FCC FacebookTwitterYoutube

Para celebrar o aniversário de 346 anos de Florianópolis, a Fundação Cultural Badesc abre na sexta-feira, 22 de março, às 19h, no Espaço Fernando Beck, a exposição Floripa em 3x4, de Radilson Carlos Gomes. Por meio de câmeras lambe-lambes – equipamento com processo químico de revelação em preto e branco utilizado a partir da primeira metade do século XX, especialmente em praças, o fotógrafo apresenta mil imagens de anônimos e personalidades da cidade, que representam a identidade da capital catarinense. Para o projeto, contemplado no Prêmio Elisabete Anderle, Radilson utilizou três câmeras lambe-lambes, uma de 1915 com formato de filme 9x13cm, outra de 1969 com formato 6x9cm, ambas restauradas pelo fotógrafo, e uma construída por ele no formato 13x18cm.

“Durante um ano me posicionei em praças, ruas, avenidas e eventos de Florianópolis. Conversei e fiz seus retratos. No momento dos registros fazia-se a revelação analógica na presença das pessoas que eram fotografadas e gerava-se o negativo que era secado e utilizado para criar o positivo da imagem. Ao longo do processo foram gravados pequenos depoimentos e captadas frases e histórias dos participantes”, explica Radilson que por entre mosaicos de identidades individuais, compôs um grande retrato da capital catarinense.

Esse recorte com mais de mil rostos anônimos revela a diversidade étnica e cultural de quem passa, vive e constrói a identidade de Florianópolis. Material adicional com depoimentos e dados evidenciam a origem, o pensamento e os projetos de vida da atual população.

Radilson Gomes é formado em História e especialista em Comunicação e Saúde. Começou sua carreira como fotógrafo em 1986, em Brasília. Realizou documentários fotográficos de Saúde Pública pelo Ministério da Saúde e atualmente é professor de Fotografia em Florianópolis. Floripa em 3x4 tem entrada gratuita. A visitação até 26 de abril.

Mais sobre a lambe-lambe

A máquina lambe-lambe surgiu no começo do século 20 no Brasil com o fotógrafo Francisco Bernardi que queria criar um estúdio portátil, carregando num caixote tudo que fosse necessário à produção instantânea das fotos. O equipamento se popularizou no Brasil, principalmente no início da década de 40 com a criação da Consolidação de Lei de Trabalho (CLT), em 1º de maio de 1943, quando a fotografia da carteira de trabalho e das identidades de boa parte da população era registrada com estas máquinas.

Serviço:

O que: Abertura da exposição Floripa em 3 x 4, de Radilson Carlos Gomes

Quando: 22 de março, sexta-feira, às 19h

Local: Fundação Cultural Badesc – Rua Visconde de Ouro Preto, 216, Centro – Florianópolis/SC

Telefone: (48) 3224-8846

Entrada gratuita

Visitação até 26 de abril de terça a sábado, das 12 às 19h.