FCC FacebookTwitterYoutube

Em novembro, a Associação Cultural Burra de Milho, em parceria com a Direção Regional das Comunidades, promove exibição de filmes em diferentes espaçoes culturais de Florianópolis, entre os quais, o Museu Histórico de Santa Catarina, sediado no Palácio Cruz e Sousa, nos dias 09 e 10. A Associação organiza, desde 2013, mostras de cinema em várias ilhas dos Açores, Continente Português, Estados Unidos da América, Canadá e Brasil. O objetivo é a divulgação da cultura açoriana por meio de um conjunto de filmes, curtas, médias e longas metragens, do documentário à ficção, passando pela animação e ficção.
Pretende-se explorar a identidade do cinema realizado nos Açores, tornando-se num exercício de introspecção, arte e identidade cultural. Reconhece-se a importância de valorizar e fomentar a criatividade em benefício de um desenvolvimento sociocultural harmonioso, protegendo as memórias e as manifestações culturais representativas dos Açores.
Este projeto permitirá aos açorianos e açor-descendentes a partilha de uma cultura vasta e singular, que se reflete na criatividade dos nossos jovens.
Desejamos contribuir para uma visão atraente e diversificada da cultura açoriana, reforçando a importância do ensino e promoção da cultura portuguesa junto dos mais jovens açor-descendentes, bem como do fortalecimento da sua ligação à terra dos seus pais, avós e bisavós.
Durante a Mostra serão realizadas sessões com variados filmes realizados e produzidos por açorianos.
A Associação Cultural Burra de Milho fortalece desta forma a aposta que tem vindo a fazer na promoção dos jovens criadores dos Açores, indo de encontro aos objetivos da associação, assim como promovendo a dinamização cultural que existe na região pelo mundo lusófono e junto das comunidades açorianas pelo mundo.

Dia 9 de novembro (sexta-feira) – 19h
Palácio Cruz e Sousa – Museu Histórico de Santa Catarina (77')
Abertura: “O Panomara Atual do Audiovisual na Região dos Açores” – Miguel Costa
- Varadouro (Paulo Abreu e João da Ponte, DOC/EXP, 2013, 10’)
- Ser ilhéu (Francisco Rosas, FIC, 2013, 25’)
- Ramo Grande (Associação Cultural Burra de Milho, DOC, 2015, Portugal, 42')

Dia 10 de novembro (sábado) – 15h
Palácio Cruz e Sousa – Museu Histórico de Santa Catarina (76')
- Unnatural Selection (André Matos, 2014, ANI, Portugal/Alemanha, 3'50'')
- 50 Pesos Argentinos (Bernardo Cabral, 2012, FIC, 12’)
- Noite de Festa (Nuno Costa Santos e Tiago Carvalho, 2012, DOC/FIC, 60′)

Dia 11 de novembro (domingo) – 20
Espaço Cultural Armazém - Coletivo Elza (61')
- Eu (Sara Azad, ANI, 2015, 4')
- O Funeral Artístico de um Projecionista (Luis Bicudo, DOC, 2013, 10’)
- Adormecido (Paulo Abreu, 2012, DOC/EXP, 12’)
- O Desvio de Meternich (Tiago Melo Bento, 2014, FIC, Portugal, 16')
- CÓDIGO POSTAL: A2053N (Pepe Brix, 2015, DOC, Portugal, 19')

Dia 12 de novembro (segunda-feira) – 19
Museu da Escola Catarinense (92')
- Suicídio (Sara Azad, ANI, 2013, 2’)
- A Viagem Autonómica (Filipe Tavares, DOC, 2013, Portugal, 90')

Dia 13 de novembro (terça-feira) – 19h
Museu da Escola Catarinense (72')
- (IM)PERMANÊNCIA (Luisa Borges, 2014, FIC, 9'30'')
- Alabote (Joao Botelho e Joao Garcia, 2013, FIC, 11')
- Não me importava morrer se houvesse Guitarras no Céu (Tiago Pereira, Portugal, 2010, DOC, 52')

Dia 14 de novembro (quarta-feira) – 19h
Museu da Escola Catarinense (74')
- Tempos de bairro (Sara Azad, 2014, DOC, Portugal, 18')
- PDL-LIS (Diogo Lima, Portugal, 2012, DOC, 28')
- Raimundo (Paulo Abreu, 2015, FIC, Portugal, 28')

A Mostra faz parte das comemorações de 270 anos de colonização açoriana em Florianópolis é uma realização da Associação Cultural Burra de Milho e conta com o apoio do Governo dos Açores, Casa dos Açores de Santa Catarina, Prefeitura Municipal de Florianópolis, Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Juventude, Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes, FUNCINE, Museu Histórico de Santa Catarina/FCC, Museu da Escola Catarinense/UDESC e Espaço Cultural Armazém - Coletivo Elza

ENTRADA FRANCA.

Texto de Marcelo Seixas.