FCC FacebookTwitterYoutube

A Fundação Catarinense de Cultura (FCC), por meio da direção do Teatro Ademir Rosa, abriu cadastros para a solicitação de pautas de espetáculos para os dois espaços referentes ao ano de 2018.  Os pedidos deverão ser feitos mediante o preenchimento de um formulário online que ficará aberto até o dia 15 de dezembro de 2017, sendo reaberto apenas em fevereiro de 2018.
 
 

O preenchimento e envio do formulário não corresponde à garantia da pauta nos dois teatros, apenas formaliza a intenção do solicitante. Os pedidos serão analisados pela Comissão de Pauta da FCC. A confirmação da data da reserva se dará por meio do e-mail institucional (Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.) para o e-mail do proponente cadastrado no formulário no período de 18 a 22 de dezembro deste ano.

Toda e qualquer comunicação sobre as pautas será feita pelo número de protocolo do SGPE que será encaminhado ao solicitante junto com a resposta da solicitação.

No ano de 2018 não serão concedidas isenções de taxas de uso dos Teatros, a menos que toda a renda do evento seja revertida para entidade beneficente, que por sua vez, deverá assinar o contrato.

Mais detalhes no próprio formulário de solicitação.

Está aberto até 15 de dezembro de 2016 o período de solicitações de pauta para espetáculos a serem realizados no próximo ano nos teatros Álvaro de Carvalho (TAC) e Ademir Rosa, ambos administrados pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC) em Florianópolis. Interessados em fazer parte da agenda de 2017 e ocupar os palcos desses espaços culturais devem preencher o formulário on-line que pode ser acessado no endereço goo.gl/s4tfuV
 
As solicitações serão analisadas pelas comissões de pauta dos teatros no início de 2017. Os selecionados serão contatados para orientações pertinentes. 
 
Mais informações podem ser obtidas diretamente com as administrações dos teatros: 
Teatro Álvaro de Carvalho: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. / (48) 3665-6398
Teatro Ademir Rosa: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. / (48) 3664-2622
 

Fonte: Assessoria de Comunicação FCC

A ideia do show Canção Nua surgiu como um projeto para a internet em seu canal do YouTube , em que Montenegro canta suas músicas do jeito que elas nasceram: sem introdução, sem solo, apenas com sua voz, piano e seu violão virtuose.  O sucesso fez com que virasse show.
 
No palco ele empunha a viola de 12, de 6 e executa grandes sucessos como A Lista, Lua e Flor, Bandolins, Metade, Intuição, que se tornaram clássicos da música brasileira; músicas do elogiado álbum De Passagem (Eu quero ser feliz agora, Velhos amigos e A vida quis assim); do seu primeiro e premiado longa Léo e Bia (Do muito e do pouco, Anjos e demônios); e do seu novo filme Solidões (A Lógica da Criação, Solidões e ). 
 
Serviço:
 
O quê: Show Canção Nua - Oswaldo Montenegro
Quando: 05/05/2016 (quinta-feira), às 21h
Ingressos: 
 
PLATEIA INFERIOR - R$ 120,00 inteira; R$ 60,00 meia-entrada e convênios (Notícias do Dia e Clube RBS);
PLATEIA SUPERIOR - R$ 100,00 inteira; R$ 50,00 meia-entrada e convênios (Notícias do Dia e Clube RBS).
 
                 
>> Entenda as normas para meia-entrada na página descontos.
 
Onde: Teatro Ademir Rosa - Centro Integrado de Cultura (CIC) - Av. Governador Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Informações: (48) 3664-2628 (bilheteria do Teatro)
Bilheteria: Diariamente (incluindo domingos e feriados), das 13h às 19h. Após este horário, venda somente para o espetáculo realizado no dia e no Teatro Ademir Rosa, se houver.
O espetáculo, aclamado por público e crítica, foi visto por mais de 220 mil pessoas nos últimos cinco anos. Estrelada por Cissa Guimarães, com direção de Ernesto Piccolo e texto de Regiana Antonini, a peça é livremente inspirada no livro homônimo de Martha Medeiros.
 
A psicanalista Beatriz (Cissa Guimarães) vive uma crise. Embora no auge da carreira profissional, a vida pessoal anda um caos. Sua mãe, a extravagante dona Elda (Josie Antello), voltou a morar com ela e vive às turras com sua filha adolescente (também Josie Antello). E o marido Orlando (Giuseppe Oristanio), após vinte anos de casamento, está cada vez mais distante, mais surdo, mais mudo, mais morno, mais jogado no sofá. Um casamento acomodado e duas gerações em crise. Assim, não há “santa” que aguente, qualquer uma fica “doida”.
 
Durante uma visita da irmã caçula, a solteirona-não-tão-convicta-assim Berenice (ainda Josie Antello, numa impagável composição tríplice) tem uma conversa reveladora que faz com que Beatriz decida dar um basta. Separa-se de um inconformado Orlando e resolve abraçar os prazeres da vida e da juventude mais uma vez.
 
Sai para as noites, canta, dança, conhece um rapaz... Beatriz acha que preencheu o vazio, que botou a vida nos trilhos. Até que uma longa conversa com a mãe, sobre o passado e as esperanças para o futuro, faz reacender uma fagulha. Aponta a dorzinha da saudade. E a campainha toca...
 
