FCC FacebookTwitterYoutube

Até domingo, 08, uma delegação catarinense do setor audiovisual participa do festival Rio Creative Conference – RIO 2C, considerado o maior evento do mercado na América Latina. Estão presentes representantes da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), Santur e Sindicato da Indústria Audiovisual de Santa Catarina (Santacine), além de diversas produtoras audiovisuais e instituições catarinenses ligadas ao setor.

A participação no evento foi possível devido a uma parceria entre Santur e FCC, viabilizando um espaço para negociações, bem como a presença de 20 empresas do setor audiovisual catarinense.

O evento sediado na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro, apresenta-se hoje como uma das maiores oportunidades para divulgar Santa Catarina como destino cinematográfico, atraindo produções nacionais e internacionais para serem filmadas aqui.

“Possuir filmes e produções para televisão e cinema que mostrem nossa cultura e paisagens, constitui-se mais uma excelente oportunidade para o estado de divulgar os destinos turísticos”, destaca o presidente da Santur, Valdir Walendowsky. "Acreditamos que a participação no evento corroborará e ampliará a grande vocação e destaque nacional e internacional de Santa Catarina aliando as áreas de turismo, cultura, tecnologia e audiovisual.", completa o presidente da FCC, Rodolfo Pinto da Luz.

Durante o evento as produtoras catarinenses do segmento audiovisual apresentam seus projetos em andamento, já que acontecem diversas rodadas de negócios para atração de parcerias, coproduções nacionais e internacionais e licenciamento de conteúdo com as grandes produtoras e distribuidoras audiovisuais, canais de TV aberta e por assinatura, além de serviços de streaming de todo mundo que vem ao evento em busca de conteúdo brasileiro. Participam do evento mais de 300 players como Netflix, Amazon, HBO, National Geografic e Discovery.

“Diversos estados brasileiros já possuem grandes delegações e stands no evento com esses objetivos e, agora, Santa Catarina se junta a estes estados ciente de que diversos estudos econômicos apontam para o setor de mídia e entretenimento, ou indústria cultural, com um dos que mais cresce e crescerá no cenário mundial”, conclui a administradora do Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC), Ana Lígia Becker.

Fonte: Assessoria de Comunicação FCC