FCC FacebookTwitterYoutube

Está chegando ao fim a exposição Desterro Desaterro, Arte Contemporânea em Santa Catarina, no Museu de Arte de Santa Catarina (MASC). A mostra reúne trabalhos de 80 artistas - sendo uma grande parcela catarinense - e que propõe reflexões sobre a produção artística contemporânea. Em cartaz desde abril, poerá ser conferida até o dia 22 de julho, domingo.

A intenção da mostra, além de comemorar os 70 anos do MASC, é conectar-se à memória do museu, especialmente ao período de seu surgimento no fim dos anos 1940, quando foi inaugurada a então “primeira exposição de arte contemporânea" em Florianópolis. Era a época do Grupo Sul, o movimento modernista que deu voz e vez às novidades artísticas do Brasil e do mundo.

Além disso, o MASC também sedia até dia 22 o projeto Claraboia, que recebe o legado de proposições do professor e artista Zé Kinceler (1961-2015) e o Coletivo Geodésica - grupo formado por ele em 2011.

 

Serviço

“Mostra Desterro Desaterro - arte contemporânea em Santa Catarina” e Projeto Claraboia
Visitação até 22 de julho, de terça a domingo, das 10h às 21h
Onde: MASC – Museu de Arte de Santa Catarina (Av. Governador Irineu Bornhausen, 5.600, Agronômica, Florianópolis)
Quanto: gratuito
Classificação indicativa: livre.

 

Ascom FCC