FICHA TÉCNICA
 
Da obra de Martha Medeiros / Texto: Regiana Antonini
Direção: Ernesto Piccolo
Elenco: Cissa Guimarães, Giuseppe Oristanioe Josie Antello
 
 
Serviço:
 
O quê: Doidas e Santas
Quando: 07/05/2016 (sábado), às 21h; e 08/05/2016 (domingo), às 20h.
Ingressos: R$ 70,00 inteira; R$ 35,00 meia-entrada e convênios (Koerich, Imperatriz, Ipiranga, Notícias do Dia, Diário Catarinense, Porto Seguro, funcionários RBS e funcionários RIC)
 
                 
>> Entenda as normas para meia-entrada na página descontos.
 
Onde: Teatro Ademir Rosa - Centro Integrado de Cultura (CIC) - Av. Governador Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Informações: (48) 3664-2628 (bilheteria do Teatro)
Bilheteria: Diariamente (incluindo domingos e feriados), das 13h às 19h. Após este horário, venda somente para o espetáculo realizado no dia e no Teatro Ademir Rosa, se houver.
Depois de lotar o Teatro Ademir Rosa (TAR) na abertura da temporada 2016, a Orquestra Sinfônica de Santa Catarina (Ossca) apresenta o seu segundo espetáculo do ano: a Série Popular com participação de Dudu Fileti e banda. Desta vez, o ingresso social será um item pet (alimento ou remédio para cães e gatos) e mais a quantia de R$ 10. Há também a opção de comprar o bilhete pelo valor completo de R$ 40. O item pet deve ser levado junto com o bilhete no dia do evento. Toda a arrecadação será doada ao Canil de São José e Bredog Floripa, organizações que prestam assistência e encaminham cães e gatos abandonados para adoção. 
 
Este será o primeiro espetáculo do cantor Dudu Fileti depois do final da turnê em Santa Catarina pelo Circuito Sesc de Música, onde cantou composições do seu primeiro álbum Amizade, lançado em fevereiro. O repertório será formado por 11 peças populares que compõem o CD, dez delas são autorais, compostas pelo cantor e pelas parceiras Maria Teresa Picolli e Ryana Gabech, e uma regravação da consagrada Trem das Onze de Adoniran Barbosa. A banda é formada pelos músicos  Moisés de Jesus (baixo),  Diego Nunes (guitarra) e Narciso Farias (bateria).
 
Será a primeira vez também que o cantor e compositor sobe ao palco para cantar suas músicas ao lado de uma orquestra. "É uma coisa totalmente nova pra mim. O convite apareceu num momento muito especial em que eu acabo de lançar o álbum. Apresentar esse repertório com mensagens e melodias lindas junto com uma orquestra é de grande valor. Fiquei muito lisonjeado com o convite da Ossca e estou curioso para ver o resultado", conta Dudu.
 
Um espetáculo sinfônico e popular
 
O regente e diretor artístico da Ossca, José Nilo Valle, explica que o espetáculo tem características diferentes de um concerto sinfônico tradicional, entre elas a duração de cada obra. Enquanto uma sinfonia pode durar até 50 minutos, as músicas populares levam em média quatro minutos. "Continua sendo um concerto sinfônico, porém com a inclusão de um grupo popular. É um casamento da música popular com a nossa sinfônica", esclarece.
 
Na Série Popular, o instrumento "voz" integra-se à orquestra em todas as músicas e, assim como em uma ópera ou balé, é a personagem, neste caso o cantor, que passa a conduzir o espetáculo. "Neste tipo de show o maestro segue o cantor e conduz a orquestra. É preciso atentar para o fluxo do solista e a habilidade dele de sentir a emoção e a adrenalina", revela.
 
Conhecida pelo repertório erudito, a Ossca já realizou espetáculos populares similares a esse nos anos 2000, com Dazaranha, Banda Iriê e o gaúcho Renato Borghetti. Segundo o regente, a música popular é considerada propriedade do povo porque reúne peças com textos que se associam ao cotidiano das pessoas. 
 
Ingresso social
 
As organizações que serão beneficiadas pelo ingresso social geralmente tratam de animais que, além de abandonados, encontram-se em condições precárias de saúde, por isso os itens doados precisam atender certas especificidades, principalmente os alimentos. Por indicação das integrantes das duas entidades, a Ossca fez uma lista de remédios e alimentos para cães ou gatos que serão aceitos: caixa de vermífugo (comprimidos avulsos não são válidos), um quilo de ração tipo Premium (o tipo contem os valores nutricionais necessários para animais doentes), unidade de talco anti-pulga/carrapato, ração de latinha (mínimo duas unidades). Não serão aceitos saches, pela alta concentração de sódio, não indicada para animais em estado de saúde vulnerável. 
 
 
Serviço:
 
O quê: Orquestra Sinfônica de Santa Catarina - Série Popular com Dudu Fileti
Quando: 10/05/2016 (terça-feira), às 21h.
Ingresso: R$ 40,00 inteira; R$ 20,00 meia-entrada; R$ 10,00 ingresso solidário inteira; R$ 5,00 ingresso solidário meia-entrada. (Ingresso solidário: mediante entrega de donativos para ONG de proteção animal na entrada do evento.)
 
                 
>> Entenda as normas para meia-entrada na página descontos.
 
Onde: Teatro Ademir Rosa - Centro Integrado de Cultura (CIC) - Av. Governador Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Informações: (48) 3664-2628 (bilheteria do Teatro)
Bilheteria: Diariamente (incluindo domingos e feriados), das 13h às 19h. Após este horário, venda somente para o espetáculo realizado no dia e no Teatro Ademir Rosa, se houver