FCC FacebookTwitterYoutube

Logo GOV SC 2019 Colorido

A partir deste sábado, 11 de abril, o curso de Cinema da Unisul retoma as sessões que realiza semanalmente na sala de cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC), porém, exibindo filmes no canal do curso no YouTube.

As sessões serão realizadas aos sábados às 20h. A sessão de estreia exibe quatro filmes feitos pelos estudantes do curso. 

Os filmes ficarão disponíveis até as 14h de cada segunda-feira seguinte às exibições.

Essa iniciativa é uma alternativa para manter as sessões que são realizadas há quatro anos por meio de uma parceria entre Unisul e Fundação Catarinense de Cultura (FCC). Elas foram suspensas desde dia 16 de março, conforme determinações das autoridades da área da saúde que manifestaram a necessidade de isolamento social.

Por solicitação dos produtores culturais, as sessões do Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC) serão canceladas nos próximos dias. A medida foi tomada pelos realizadores das sessões e tem caráter preventivo ao alastramento do novo coronavírus, tendo em vista os casos já confirmados na Grande Florianópolis.

Está cancelada a sessão que ocorreria neste sábado (14) do Cineclube Infantil. A organização da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis, realizadora da iniciativa, suspendeu, também toda a programação prevista até o fim do mês de março.

Já o Cineclube Cinema Unisul, cujas sessões ocorrem de quinta-feira a domingo às 20h, suspendeu as exibições por duas semanas, a partir do dia 16 de março de 2020. As sessões desta sexta, sábado e domingo (13, 14 e 15 de março) estão mantidas.

ATENÇÃO: O Cineclube Cinema Unisul suspendeu as exibições por duas semanas, a partir do dia 16 de março de 2020. As sessões desta sexta, sábado e domingo (13, 14 e 15 de março) estão mantidas.  A iniciativa deve-se à proibição, por parte da Prefeitura Municipal de Florianópolis, da realização de eventos com mais de 100 pessoas em ambientes fechados. A medida tem caráter preventivo ao alastramento do novo coronavírus, tendo em vista os casos já confirmados na Grande Florianópolis. 

A partir desta quinta-feira (12), a sala de cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC) exibirá os filmes que fazem parte da chamada "trilogia da incomunicabilidade", do diretor italiano Michelangelo Antonioni. Os longas produzidos nos anos 1960 serão exibidos na ordem de lançamento: A Aventura, de 1960, fica em cartaz entre os dias 12 e 15 de março; A Noite, de 1961, será exibido de 19 a 22 de março; e O Eclipse, de 1962, poderá ser visto de 26 a 29 de março.

As sessões têm entrada gratuita e ocorrem sempre de quinta-feira a domingo, às 20h. A realização é uma parceria entre o Cineclube Cinema Unisul, curador da programação, e a Fundação Catarinense de Cultura (FCC), administradora do espaço.

Programação:

De 12 a 15 de março (de quinta-feira a domingo):

a aventuraA Aventura
Direção: Michelangelo Antonioni
Gênero: Drama
Ano: 1960
Duração: 140 minutos
País: Itália
Classificação Indicativa: 14 anos
Sinopse: Um grupo de italianos ricos está em um cruzeiro pela costa da Sicília, quando uma das integrantes desaparece misteriosamente. Seria assassinato, sequestro, acidente ou suicídio? Enquanto seu namorado e sua melhor amiga a procuram pela Itália, eles começam a ter um caso. Superando nossas expectativas, Antonioni transforma um mistério em uma reflexão sobre a existência humana. A Aventura é mais uma pérola do cinema italiano dos anos 60. No filme, Antonioni procura analisar o isolamento emocional, a decadência moral, a falta de comunicação, a fragilidade dos sentimentos, o vazio, existentes no mundo das pessoas abastadas da época. 

De 19 a 22 de março (de quinta-feira a domingo):

a noiteA Noite
Direção: Michelangelo Antonioni
Gênero: Drama
Ano: 1961
Duração: 122 minutos
País: Itália
Classificação Indicativa: 16 anos
Sinopse: Após dez anos de casamento, Lídia e Giovani passam uma noite permeada de momentos de angústia e luxúria, numa busca involuntária de respostas para a crise de seu relacionamento. 


De 26 a 29 de março (de quinta-feira a domingo):

eclipseO Eclipse
Direção: Michelangelo Antonioni
Gênero: Drama
Ano: 1962
Duração: 126 minutos
País: Itália
Classificação Indicativa: 12 anos
Sinopse: Após passar a noite discutindo, Vittoria rompe com Riccardo, seu namorado. Ao ir se encontrar com a mãe na Bolsa de Valores, Vittoria conhece Piero, um jovem e elegante corretor da bolsa. Ele é um sedutor, mas ela resiste no início. Gradativamente Vittoria vai se apaixonando.

Atualização:

Evento adiado por solicitação da produção do filme. Nova data será informada em breve.

A sala de Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC) recebe no dia 18 de março, às 19h, o lançamento do curta-metragem O Jacaré do Papo Amarelo. Na ocasião, além da exibição do filme, ocorrerá bate-papo com o diretor e roteirista Everson Antunes. A entrada é gratuita e a classificação indicativa é livre.

