19h, a exposição Espaço Plástico. A mostra reúne trabalhos das artistas Laïs Krücken, Paola Milar e Sandra Melo. A visitação é gratuita e segue até 10 de maio, diariamente, das 10h às 19h. 

 
As três artistas são alunas do professor Jayro Schmidt - que ministra as oficinas da Palavra, de História da Pintura e Experimento de Linguagens em Pintura nas Oficinas de Arte do CIC -, que também foi o responsável pela escolha das obras em exposição. As distintas obras de cada uma das participantes da mostra dialogam entre si, criando um amplo espaço plástico. 
 
"Temos nesta exposição dois extremos: de um lado os trabalhos da Laïs que se afastam da pintura, e do outro lado a adesão total à pintura com os trabalhos da Paola. No intervalo os trabalhos
da Sandra", explica o artista plástico e crítico José Maria Dias da Cruz, que assina o texto de apresentação da mostra. 
 
Sobre as artistas e suas obras
 
Laïs Krücken parte de papelões enrugados utilizados para a fabricação de caixas. Com engenho e arte e um saber do olho retira, com um rasgo, camadas de papelão e faz aparecer uma estrutura com várias formas hexagonais. Vai, assim, da ordem ao caos para, em outro nível de realidade, outra ordem. Em seguida sutis colorações ou outros procedimentos. O suporte se torna então a própria obra.
 
Paola Milar é uma pintora. Procura a última pincelada de um quadro, a inalcançável perfeição. Faz lembrar o mito de Sísifo, um eterno recomeço. Faz lembrar também de Marguerite Yurcenar que diz que a perfeição contém em si a ideia de fim.
 
Sandra Melo trabalha a relação entre formas, cores e coloridos. Não percebemos uma estrutura a priori. O trabalho vai se fazendo no presente, no espaço imediato. O narrativo se anula. Prevalece com força o espaço plástico. 
 
Serviço:
 
O quê: Exposição Espaço Plástico
Abertura: 6 de abril, às 19h
Visitação: de 7 de abril a 10 de maio, de segunda-feira a domingo, das 10h às 19h
Onde: Espaço das Oficinas de Arte do Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Entrada gratuita
Informações: (48) 3664-2639

Fonte: Assessoria de Comunicação FCC