O curta O Jacaré do Papo Amarelo é um filme assumidamente trash, fazendo paródia de filmes de monstros com uma pitada de crítica social. O tema é a especulação imobiliária invadindo os habitats naturais, como o mangue onde vive o jacaré do papo amarelo.

Produzido de forma totalmente independente, sem dinheiro de produtoras ou editais, levou oito anos para ficar pronto. O filme conta com mais de 20 atores, 10 locações diferentes, além de maquetes e efeitos especiais.

Serviço:

O quê: Lançamento do curta-metragem O Jacaré do Papo Amarelo
Quando: 18 de março de 2020, às 19h
Onde: Sala do Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis
Entrada gratuita
Classificação indicativa: livre

ATENÇÃO: O Cineclube Cinema Unisul suspendeu as exibições por duas semanas, a partir do dia 16 de março de 2020. As sessões desta sexta, sábado e domingo (13, 14 e 15 de março) estão mantidas.  A iniciativa deve-se à proibição, por parte da Prefeitura Municipal de Florianópolis, da realização de eventos com mais de 100 pessoas em ambientes fechados. A medida tem caráter preventivo ao alastramento do novo coronavírus, tendo em vista os casos já confirmados na Grande Florianópolis.

A programação gratuita que ocorre de quinta-feira a domingo, às 20h, na sala de cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC) exibirá, em março, um documentário brasileiro, uma ficção francesa e uma trilogia italiana de filmes de Antonioni. As sessões têm entrada gratuita e são fruto de uma parceria entre a Fundação Catarinense de Cultura (FCC), administradora do espaço, e o curso de Cinema da Unisul, responsável pela curadoria dos filmes.

Programação:

Dia 5 de março (quinta-feira):

quem precisa de identidadeQuem Precisa de Identidade?
Direção: Kátia Klock
Gênero: Documentário
País: Brasil
Ano: 2020
Duração: 83 minutos
Sinopse: Histórias íntimas e coletivas despertam sensibilidades para questões sociais latentes. São mulheres, homens, pessoas LGBTs, povo de santo, imigrantes que ganham a tela com suas vivências e experiências, colocando em debate o que é ser negra e negro no Brasil. Em grupos e em ações individuais elas mobilizam ativismo e superação na luta cotidiana pela existência e por um lugar de respeito e de direitos.

 

De 6 a 8 de março (de sexta-feira a domingo):

ladrão de sonhosO Ladrão de Sonhos
Direção: Jean-Pierre Jeunet
Gênero: Aventura/Drama/Ficção Científica
Ano: 1995
Duração: 112 minutos
País: França
Classificação Indicativa: 12 anos
Sinopse: Krank e seus capangas foram criados por um cientista louco, e tem como maior tormento sua incapacidade de sonhar. Como solução, ele começa a sequestrar crianças para roubar seus sonhos, mas como ele as assusta, só consegue seus pesadelos. Quando o irmão mais novo de um forte dono de circo é levado por Krank, ele o persegue junto com seus excêntricos amigos até conseguir achar seu irmão e por fim no reinado do vilão.

De 12 a 15 de março (de quinta-feira a domingo):

a aventuraA Aventura
Direção: Michelangelo Antonioni
Gênero: Drama
Ano: 1960
Duração: 140 minutos
País: Itália
Classificação Indicativa: 14 anos
Sinopse: Um grupo de italianos ricos está em um cruzeiro pela costa da Sicília, quando uma das integrantes desaparece misteriosamente. Seria assassinato, sequestro, acidente ou suicídio? Enquanto seu namorado e sua melhor amiga a procuram pela Itália, eles começam a ter um caso. Superando nossas expectativas, Antonioni transforma um mistério em uma reflexão sobre a existência humana. A Aventura é mais uma pérola do cinema italiano dos anos 60. No filme, Antonioni procura analisar o isolamento emocional, a decadência moral, a falta de comunicação, a fragilidade dos sentimentos, o vazio, existentes no mundo das pessoas abastadas da época. Este filme forma com A Noite e O Eclipse, a famosa trilogia de Antonioni sobre “o tédio existencial”.

De 19 a 22 de março (de quinta-feira a domingo):

a noiteA Noite
Direção: Michelangelo Antonioni
Gênero: Drama
Ano: 1961
Duração: 122 minutos
País: Itália
Classificação Indicativa: 16 anos
Sinopse: Após dez anos de casamento, Lídia e Giovani passam uma noite permeada de momentos de angústia e luxúria, numa busca involuntária de respostas para a crise de seu relacionamento. Segundo filme da célebre “trilogia da incomunicabilidade”, formada ainda por A Aventura e O Eclipse.


De 26 a 29 de março (de quinta-feira a domingo):

eclipseO Eclipse
Direção: Michelangelo Antonioni
Gênero: Drama
Ano: 1962
Duração: 126 minutos
País: Itália
Classificação Indicativa: 12 anos
Sinopse: Após passar a noite discutindo, Vittoria rompe com Riccardo, seu namorado. Ao ir se encontrar com a mãe na Bolsa de Valores, Vittoria conhece Piero, um jovem e elegante corretor da bolsa. Ele é um sedutor, mas ela resiste no início. Gradativamente Vittoria vai se apaixonando. O Eclipse é a última parte da célebre “trilogia da incomunicabilidade”.